Consumidor: onde buscar seus direitos

Há vários órgãos aos quais podemos recorrer quando somos lesados como consumidores. Confira alguns deles no post e faça valer os seus direitos.

placa_lg

Minha máquina de lavar pifou duas semanas depois de vencer a garantia (coincidência?!). Chamei a assistência e, em questão de segundos, o técnico diz que queimou a placa e que o painel todo teria de ser trocado. Eu teria que esperar a “encomenda das peças”, que levaria 10 dias, e o valor com a mão de obra seria de 700 reais.

Agradeci e disse que não ia consertar. O técnico insistiu dizendo que era uma máquina de mais de 2.200 reais e que “valia a pena gastar apenas 700, ainda mais porque podia parcelar em 3 X”… Desconfiei, dispensei o camarada e chamei outro.

O segundo técnico abriu, examinou e fez uns testes. Depois disse: “A senhora deu sorte porque é só trocar a peça X que o resto ‘tá em dia'”. Pergunto quanto é o conserto e ele diz: “Essa peça dá problema em todas as máquinas desse modelo, então eu já ando com várias no carro… Já tô tão acostumado que troco em quinze minutos. Fica 150 reais.” Enquanto eu pensava ele acrescentou:

“Desculpa falar, mas a senhora tem sorte mesmo… Qualquer técnico ia querer trocar a placa toda, sabe pra quê? Pra ficar com as peças boas e montar outra. É assim que eles ganham, cobrando a placa que tiraram de outro cliente e falando que é nova… Só que eu sou cristão e não faço isso!” Troquei a peça e a máquina nunca mais quebrou (isso já faz mais de 4 anos).

comporta01

Mas nem sempre você encontra uma pessoa honesta e, nesse caso, a quem recorrer? Aqui vão algumas dicas:

  1. Pesquise ou busque uma segunda opinião – hoje em dia não podemos ser ingênuas e achar que todo mundo está falando a verdade porque – infelizmente – poucos estão dispostos a isso. Pesquise ou peça sempre uma segunda opinião, ainda que demore e dê mais trabalho. No final das contas, ter chamado um segundo técnico me fez economizar 9 dias e R$ 550!
  2. Conheça os seus direitos – não que você vá virar fiscal e ficar buscando erros nos estabelecimentos, mas conheça os termos de cada negociação, como a política de troca, os juros embutidos nas compras a prazo e não tenha pressa de fechar negócio. Analise primeiro, pois a chance de você estar sendo enganada é grande…
  3. Faça valer os seus direitos – se você acabou tendo problemas em alguma negociação e não está conseguindo resolver com a empresa que lhe vendeu o produto ou prestou serviço, busque órgãos que podem ajudá-la a resolver a questão. Mas lembre-se que esses órgãos, oficiais ou não, trabalham em casos onde o consumidor não está conseguindo resolver o problema com a empresa. Por isso, tenha em mãos provas de que tentou resolver diretamente (como números de protocolos, nome de quem atendeu, o que ficou combinado e não foi cumprido e tudo que possa ajudar a resolver a questão).

Veja abaixo onde buscar ajuda:

Site Consumidor – O Ministério da Justiça criou o www.consumidor.gov.br com o objetivo de aproximar clientes e fornecedores. As empresas que desejam abrir esse canal com seus clientes se cadastram no site e se comprometem a analisar as demandas e responder dentro do prazo máximo de 10 dias. Pelo que pesquisei, o índice de respostas e de resolução de problemas é alto, então vale a pena.

Reclame Aqui – O site www.reclameaqui.com.br já é bem conhecido e tem mais de 956 mil seguidores no Facebook. Além de poder deixar a sua reclamação, você também pode pesquisar o ranking das empresas com mais reclamações, assim você evita a contratação ou compra nas empresas que menos respeitam o consumidor.

Fundação Procon – Cada estado tem seu próprio Procon, por isso vale a pesquisa para ver o endereço da fundação na sua cidade. Tenha à mão todas as informações sobre a compra ou contratação, descreva o que houve de errado e as tentativas anteriores de solução com a empresa. Quanto mais informações você oferecer ao Procon melhor.

Juizado de Pequenas Causas – Dependendo do problema você também poderá optar por este órgão que, assim como o Procon, tem uma representação em cada estado. Pesquise e busque o endereço mais próximo.

Em Defesa do Consumidor – Atua há quase 20 anos de forma gratuita pelo site www.emdefesadoconsumidor.com.br e possui até um programa de rádio no Rio de Janeiro chamado Reclamar Adianta, pela Bandeirantes AM 1360 (de segunda a sexta, das 10h ao meio-dia) com reprise no site (das 14h às 18h).

IMPORTANTE: Nota aos clientes da nossa loja virtual

B3

Aproveito para me desculpar com algumas leitoras que estão recebendo suas encomendas de livros com um pouco de atraso. Nos últimos dias, além de ter compromissos em Caxias do Sul (RS), tive quase dez gravações seguidas e acabei acumulando pedidos. Isso porque faço questão não só de autografar, mas escrever uma dedicatória em cada livro vendido na nossa lojinha virtual. Mas fiquem tranquilos porque aproveitei o feriadão para deixar tudo em ordem! 😀

Se você quer pedir um dos meus livros (Bolsa BlindadaBolsa Blindada 2 ou Virada Financeira), Cofrinho Bolsa Blindada e Controle de Gastos Arbitrários, aproveite que ainda estão em oferta e com um frete baixinho! É só clicar aqui e fazer sua encomenda!

PREPARE-SE! – A partir de segunda-feira 06/06 daremos início a mais uma edição do DESAFIO DETOX! Quem vai participar do Jejum de Daniel está mais do que convidado a acompanhar diariamente esta nova série de desafios para o nosso crescimento em todos os sentidos!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Livros, Seus Direitos
  • Raphaela diz:

    YAY!!!! Desafio Detox!!!

    Como é bom ter conteúdos excelentes como o seu durante os 21 dias.

    Acho que foi desde o Jejum retrasado que me acostumei a vir aqui todos os dias :))

    • Patrícia Lages diz:

      É sempre um prazer receber seus comentários! ?????

  • Francisca diz:

    Bom dia Paty! Amei o post, sempre fiz questão de correr atrás dos meus direitos e já venci muitas lutas contra Eletropaulo, Vivo, Hp,enfim, não podemos baixar a cabeça e deixar o mundo sapatear em cima, cristãos SIM! bobos? NÃO!!

  • Joselene Lima diz:

    Esse mês fiz o orçamento de uma grade para a minha escada e o valor ficou em R$ 800,00. Então eu falei para o moço que estava caro demais e fiz outro orçamento. Não deu outra: a grade ficou em R$ 360,00. O ideal é fazer 03 orçamentos, sempre! E dá-lhe economia!

    • Patrícia Lages diz:

      ??????????

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: