Já falamos outras vezes aqui no blog que sempre teremos que driblar os imprevistos por mais que sejamos organizados. Como você lida com isso?

Como driblar os imprevistos

Você que me segue aqui já sabe que sou uma pessoa organizada e que tenho uma agenda bem cheia.

Aliás, se não fosse a disciplina, eu não conseguiria fazer nem metade das tarefas.

Se Deus – que é Senhor de todas as coisas – criou tudo o que há com planejamento e disciplina, é esse o exemplo que devemos seguir!

Mas e quando os imprevistos surgem e o planejamento vai por água abaixo?

 

Se existe um livro que valoriza o equilíbrio é a Bíblia.

São tantos os exemplos onde equilíbrio é aconselhado que nem daria para citar todos.

Mas se você lembrar de algum(ns) e quiser deixar nos comentários, fique à vontade!

E é isso que tenho buscado nos últimos anos: ter equilíbrio para manter as coisas em ordem.

Para hoje, separei um dos exemplos que tenho colocado em prática e que tem funcionado.

Programo a minha semana antecipadamente, mas não completo todos os dias e todos os horários com tarefas.

Procuro deixar sempre algumas lacunas para o caso de haver imprevistos e eu tiver de mudar a rota.

Foi o que aconteceu nesta semana.

Carreguei todas as tarefas possíveis para segunda, terça e quarta e deixei a quinta e a sexta mais livres.

Mas para isso, tive de vencer uma coisinha….

 

Ansiedade de fazer tudo de uma vez

Quando a gente tem muitas coisas para fazer, a vontade é distribuir TODAS as tarefas no menor período de tempo possível.

Porém, o equilíbrio pede que tenhamos cautela!

Embora eu precisasse fazer mais coisas nesta semana, deixei os dois últimos dias mais “folgadinhos” por prever que algumas mudanças poderiam acontecer.

Dito e feito!

Uma gravação que eu teria na terça teve de ser remarcada ainda dentro da semana.

Então, já marquei para esta manhã (por isso o post subiu à tarde!) e consegui cumprir esse compromisso sem ter de desmarcar nenhum outro.

O que eu fiz com o tempo livre da terça foi puxar uma das tarefas que haviam ficado para a semana que vem.

Quanto à sexta, um aumento de demanda no trabalho de ontem será feito nesse dia.

Se eu tivesse lotado a agenda de coisas, teria deixado dois clientes na mão.

Em nenhum dos dois casos a mudança partiu de mim, porém, eu trabalho atendendo meus clientes e, se não puder atendê-los, certamente buscarão outra pessoa.

Temos de planejar e ter disciplina sobre o que planejamos, mas também precisamos ter jogo de cintura.

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Me lembro da organização de José no Egito e a disciplina que teve para ajuntar para a crise dos sete anos. Uma verdadeira aula para nós, a história que mais gosto

  • Patrícia, boa tarde,
    Quem é que não tem uma tonelada de tarefas para destrinchar na semana, que levante a mão!
    Se não houver organização, dito e feito: a frustração é carregada para o domingo…. junto com balde, vassoura e espanador, ahahah
    Ser organizada traz tranquilidade e a disciplina é a base de tudo!
    O livro de Provérbios fala o tempo todo de disciplina que é atrelada à Sabedoria! As melhores coisas num “pacote” é o que promoverá o melhor resultado! Se for tratado com excelência, impossível não obter bom resultado!

  • Boa tarde Patrícia! Eu tmb trabalho com agenda, antigamente preenchia td ela, hj tenho mais cautela, deixo sempre uma lacuna e estou sentindo-me muito melhor e até mais produtiva, tudo com organização e disciplina flui que é uma belezinha 🤗🤗

  • Olá Patrícia, boa tarde! Penso ser a ansiedade “a culpada” por algumas vezes fazer com que a gente faça um pouco de confusão em relação a execução das atividades, pois se “sobra” um tempinho dá vontade de fazer tudo e não deixar nada para fazer depois, ou seja, é o “8 ou 80” agindo…rs…rs… Na verdade, a alocação das atividades conforme a disponibilidade do dia e hora é que deve ser equilibrada, evitando a ociosidade ou sobrecarga. Então “falo” com Deus, “ó Senhor, dai-me a paciência de Jó” mas acho que eu deveria mesmo era ler e reler o que está em Eclesiastes 3,1-8 “1 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. 2 Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; 3 Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; 4 Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; 5 Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; 6 Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; 7 Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; 8 Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.” Abraços!

  • Nem sempre tudo acontece como desejamos, então temos mesmo que nos preparar para os imprevistos!

  • Gratidão. Suas dicas são valiosas e tem transformado minha visão sobre a disciplina.Obrigada por seu empenho em nos ajudar!

  • Olá Patrícia!
    Esse equilíbrio funciona mesmo! Faço como você, não completo meus horários diários com tarefas, justamente para deixar o tempo dos imprevistos, mas foi com muita disciplina que conseguir me programar assim, no começo quando acontecia um imprevisto me atrapalha toda e atrasava tudo, ficava desiquilibrada com qualquer coisa que acontecia e não conseguia continuar as outras tarefas, foi quando me veio essa ideia de não completar meus horários e deixar tempo para os inesperados. Caso não aconteça nada no decorrer do dia, faço algo para mim ou adianto alguma tarefa do próximo dia.

    Grande abraço.

  • Quando acontece imprevistos no meu dia a dia, meu desafio é justamente controlar a ansiedade e a frustração!

    Obrigada!

  • Muito boa essa dica. Confesso que preciso trabalhar melhor a disciplina no meu dia a dia. Realmente, quando sabemos que temos um montão de coisas para fazer, bate logo a ansiedade e se pudéssemos, faríamos tudo de uma vez, mas o equilíbrio nos orienta a sermos organizados, assim não pendemos nem para o exagero e nem para o relapso. Certamente saber se planejar e deixar esse tempinho livre, faz toda a diferença no momento em que surgem os imprevistos. Obrigada por todas as dicas e orientações.

  • perfeito….planejamento em tudo… uma seguidora se lembrou de José e eu me lembrei de ESTER – há alguns anos, a TV record exibiu uma minissérie de ESTER (confesso que gostaria de rever) e o que me chama atenção nessa linda historia é a disciplina de ESTER para:
    1) detectar a gravidade do problema
    2) organizar sua agenda de rainha para verificar e chegar todas as verdades
    3) reorganizar sua agenda para o jejum necessário- imprevisto
    4) disciplina no meio do caos
    5) organização com segurança e equilíbrio emocional para os dois banquetes com o Rei e o Arqui-inimigo (essa parte me deixa sem folego!)
    é logico que a vitória foi certeira!!!!
    Eu me delicio com essas maravilhosas lições…

  • Boa tarde!

    Lembro me também da disciplina e da organização de Noé em construir a Arca obedecendo em todos os detalhes a Deus!

  • Não sobrecarrego a minha agenda, aprendi errando e muuuito!!!!
    Agora, vou de boa, vou na paz =))) … tudo flui da melhor forma e os errado, acaba dando certo… =))))! É incrível!!!

    Obrigada.

  • Estou tentando me organizar melhor, mas acabo me perdendo. Pq as vezes o que tenho para fazer acaba tomando mais tempo do que eu havia previsto, então vivo cheia de pendências e tbm acabo esquecendo de algumas coisas. Mas estou tentando me policiar mais e com todas essas reflexões, estou aprendendo muito e espero que ao final deste desafio, eu esteja conseguindo realizar tudo a contento!!!

  • Ah Paty… Devido a falta de equilíbrio, chequei a ficar doente… esse versículo disse tudo para mim naquela época:
    Eclesiastes 7:16-18

    16 Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? 17 Não sejas demasiadamente ímpio, nem sejas louco; por que morrerias fora de teu tempo? 18 Bom é que retenhas isso e também disso não retires a tua mão; porque quem teme a Deus escapa de tudo isso.

    Equilíbrio é tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *