A louca dos cartões – Parte 2

Se você estava curiosa para saber o que aconteceu com a louca… quer dizer, com a nossa leitora Stephanie Martins (rs…rs…), confira a segunda parte do relato de quem sentiu na pele o que é viver super endividada. Será que haverá um final feliz?

Ste_retratoVocê viu que errei muito no passado e não valorizei a ajuda que meu pai me deu quitando minhas primeiras dívidas. Simplesmente eu estava viciada em compras e não conseguia vencer esse vício. Já havia destruído e escondido os cartões de mim mesma, mas nada adiantou, pois eu sempre dava um jeito de gastar de novo.

Só consegui vencer esse mal quando realmente tomei uma decisão firme de mudar aquela situação, mesmo passando por cima das minhas vontades. Foi aí que conheci o significado da palavra sacrifício. Eu não estava prejudicando só a mim, mas também a outras pessoas. Quando me casei, meu marido teve que casar também com todas as minhas dívidas e isso não foi justo!

Mas em vez de ficar me lamentando, decidi mudar e deixar de ser a Stephanie compulsiva. Amadureci muito e pude aprender com meus erros. Assumi as consequência das minhas más escolhas e ainda estou pagando as dívidas dos cartões, feitas nem sei quantos anos atrás.

Ainda compro coisas? Sim, mas não sempre. Primeiro pago todas responsabilidades do mês e ainda deixo um dinheiro sobrando para qualquer eventualidade. As poucas compras que faço servem como um prêmio por tomar decisões inteligentes.

Ste_casamentoPasso pelas lojas e consigo ficar sem comprar nada. Para matar a vontade, “compro com a mente”, olhando revistas! Mesmo assim, evito de ficar perambulando pelas lojas quando não preciso de nada. Para quê ficar dando sopa se sempre vamos encontrar algo que queremos? Melhor fugir da tentação!

Quero passar para vocês algumas lições que me ajudaram a sair daquele ciclo:

  • Não é porque está na moda que eu tenho que ter;
  • Se você não ama algo, não leve só por levar;
  • Se não serviu direito ou você não tem certeza de que vai usar, não compre;
  • Não adianta pagar um cartão gerando dívidas em outro;
  • Se não tem coragem de comprar algo a vista, então também não passe no cartão;
  • Está na promoção, mas será que você realmente precisa?

Neste ano termino de pagar todas as dívidas. Foi preciso muita determinação, sacrifício e fé. Sim, amigas, até a fé teve que ser usada! Mas uma coisa posso dizer: agora com o livro e o blog Bolsa Blindada, não caio nesse erro nunca mais! Temos que ser firmes e decididas para tomar decisões financeiras inteligentes. Obrigada por acompanharem minha história e peço que compartilhem para que mais mulheres tomem decisões inteligentes e blindem suas bolsas!

Stephanie Martins

Massachussetts, Estados Unidos

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Ellen Correia diz:

    Muito bacana essa história…Que superação!!!Também luto até hoje como ela…Mas com inteligência ,fé e agora ajuda destes post e livro com certeza irei estar cada vez mais equilibrada e feliz…..Amei ais este carinho que Deus através da Bolsa Blindada está tendo conosco!!!
    Bjs

    • Patrícia Lages diz:

      Isso mesmo, Ellen, vamos cercar as dívidas por todos os lados usando a fé e as ferramentas que temos! Bjs

  • Aline diz:

    Muito boa história! É sempre útil compartilhar experiências entre nós, leitoras, pois estamos no #Desafio Bolsa Blindada e as dicas de uma podem com certeza ajudar a outra!!
    (Já estou compartilhando a história com outras amigas.)
    Beijinhos =)

    • Patrícia Lages diz:

      Vamos ajudar outras mulheres a saírem do sufoco! Bjs

  • Hildete Santana diz:

    Bom dia! Que menina esperta a Stephanie! Aprendeu a lição, e deu dicas eficazes para aquelas que estão no mesmo caminho de consumista compulsiva.
    A dica de fugir das promoções, se não preciso ou não posso comprar no momento, é batata para mim!

    • Patrícia Lages diz:

      A Stephanie também é Mulher V! Beijinhos

  • Jackeline Gomes diz:

    Ola Patricia.
    Em primeiro lugar quero parabeniza-la pelo precioso trabalho exercido! Louvo a Deus pela sua vida, por estar sendo um instrumento dele na vida de tantas mulheres. Realmente precisamos nos sacrificar para alcançarmos a recompensa, estou na luta rsrsrrs e creio que irei vencer. Um grande abraço e Parabéns novamente.

    • Patrícia Lages diz:

      Obrigada, querida. Vc vai conseguir! Bjs

  • jaiani diz:

    Bom dia!
    Confesso que só compro no cartão e quando chega o final do mês o meu salário é só para pagar a fatura! Não fico com um real sequer no bolso então, vem os imprevistos e novamente eu uso o cartão, aí virou um ciclo maldito que me amarra todo mês mas, vou seguir firme nesse propósito da bolsa blindada e economizar, até porque moro com minha mãe e ela também está endividada, eu quero ajudá-la com as despesas da casa mas primeiro tenho que sair do sufoco.

    Conto com a esse desafio #Bolsablinda

    Beijos!

    • Patrícia Lages diz:

      Vc está certa com o seu planejamento: primeiro resolva a sua situação de dívidas para, depois, poder ajudar a sua mãe. Reduza os gastos ao mínimo e considere a opção de fazer um parcelamento da dívida do cartão. Com o parcelamento vc tem o cartão cancelado até terminar de quitar, mas isso faz com que os juros parem de subir e vc não corre o risco de ter o nome sujo (pagando a prestação todo mês). Vá até o banco e se informe! Bjs

    • Stephanie Martins diz:

      Ola Jaiani, foi assim que tudo comecou comigo, o cartao era um meio de pagar despesas, mas meu dinheiro ia todo para pagar ele depois e por isso nao tinha vida..ai que veio mais vontade de gastar ainda pq queria sentir que estava recebendo do trabalho..ai fui pegando outros e a historia segue como foi descrita..

  • KARINA MANCINI diz:

    OLÁ MENINAS!
    ACOMPANHO O BOLSA BLINDADA E ADORO AS DICAS! O LIVRO JÁ ESTÁ NA MINHA WISH LITS E ASSIM QUE SOBRAR UM DINHEIRINHO VOU COMPRAR COM CERTEZA! AFINAL ESSE LIVRO É UM INVESTIMENTO NÉ?! RS
    PARABÉNS STEPHANIE, ADOREI SEU DEPOIMENTO E FIQUEI FELIZ COM A SUA VITÓRIA!

    • Patrícia Lages diz:

      Conhecimento é sempre um investimento!

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Bom dia, Patricia!
    Acabei de fechar os cálculos da minha conta corrente e graças a Deus voltei para o azul! Meu irmão mais velho é uma bênção porque me viu sem saída num primeiro momento que fiquei sem o salário do INSS e me ajudou com parte do dinheiro que preciso para pagar contas. Chequei a data de reembolso do convênio médico e virá exatamente no dia que terei conta de telefone para pagar.
    No freezer já tem prontas várias tortas e quiches para vender e agora mesmo voltarei para o cachecol que estou fazendo (e devo receber pela confecção de 3 peças nos próximos dias).
    Levantei as mãos para o céu, agradecendo a Deus!
    Alívio!!
    Beijos
    Vânia

    • Patrícia Lages diz:

      Vc é super ativa e se vira muito bem, mesmo estando em recuperação. Um exemplo a ser seguido! Bjs

  • Gis diz:

    Casar com as dívidas?!Ninguém merece.
    Aprender ajudar o outro é de grande valor,não é só o outro,é vc,já que casados somos um só.
    Normalmente eu quem pego o valor do trabalho extra do meu esposo,e comecei a tirar uma parte de tudo que recebia.Pois percebia,que quando precisava comprar material,tirava do trabalho direto dele,e nunca do extra.
    Foi quando no inicio da semana ele pediu para buscar o material,mas disse que tinha que pegar dinheiro no banco,e iria me atrasar.tive que confessar,rs..
    O que eu havia guardado,já era o valor da compra do material,ele ficou feliz,disse que faz tempo que queria fazer isso ,mas não tinha conseguido.
    Fui buscar o material,do dinheiro que recebemos.Toda correria e aperto,por falta de organização! Agora não,temos as dicas Bolsa Blindada!Hurru!

    • Patrícia Lages diz:

      Arrebentou, Gis!!!! 😀

  • Vanessa Lemos diz:

    Muito Legal essa historia da nossa Amiga Stephanie, é um aprendizado mesmo para vermos que nem sempre precisamos comprar o mundo todo para sermos aceita, ou estar na moda não significa trocar de celular todo mês ou ter 10 calcas Jeans no guarda roupa, se você usar a inteligência vai ver que não precisa de muito para se viver bem,e ótima ideia de não entrar na loja quando não se precisa de algo (por que sempre achamos que precisamos rsrsrs),vou praticar mais isso.
    Bjinhuss.

    • Patrícia Lages diz:

      Foi mesmo uma ótima dica!!

  • Karina diz:

    Superação… Estou neste fase que quitar contas que já tem algum tempo, mais aos poucos uma a uma vai acabando.
    Mais a palavra é essa sacrifício e Fé, pois pode parecer impossível mais tem jeito.

    Adorei o testemunho. Bjos

    • Patrícia Lages diz:

      É assim mesmo, Karina, uma a uma e elas vão terminar! Bjs

  • Roselaine diz:

    Muito bacana essa lição!
    Eu quero e preciso ser assim decida a não ficar comprando .

    • Patrícia Lages diz:

      Vc está no controle, o poder de decisão é seu!

  • Daiana Schemes Rio Grande do Sul diz:

    Bom dia Patrícia;
    Nossa que bom que ela conseguiu vencer ela mesma rsrsrs, isso é uma baita superação Tchê.
    Graças a Deus por esse blog e esse livro Patrícia, com certeza fará a diferença na vida de muitas mulheres hehe.
    Que Deus continue lhe dando sabedoria para nos ensinar.
    Forte abraço.
    Dai.

    • Patrícia Lages diz:

      Sim, vencer a nós mesmas é a coisa mais difícil! Bjs

  • silvia diz:

    olá D. Pati, eu tbém preciso fazer algo urgente, para mudar a minha situação(dívidas) pois, estou cada vez mais endividada,

    • Patrícia Lages diz:

      Siga as dicas e entre no Desafio, juntas somos mais fortes! Bjs

  • Natalie diz:

    Que linda história…
    O mais bonito é que ela assumiu a responsabilidade e corrigiu o erro, e não jogou o fardo sobre o marido sozinho…
    Felicidades a ela e que Ela não caia nessa armadilha mais…

    • Patrícia Lages diz:

      Verdade, foi uma superação e tanto!

  • Denise diz:

    Acredito que o cartão de crédito é uma otima ajuda….porém…é preciso saber usar!!
    Eu e meu marido sempre usamos…mas com limites…sabendo se realmente temos aquele X valor para pagar todo mês…
    Usamos apenas para coisas que não podemos comprar a vista,então parcelamos( e jamais em trocentas vezes)…
    Tem que ter cautela para usar….senão vira um desastre!!!
    Nós analisamos direito se teremos condições de arcar com a despsa todo mês…..e jamais…jamais…pague o minimo….isso só enrola a vida….é melhor parcelar a fatura..nunca aconteceu conosco,mas com pessoas proximas……
    Tem que usar com inteligência…

    • Patrícia Lages diz:

      Dicas de ouro, Denise! 🙂

  • vagna diz:

    O blog, Bolsa Blindada tem me ajudado muito em minha situação, estou fazendo até uma planilha do que eu estou comprando dia-a-dia, para ver em que estou gastando mais.E tenho fé, que vou conseguir passar por tudo isso. Já passei pelo mesmo que essa jovem, e até hoje luto para resolver esse problema.

    • Patrícia Lages diz:

      Ms vai mudar, Vagna. Pode ter certeza! Bjs

  • Jéssica Konflanz diz:

    Ta ligado, arrebentou… Vamos aprender ainda mais.

  • Karen Salvador diz:

    Olá Patricia, sempre acompanhei o Blog da Cristiane Cardoso, mas nunca tinha parado para ler seus posts e hoje por curiosidade comecei a ler a publicação dessa semana “Bolsa blindada e godllywood tudo a ver”, achei interessante e resolvi aceitar o convite de vir a esse Blog para ler sobre a “Louca dos Cartões – parte 1”, fiquei tão visada na história que parei nessa página para acabar com minha curiosidade,rsrs… Lendo o post lembrei de uma situação que aconteceu comigo por causa de cartão de crédito, não fui tão longe quanto a Stephanie Martins, mas foi o suficiente para eu sujar meu nome na praça. Minha história é diferente, não comecei a usar o cartão e cheque para satisfazer prazeres pessoais e sim por que a ocasião me pedia, mas ao perceber que aquilo me trazia uma solução momentânea, comecei a alimentar meus desejos, foi ai que me perdi completamente pagando sempre o minimo do cartão de crédito os juros foram aumentando até que teve um mês que meus gastos mensal foram alem do que eu podia pagar e deixei de pagar o minimo. Com tantos compromissos ao mês sujei meu nome ficou restrito no cartão e no cheque, demorei para pagar tudo e limpar meu nome, mas enfim esse ano consegui. Hoje penso duas vezes antes de utilizar esses “instrumentos” que aparentemente pode nos ajudar, estou aprendendo a me controlar na hora de gastar. rs Ah, e a partir de agora vou ler os seus posts com frequência, pois sei que me ajudara a controlar os meus gastos. 🙂 🙂

    • Patrícia Lages diz:

      Seja bem-vinda, Karen! 🙂

  • Marelis Brum diz:

    Eu tenho uma tática também, que uso quando me vejo tentada a comprar alguma coisa que vejo, gosto muito,e pior ainda se é cara – eu me pergunto: Será que eu posso viver sem isso? kkk A resposta 99% das vezes é sim! Então não levo. 🙂

    • Patrícia Lages diz:

      Kkkkkkkkk… Realmente não vi ninguém morrer por não comprar!!

  • Erica Peniche diz:

    Olá D. Patrícia já passei por isso e foi exatamente do mesmo jeito, consegui estourar o limite de dois cartões de crédito e como não tinha mais limite para usá-los fui para os cartões de loja, resumindo passei o ano de 2012 todo e o começo de 2013 para conseguir quitar as dívidas mas eu consegui e tenho certeza que com as dicas do seu blog vou aprender ainda mais, obrigada!!

  • Monique Mendonça RJ diz:

    Realmente qnd tomamos decisões erradas sofremos com consequências muito ruins, já passei por isso. Esse é um dos motivos para esta muito enrolada atualmente, mais estou na FÉ, já entrei no desafio “2014 com dinheiro” e sei que tudo vai dá certo. Quero agradecer desde já o teu esforço e dedicação em fazer um livro que realmente vai nos ajudar muito. A vida financeira abalada gera muitos problemas entre eles: de saúde, conjugal entre outros. Que Deus Abençoe a senhora.

  • Erica Grundy diz:

    Passei por isso, mas nao cheguei a ter divida tao grande como a dela.
    Uma vez, cheguei ao ponto de usar todo o dinheiro que recebia pra pagar a fatura do cartao do mes anterior. Deixava a do mes atual pro proximo mes e asim seguia. Nao sobrava nada do salario. FOi um periodo horrivel, de muito sofrimento.
    Entao, meu salario aumentou, mas com isso aumentei minhas compras no cartao e ainda fiz um emprestimo louco em que eu tinha que pagar quase o triplo do valor emprestado. Eu agia por impulso e achava que daria conta.
    Ate’ que casei e meu marido assumiu a divida. Sou grata a ele, mas pretendo devolver todo o dinheiro assim que eu comecar a trabalhar, pois me mudei de pais com ele e estou sem trabalhar.
    Ele e’ bem organizado financeiramente e tenho aprendido muito com ele.
    Pretendo comprar o livro Bolsa Blindada e vou seguir o blog sempre.
    Obrigada pelas dicas, querida!

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Erica! Espero que vc consiga de posicionar profissionalmente e possa ser uma consumidora consciente. Seu marido vai ter muito orgulho de você! Beijos

  • Ana Paula diz:

    Acho que esse é um mal que tem se alastrado na sociedade… queremos ser consumistas sem ter poder de consumo, aí fica difícil. Estou na situação de apertar os cintos e me livrar dessa prisão que as dívidas se tornaram pra mim. Obrigada pelos ensinamentos!

    • Patrícia Lages diz:

      Vc vai conseguir, querida! Bjs

  • Leslie diz:

    Olá, Patrícia!
    Hoje conheci este blog e achei bastante interessante e de grande ajuda para as compradoras compulsivas, o que, definitivamente, não é o meu caso. Costumo dizer que sou a pior consumidora do mundo e que, se dependesse de mim, o comércio fechava (rs, rs, rs). Só saio para comprar o que estou precisando e nunca mesmo sigo a moda, pois não consigo entender como é que uma coisa pode hoje ser lindíssima e amanhã ser “brega”, feia, etc…
    Quando me ligam oferecendo cartões de crédito, costumo perguntar se sabem para o que eles servem, e eu mesma respondo: GERALMENTE, CARTÃO DE CRÉDITO SERVE PARA COMPRAR O QUE NÃO SE PRECISA COM O DINHEIRO QUE NÃO SE TEM…
    Abraços. Divulgarei teu blog entre algumas amigas “compradeiras”…

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Leslie. Seja bem-vinda ao blog. Espero que ele ajudesuas amigas compradeiras e que vc também usufrua dos benefícios de poupar! Bjs

  • Jociele Mariano diz:

    Historia de superação e exemplo para cada uma de nós. Onde temos que ter pulso forte para limitar as compras afim de evitarmos dividas e dividas.. Tenho aprendido muito com os posts do blog. E tenho compartilhado com amigas e minhas irmãs sobre a importância de blindar nossa vida financeira e elas já adquiriram o livro tb.
    Bjs, Patricia.

    • Patrícia Lages diz:

      Esse ano nos espera, Jociele!

  • Alessandra diz:

    Muito legal essa história! Já até indiquei esse livro para a minha irma. Ela ama Cartão de créditos…
    Vou comentar com ela também, a respeito desse testemunho…
    Muito legal!

    • Patrícia Lages diz:

      Vamos blindar mais bolsas!!

  • Dayana diz:

    Estou amando suas dicas
    Este post me lembrou um filme “Delírios de consumo de Becky Bloon ” tudo a ver rsrs

    • Patrícia Lages diz:

      Verdade!!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: