Boa notícia para o ensino

Em São Paulo, o prefeito Haddad acabou com a aprovação automática nas escolas, certamente um passo muito importante na melhora da educação. Mas sabe de onde vieram as “novas” regras? Do passado! Confira o post.

 

CONTINUADA

Recebo diariamente muitos comentários aqui no blog, mensagens na fan page do Facebook e mais uma porção de e-mails de trabalho. Por isso, leio muito e, com o passar do tempo, adquiri uma habilidade: sou capaz de saber mais ou menos a idade da pessoa pela forma que ela escreve.

Pessoas entre os 40 e 50 anos de idade, escrevem muito melhor do que as de 20, 25 anos. E as piores mensagens que recebo – as mais mal escritas – vêm de pessoas com menos de 20 anos. É batata!

escola2O ensino piorou com o passar dos anos e descambou mais ainda quando a progressão continuada (que até tem uma boa proposta) acabou se transformando na proibição de reprovar um aluno. A aprovação automática foi um estrago, um retrocesso e uma espécie de condenação da educação, pois é bem fácil encontrar, mesmo na cidade mais rica do país, crianças de 9 ou 10 anos sem saberem ler e escrever.

E eu sempre me pergunto: se há coisas que no passado eram melhores, porque não voltamos a fazer da forma como eram feitas? E foi isso que o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, fez. Vejam alguns itens que serão exigidos das escolas a partir de agora, com o fim da aprovação automática:

  • Realização de provas bimestrais
  • Boletim escolar com notas de 0 a 10
  • Relatórios de acompanhamento
  • Lição de casa regularmente

Gente, pelo amor!! Tenho 43 anos e entrei na escola em 1977, quando essas exigências eram a coisa mais normal do mundo. Sempre tive provas bimestrais, sempre tive boletim, a cada reunião de pais minha mãe recebia um relatório sobre minha performance e sempre tive lição de casa. Não morri, não fiquei traumatizada e nem perdi um braço por isso…

Fico pensando de onde veio essa malfadada ideia de passar os alunos mesmo que eles não tenham aprendido nada. Qual é o sentido disso? Emburrecer a população? Será mesmo que adianta depois querer abrir as portas das faculdades para o brasileiro? Adianta construir uma casa sobre areia movediça?  Tenha paciência!

ruimO prefeito está corrigindo um erro e merece parabéns por isso, mas não sei o que vai acontecer com as milhares de crianças que foram automaticamente aprovadas e hoje mal sabem interpretar um texto, além de escreverem horrivelmente mal (algumas nem isso).

Mãe, se seu filho não está bem na escola, reserve tempo para ajudá-lo. Se não é possível, invista em aulas particulares e tente recuperar o que se perdeu. Valerá muito mais a pena investir tempo e dinheiro nisso do que comprar roupas, celular ou brinquedos da moda. Inteligência se aprende e seu filho dependerá no futuro da educação que ele recebe hoje.

Parabéns ao prefeito Haddah e parabéns aos pais que se esforçam em ajudar seus filhos na vida escolar.

Recadinho!

Screen Shot 2015-08-03 at 21.21.13Na segunda-feira teremos o livro Virada Financeira à venda aqui no blog.

Fique ligada e peça o seu, pois além de ter um frete único para todo Brasil, vai com o marca-página da Diva de presente (mas só até durar nosso estoque!).

E você que é de Campinas e arredores, prepare-se, pois dia 17/10 eu estarei aí para um super evento. Anote na sua agenda e acompanhe as novidades aqui pelo blog.

 

Nos vemos aqui ou em Campinas!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • LANNE RIB diz:

    DESDE O LANÇAMENTO ESTOU TENTANDO COMPRAR, MORO NO INTERIOR DO PARÁ E AQUI NADA DELE CHEGAR, SEGUNDA-FEIRA SEREI A PRIMEIRA A COMPRAR.
    HU…HU…HU
    BJUS…
    FICA COM DEUS!

  • Jarlenys Dias diz:

    Olá, querida Paty.

    Posso escrever: Que pesadelo? Pois é, não sou única que corrijo a escrita das pessoas que escrevem mensagens para mim. E eu dizia assim: “Não e assim que se escreve comsigo ( consigo), mossa( moça), sim assim…

    Atualmente, estão cada vez mais analfabetos mesmo que saibam ler e escrever mas de forma errónea. Com tecnologias destes, que estão presentes nas salas de aulas e não prestam atenção no que professores ensinam. Depois, os pais reclamam com escola por causa das más notas dos seus filhos. Sabe Paty, até prefiro o ensino do meu tempo( 1998 a 2004 em São Tomé e Príncipe) do que hoje. Pois daquele tempo era palmatória se não souberem ler, escrever direito e não terem feito a lição de casa. Agora baniram.

    Tenho agora 23 anos e nunca escrevi tão bem graças o gosto pela leitura e a cópia para me ajudar escrever melhor. Ainda tenho muito que desenvolver. 🙂

    Beijinhos e resto de bom fim de semana abençoada.

  • Elaine Cristina Gonçalves diz:

    Fico muito feliz com a atitude do Prefeito de SP. Mas como mãe que acompanho a vida escolar do meu filho, vejo que muitas coisas desse tipo (aprovação automática) têm “sucesso” com a anuência dos próprios pais (alguns, é claro). Esse ano mudei de municipio e meu filho, de 8 anos, que estudava em escola particular até então, passou a estudar em escola pública, pois a rede do município onde moro é muito boa. Na primeira reunião, foi passado para os responsáveis que a metodologia de ensino está mudando, o MEC passou a exigir que agora a interdisciplinaridade seja aplicada desde os anos iniciais, pois quando chega na hora do ENEM, os alunos que passaram uma vida escolar inteira com matérias separadas, não têm bom êxito. E qual a reação dos pais diante dessa mudança? Pensar: “que bom, vai ser difícil a adaptação no início, mas meu filho terá a oportunidade que outros não tiveram de serem preparados para o fututo”. Não, a reação imediata de alguns pais foi: “meu filho não vai conseguir, isso é muito difícil e eu não aceito que meu filho seja prejudicado por isso”. Eu fiquei passada!
    Sabe Patrícia, muitas vezes reclamamos dos políticos, do sistema, mas se pararmos para analisar (e você já falou isso em vários posts), a maioria da população quer vida fácil, quer tudo de mão beijada e, quando o próprio governo tenta ajustar algo, chove reclamações.
    Mais uma vez parabéns ao prefeito de SP e a outros políticos, diretores de escola, professores e quem mais se precoupa com a qualidade da nossa educação pública. Eu como mãe agradeço!
    Bjs.

    • Patrícia Lages diz:

      Muitos pais acreditam que essa “proteção” aos filhos irá ajuda-los, mas no mundo cada vez mais competitivo em que vivemos, essa atitude acaba sendo prejudicial.

  • Elaine Cristina Gonçalves diz:

    Ah, eu também tenho saudades da educaçao do meu tempo e fiquei triste pois, assim que saí do Ensino Médio, vi a educação piorar muito. Tenho 29 anos e lembro-me de uma professora de Português muito exigente que eu tinha que me fez ter prazer por querer escrever bem. Ela corrigia até quando os alunos colocavam “bolotas” nos “is” e “jotas” ao invés dos “pingos”.
    Desculpe, mas hoje escrevi demais, mr empolguei.
    Beijinhos.

  • Nayana diz:

    Apoiadíssimo Paty! Pena que o saudoso professor Pier não viveu para ver isso. Não que a iniciativa do prefeito Haddad seja a grande solução, mas é o começo da solução. Mudando de assunto… e Brasília? 😀 Há alguma previsão para autógrafos por aqui? Hein? Hein? Heinnn? rsrsrsrs

    • Patrícia Lages diz:

      Espero ir a Brasília sim, mas ainda não temos data. Bjs!!

  • Fabiana Souza diz:

    Também fico muito feliz com a iniciativa do prefeito de São Paulo.Não sou da época de aprovação automática, porém estudei em uma escola pública da região metropolitana do Rio de Janeiro e de péssima qualidade, naepo

  • Fabiana Souza diz:

    Desculpe- me meu comentário foi incompleto.

  • Patricia Santucci diz:

    Ai, agora fiquei triste, comprei meu VIRADA FINANCEIRA na CIA DOS LIVROS além de demorar 12 dias utéis, não vou ganhar o marca página da diva rs… que peninha.

  • Keli Rodrigues diz:

    Olá Patricia, como vai? estou amando cada post, cada artigo e comentário…virei fã de carteirinha…rs
    estou lendo o virada financeira e amando…viciei….
    Gostaria que fizesse um artigo de livros que já leu sobre finanças e qual recomendaria para as iniciantes…o meu caminho é longo mas com as dicas sei que vou divar no final! bjs

    • Patrícia Lages diz:

      O livro que indico para iniciantes é o Bolsa Blindada! 🙂

  • carla luciana ost diz:

    showwwwwwwwwww…comprei o meu livro ontem aqui em uma livraria … mas nao ganhei o marca paginas … eu quero….. heehehhe
    show o livro, li o desafio 1 ontem e estou aqui com minha agenda e me preparando para arrumar armarios, gavetas e guarda roupa .. afff

    • Patrícia Lages diz:

      Legal, Carla. Depois que vc estiver com tudo organizado vai notar uma grande diferença!!

  • Paula Nunes diz:

    Boa tarde,

    O prefeito está de parabéns, aqui no Rio as coisas também não andam boas, tenho visto adolescentes de 12 e até mesmo 13 anos, que não sabem se quer ler corretamente um texto, a escrita então eles escrevem como leem imagina?
    A educação no nosso país está muito defasada, precisam urgente adotarem medidas drásticas para uma verdadeira mudança.
    E os pais por sua vez fazerem sua parte, incentivar, cobrar, acompanhar cada bimestre pessoalmente, para que as crianças sintam firmeza e passem a dar mais valor aos estudos.

  • Joselene Lima diz:

    Muito bom esse post!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: