Como acabar com a corrupção no Brasil

O país comemora o que julga ser o início do fim da corrupção no Brasil. Temos mesmo o que comemorar? Analise conosco!

inteira

Se você me perguntar se o Brasil vai deixar de ser um país corrupto se o Lula for preso, a Dilma sofrer impeachment e todos os acusados na Lava Jato forem presos, minha resposta é: não, não vai. E aqui estão os motivos:

O “cidadão” acha uma carteira na rua. Nela há dinheiro, documentos e um cartão com endereço e telefone do dono. O que ele faz? No máximo, coloca a carteira no correio, mas fica com o dinheiro, pois está precisando muito. Além disso, ele já “ajudou” devolvendo a carteira com todo o resto…

A mãe de um aluno esquece o celular no banco da sala da escola do filho, onde foi feita uma reunião de pais. Quem acha o telefone não devolve, mesmo sabendo que só podia ser do pai ou da mãe de um coleguinha do filho. Depois é só mentir para o filho dizendo que comprou e ter o cuidado de não aparecer na escola com o celular nos próximos dias. Fácil, fácil…

A dona de casa percebe que o caixa do mercado devolveu o troco a mais. Ela finge que não vê e sai com as compras e com um dinheiro que não lhe pertence. Para justificar sua ação corrupta ela diz que os mercados estão muito caros e que “eles” é que roubam as pessoas. Além disso, o dono do mercado tem muito mais dinheiro do que ela…

Se essas pessoas chegarem a algum tipo de poder maior ou cargo público, o que você acha que elas vão fazer, uma vez que já são corruptas? Elas não se tornaram corruptas por estarem no poder, mas já eram corruptas mesmo sem ter acesso ao poder.

A corrupção está enraizada na cultura desse país e ela só vai acabar quando você decidir acabar com ela. Não interessa se o seu vizinho é corrupto ou se o bairro inteiro é. Isso não justifica que você também tem o “direito” de ser assim.

Faça a sua parte e você já estará fazendo muito por um país sem corrupção.

Nos vemos!

 

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Ética
  • Francinalda Xavier de Sousa diz:

    Excelente Patrícia! Falo isso todo santo dia: no trabalho, na faculdade, na rua… Pra ver se entra pelo menos por osmose na cabeça daqueles que estão ao meu redor; é algo assombroso mesmo, todo dia você vê a repetição de fatos como esses que você falou. Lamentável e só vai mudar se nós brasileiros fizermos a nossa parte.

    • Patrícia Lages diz:

      É isso que temos de fazer: bater na mesma tecla sem cansar. Um dia a coisa muda!

  • Dionette diz:

    Oi Patrícia

    Pior que tudo isso que colocou é verdadeiro. Parece que as Leis brasileiras protegem bandidos. A honestidade é colocada em segundo plano.E quem age indignamente procede como insano. O povo brasileiro não teve visão para eleger o Lula por duas vêzes e a Dilma também. Somos nós os culpados( não me incluo porque nunca votei no PT). O governo apoia tanto os bandidos que dá a eles um salário e ainda maior que o salário mínimo do trabalhador: salário reclusão.Está tudo errado. Inversão de valores. É isso.

    • Samara Brion diz:

      Amiga, leia novamente o texto…

  • Rosangela de Albuquerque diz:

    Concordo plenamente com você Patrícia! infelizmente, a corrupção faz parte da cultura deste país. Eu também acredito que, não é por que todo mundo é corrupto que temos que ser iguais. Nós podemos e temos o dever de sermos honestos em todas as coisas. Essa semana mesmo, eu tive que andar de ônibus, dei o dinheiro da passagem e na minha cabeça cansada(rs) eu achava que o cobrador tinha que me voltar R$ 0,40, ele me voltou R$ 1,40, aí disse logo a ele: você me voltou troco a mais! Ele olhou para as moedas e disse que era o troco certo que a passagem custava tanto e que o troco estava certo. Ele foi muito simpático comigo até sorriu. Penso que ele e muitas outras pessoas agradecem e agradeceriam se quem recebe o troco a mais devolvesse a diferença. Agora, se acontece o contrário, por erro de quem está dando o troco, aí o bicho pega, a pessoa é capaz até de fazer o maior barraco as vezes por causa de R$0,50! Por essas e outras, dá pra perceber que a corrupção está sim muito enraizada na nossa cultura, as pessoas querem tirar vantagem de tudo o que puderem. Lamentável!

  • Adriano diz:

    Pois e infelizmente vivemos nesse país e o pior quando fazemos o certo somos na maioria das vezes somos tratados como otarios.

    • Patrícia Lages diz:

      Eu sou 100% “otária”, com muito prazer!

  • Sara diz:

    Paty eu concordo totalmente, eu sempre falo isso, as pessoas têm mania de querer culpar e achar que o que deve mudar são os governantes, mais não pensam que o que está refletindo lá em cima vem de baixo, começa pela população com as suas pequenas corrupções diárias e como vc disse, sempre tem uma “desculpinha” pra justificar cada coisa errada! Eu concordo quando vc diz que a corrupção do Brasil não vai acabar assim da noite pro dia pq infelizmente já é uma coisa que está encrostado na mente das pessoas e na cultura!

  • Jarlenys Dias diz:

    Olá, querida Paty!
    Graças a Deus por não ter cometido esse ato de corrupção depois de ter devolvido duas notas de 50€ à uma vizinha do meu bairro que não deu conta quando deixou o dinheiro cair no chão. Eu estava um pouco longe atrás dela. Éramos apenas duas caminhando no mesmo passeio. E eu cabisbaixa por causa da chuva e vi o dinheiro no chão e a dona já tinha entrado no minimercado. Quando fui devolvê-la mas antes de confirmar se dinheiro é dela, fiz pergunta à senhora se deixou algo do bolso cair no chão. Pela cara dela entrou aflição e me respondeu que perdeu o dinheiro e com o valor da nota. Eu lhe devolvi e ela me deu abraço de agradecimento. Engraçado, quando contei novidades aos meus próximos, fui criticada e me trataram como de palerma e burra por ter devolvido à senhora sem achar se é dela ou não. Não entendo essa gente. Sabem que não gosto de mentiras e falsidades para com o próximo. Qual é o mal de fazer bem ao próximo?

    • Patrícia Lages diz:

      Eles só deixaram claro o que fariam no seu lugar… Mas eu creio que no fundo admiraram a sua atitude.

  • Thaynara diz:

    E ainda tem aqueles que furam fila no ônibus, banco ,mercado e acham super normal. Pior ainda são os que ao ver alguem furando fila vai lá e fura também, porque é claro, eles não querem se sentir lesados de forma alguma. É como se eu decidisse roubar/ matar só porque fulano roubou ou matou.
    Enquanto não pensarmos mais no outro a corrupção não vai acabar.

  • geane diz:

    É bom dizer que também existem muitas pessoas boas que fazem o que é certo quando acham algo que não as pertence. Meu esposo e eu compramos umas mercadorias o comerciante me cobrou uma peça a menos então avisamos que ele havia cobrado errado então ele recebeu certo e nos deu um desconto na compra. Mas infelizmente há pessoas que só pensam no próprio umbigo e prejudicam uma nação inteira, eu me revolto, pois esses bilhões que são roubados poderiam estar sendo empregados na saúde e educação.

  • Henrique diz:

    Disse tudo Patricia! Pessoas com o meu e o seu pensamento temos que nos unir pra tentar mudar esse pais! Isso so vai acontecer partindo de nossos exemplos, mudando pensamento de pessoas ao nosso redor!

  • Ana Maria Albuquerque diz:

    Olá Paty, acho que você foi no fundo da questão.A corrupção não é só na política, mas nos pequenos atos de todos os cidadãos e sua consciência espiritual. Uma vez encontrei na UnB uma bolsa de um homem contendo carteira há 15 anos atrás com cerca de 250 reais, vários cartões de crédito, celular mas pela carteira de estudante vi que ele era do centro acadêmico de economia. Tinha também um celular. Devolvi tudo e me senti bem, pois era o mínimo que eu poderia fazer como pessoa honesta. O que eu ganhei em troca, satisfação da gratidão e de ter conseguido um novo amigo. Abraços,

  • Carolina M Peña diz:

    Ola Patricia! Desculpa o portunhol… Você já encontrou mulher fingindo estar gravida para passar pelo caixa preferencial? Pessoas com um adesivo colado no carro “Não Corrupção” na sua frente, e desrespeitando o sinal de transito? Morando em um apartamento sem pagar vários meses de condomínio? Estacionando na vaga de idosos, sem adesivo, e mais jovem do que todos nos? (A lista não acaba aqui não…) DESABAFO!

    • Patrícia Lages diz:

      Infelizmente a lista é grande, mas seu português está ótimo!

  • Gertrude Cardoso diz:

    Muito bom o texto. Infelizmente as pessoas não reconhece que essas atitudes nós torna igual os políticos corruptos.

  • Larissa diz:

    Bom dia!

    Excelente texto!

    Além dos exemplos citados podemos colocar:

    – Pessoas que recebem o seguro desemprego enquanto trabalham sem registro para não perder o benefício;

    – Pessoas que recebem auxílio doença ou aposentadoria por invalidez e continuam trabalhando;

    – Pessoas que omitem rendimentos nas declarações de IR.

    Os dois primeiros e considerado estelionato, e o terceiro crime contra a ordem tributária.

    Quanto ao auxílio-reclusão, citado em um comentário acima, ele foi instituído em julho de 1991, a Lei esta nesse link
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8213compilado.htm
    Sendo devido aos dependentes dos presos (seus filhos, que não possuem nenhuma culpa dos pais que tem), que cumprem os requisitos da lei, ou seja, possuem qualidade de segurado (eram registrados ou pagavam o INSS no carne), dentre outras, conforme informações disponíveis no site da Previdência Social http://www.previdencia.gov.br/servicos-ao-cidadao/todos-os-servicos/auxilio-reclusao/.

    Assim, bem poucos recebem e quando recebem é apenas um salário mínimo…

    Beijos

  • kimberly diz:

    Uauu disse tudo..

  • Helena Silva diz:

    Patricia, boa tarde!
    Sou leitora assídua do seu site e sempre divulgo para as pessoas ao meu redor. Você como sempre com a cabeça aberta e super antenada.
    Concordo plenamente com tudo que escreveu. O Fim da corrupção começa dentro da nossa casa, com nossas atitudes e com a educação que damos aos nossos filhos, pois um deles poderá ser nosso futuro presidente um dia.

  • Josefa diz:

    Paty concordo com vc, eu também sou otária. Meu esposo me chama de besta. Porque sou honesta, e faço isso com orgulho aprendi em casa com meus pais e com a palavra de Deus.

  • janaina elis diz:

    Fato, Esses dias estava conversando sobre isso com um jovem estudante cheio de informações e acusações contra nossos politico e dei uma aula sobre esse assunto a ele, a corrupção é geral infelizmente são poucos os que se salvam; ao invés das pessoas ficarem criticando nossos governantes deveriam fazer algo para mudar o problema ao seu redor. Mais infelizmente poucos são assim.

  • Gezane santos de Almeida diz:

    Paty, existe uma coisa me revolta mesmoooo, é quando alguém se orgulha de ter tirado a habilitação e pagar propina, que chamam de quebra, vira e fala: se não pagar não passa!! Eu já avisei naooooooooo pago, e vou tentar mil vezes, mas não pago mesmo!! Desde cedo ensinei ao meu filho, se tem dono não é seu!! O tio dele tinha um mercado, e toda moeda que ele achava ele falava, mãe é meu!! Eu fazia ele devolver no caixa, pois explicava que o mercado não era dele, e sim do tio!! Meu filho é honesto com 11 anos, todos tem orgulho dele onde moro!! Ele sabe até trabalhar em caixa!! Foi criado vendo pessoas trabalhando duro para ter qualquer coisa!! Bjs

  • Marcela diz:

    Realmente, as pessoas julgam as outras mas muitas vezes não olham para suas próprias atitudes e erros. Li a seguinte frase “A ocasião faz o roubo, o ladrão já vem pronto”, no livro “Carcereiros” do Dr. Dráuzio Varella e acredito que faça todo o sentido não só na política como na nossa sociedade como um todo que adora o “jeitinho brasileiro” para sempre estar na vantagem.

  • Joselene Lima diz:

    Amém!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: