Ferramenta “idiotizadora”

Lembra do “raio gurmetizador” que transforma até pipoca em item da alta gastronomia a um preço astronômico? Pior que isso só a ferramenta “idiotizadora” de seres humanos. Cuidado: há mais de 287 milhões delas no Brasil!

idiot_2

Chego na recepção e espero a atendente levantar a cabeça para poder me identificar. Ela demora a se dar conta de que estou lá e, sem poder esperar mais, digo “bom dia”. Ela toma um susto enorme, pois apesar de trabalhar recepcionando pessoas, não esperava contato com nenhum ser humano. Ela estava mergulhada no mundo do celular. Quando finalmente se recompõe do susto, não lembra direito o que tem de fazer e pergunta meu nome duas vezes (embora esteja com meu RG na mão) e mais duas vezes com quem vou falar. Percebo que quando ela retornou à atmosfera terrestre, sua mente estava “idiotizada” e eu havia acabado de ser batizada de Priscila Lages…

idiot_1Pego a alça de acesso para uma avenida movimentada e um rapaz atravessa de cabeça baixa, sem nem ao menos olhar para a rua. Simplesmente começa a andar pelo acesso de veículos do mesmo jeito que andava pela calçada. Freio a menos de um metro dele, que nem sequer percebe, pois está de costas para a rua. Buzino para que ele não seja atropelado pelo carro que vem logo atrás, mas ao retornar ao “plano material” no susto, me xinga de tudo quanto é nome porque quase derrubou o preciosíssimo celular (embora pudesse ter sido atropelado por causa dele). Não lembrando para que lado estava indo, segue sem rumo e sem direção trançando as pernas. Ele também já estava sob o efeito da “idiotização”.

2Entro no salão e a pessoa que deveria me atender está de costas e, sem me olhar, aponta uma cadeira e gesticula para que eu sente. Ela não pode se comunicar verbalmente comigo, pois está ao celular, se olhando no espelho enquanto fala. Sento, espero e nada. Outra profissional chega e me atende, sem que a primeira se dê conta. Depois de 25 minutos estou pronta, levanto e, quando estou saindo, ela desliga o celular e diz: “senta aqui pra eu te atender, querida!” Digo que estou pronta e ela parece não entender meu idioma… Me olha e, gaguejando, diz: “Pronta? Mas já? Você veio mais cedo? Que horas são?” Diagnóstico: mais uma vítima da “idiotização”.

52931Estou parada no farol e vejo uma mulher com dois meninos andando pela calçada em direção à faixa de pedestres. Um deles tem cerca de 6 anos e o menor uns 4. A mulher anda atrás dos dois, de cabeça baixa e teclando com as duas mãos no celular, afinal, não precisa dar a mão para criança na rua, né? O farol abre e ela continua andando. O menino maior vê que os carros começam a avançar e segura o menor com um braço e a mulher com o outro. Ela para só porque o menino a impede de prosseguir, mas não tem noção do que acontece, pois não tira os olhos do celular. Conclusão: quando a “idiotização” ataca, qualquer adulto se torna menos responsável que uma criança de 6 anos.

Enfim, os exemplos são muitos e creio que você também tenha sido vítima da idiotização alheia. Até aí, tudo bem, mas o problema é quando você é o idiotizado… Ter acesso ao mundo todo na palma da mão é, sem dúvida, algo muito bom. Porém, não podemos permitir que uma tecnologia criada para nosso bem nos reduza a meros idiotas.

E antes que alguém se ofenda, saiba que a origem da palavra idiota difere do significado atual. A palavra nasceu na Grécia antiga e definia as pessoas que só se ocupavam de si próprios (ídio = próprio).

Quando você se desliga da vida real para viver no mundo virtual, sua mente é reduzida ao tamanho da tela que está à sua frente. Você não vê o mundo, não produz o que deveria, perde a fluência da comunicação pessoal e se deixa idiotizar. Gente, vamos VIVER de verdade! Não vamos permitir que uma tela de algumas polegadas sugue a nossa vida, nossa atenção e nosso tempo. Não sejamos idiotas!

Para terminar, um vídeo que ilustra bem o que é o “mundo de Idiots”.

Para não perder nada aqui do blog…

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Comportamento
  • Isis diz:

    Olá Patrícia, seus conteúdos são super relevantes e dotados de bom senso! Viver distraído é o mesmo que deixar de usufruir do momento presente e acredito muito que essa generalização da interiorização é uma grande armadilha porém basta nos mantermos atentos e é claro que antenados ( nas coisas boas e essenciais da vida). A tecnologia. atual tem dois lados: Eu busco o lado bom e tenho ótimos resultados. Obrigada por compartilhar coisas boas.

  • Isis diz:

    Olá Patrícia, seus conteúdos são super relevantes e dotados de bom senso! Viver distraído é o mesmo que deixar de usufruir do momento presente e acredito muito que essa generalização da idiotizaçao é uma grande armadilha porém basta nos mantermos atentos e é claro que antenados (nas coisas boas e essenciais da vida). A tecnologia atual tem dois lados: Eu busco o lado bom e tenho ótimos resultados. Obrigada por compartilhar coisas boas.

  • Roberta Menezes diz:

    Olá Patrícia,bom dia.muito real esse post,pois a uma semana aqui na minha cidade morreu um rapaz com toda a vida pela frente.justo por andar distraído com o celular,ele atravessou uma rua e não viu o caminhão e aconteceu a tragédia.

    Roberta Kelly
    Toledo pr

  • Vanessa diz:

    Vixi…(desculpe pelo vixi.rs) isso acontece direto… Ainda bem que eu não me contaminei com esse mal…

  • May/SP diz:

    Ótimo artigo Patricia!
    Tenho observado em todos os lugares essa idiotização. Será que um dia isso passa?

    • Patrícia Lages diz:

      Sinceramente espero que sim…

  • Juliana diz:

    Bom dia Paty, tenho esse problema serio em casa, tenho dois filhos um de 6 e outro de 3 e desde q jogaram pela primeira vez o pou no celular, agora acordam as 6 da manha ja qrendo jogar, ate brigo c eles, falo q é p ir brincar com carrinhos, desenhar, mas o mais novo é o q me da mais trabalho em relacao a isso… nao qro eles vidrados em celular ou tablet brincando mas tb nao qro q crescam separados da tecnologia d hj coisa q nao existia na minha epoca… as crianças estao ficando cada vez mais limpas de terra e isso acho mto ruim pq a melhor parte da vida são as coisas mais simples… sou do tempo q se brincava de boneca de espiga de milho e hj vejo meus filhos cheios de brinquedos q nao sao utilizados… eu parei de comprar brinquedos p eles pq tem um cercadinho cheio!!

    • Patrícia Lages diz:

      Creio que cabe a vc não dar o celular. Uma criança de 3 anos tem tanta coisa para descobrir… É certo que ele vai chorar nos primeiros dias, mas depois vai achar outras coisas mais saudáveis para fazer.

  • geane diz:

    Bom dia
    Essas tecnologias são ótimas, entretanto nos afastam de nossas responsabilidades eu mesma confesso que uso muito o celular no horário de trabalho, sempre fico lendo coisas que me ajudam como seu blog, mais ainda assim preciso parar com este hábito, fico bem atenta com entrada de clientes mas sinto que estou fazendo o que não é certo. Trabalho para mim e quando a loja ta sem cliente fico lendo. Mas na verdade preciso encontrar formas de atrair mais clientes. suas mensagens muito me animam mas sei que preciso executar, te acho uma mulher incrível e sei se vc pode ter o controle da sua vida sei que Deus há de me ajudar pois eu quero ter o controle da minha, hoje meditando vi que se eu levar a vida com mais leveza e foco fazendo o meu melhor como vc ensina colherei resultado. Vou trilhar este caminho. Obrigada.

  • Val Fernandes diz:

    Amei!!! Pura verdade, as pessoas hoje em dia não tem mais atenção no que acontece a sua volta ou na sua frente, outro dia fui a uma sorveteria com uma pessoa, parecia que eu não estava la, totalmente antenado e conectado ao celular, não se conversa mais sem ser ao celular, rs… Amei de verdade esse post e fico feliz em ver que não sou só eu quem pensa assim! E na praia quantas paisagens lindas, família e a pessoa simplesmente no celular perdendo momentos especiais e únicos! Existe a tecnologia para nos ajudar e facilitar em muitas coisa, mas as pessoas estão viciadas e robotizadas ao extremo a ponto de perder varias oportunidades e momentos da vida… Triste isso, tenho esperança que acabe mesmo e as pessoas acordem realmente do “mundo de Idiots”!

  • Bianca diz:

    Boa tarde Patricia,
    Esse post é muito bom… todos que você escreve tenho acompanhado e estão me ajudando bastante. Mais esse me identifiquei demais. Eu sou assim e percebi tem menos de 1 mês…Quando a minha filha chega da escola e vou falar com a avó dela pelo zap e ela tipo saiu da frente do meu celular para me procurar, pois meus olhos estavam fixos no meu celular. E ela simplesmente pegou ele é jogou no chão… ela tem 1 ano e teve essa percepção da minha idiotiotização. Bom a partir desse dia mantenho ele longe de mim principalmente quando estamos juntas e estou percebendo mais as coisas que ela faz… é quanto tempo perdi! Espero que continue assim a perceber mais as coisas…

  • Luyinga diz:

    Essa matéria é sensacional. Parabéns Paty

  • Suze Anne diz:

    Linguagem é meio dura, mas é a nossa realidade. Ainda tem mais aqueles casos das pessoas no restaurante, ou em casa, cada uma mexendo no seu celular. .. sem interagir umas com as outras.

    • Patrícia Lages diz:

      Não é minha linguagem habitual, mas o tema requer um chacoalhão!

  • Raphaela diz:

    Como previu Albert Einsten: “Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana, e o mundo terá uma geração de idiotas.”

    Ta-da! Esse dia chegou!

    And this article is Patricia Lages at her best 😉 Love your writing style!

    • Patrícia Lages diz:

      Patricia who sometimes can be Priscila… hahahahahaha! Thank you, darling 😀

  • BRASILINA XAVIER diz:

    Nooossa Patricia adorei esse post ,me vi muitas vezes nessas situações, foi (um tapa na minha cara com luva de pelúcia rsrs),parabéns vc sempre arrasa.Que Deus continue sempre te usando com esse talento maravilhoso adorei!!!

    Beijos!!!! sua fã!!

  • Eloisa diz:

    Efeito manada…

  • Rosangela de Albuquerque diz:

    Pior que até na igreja muitos jovens ficam de olhos vidrados na telinha do smartphone. Outra coisa que reparei outro dia, levamos nossos filhos numa dessas sorveterias que tem parquinho, e enquanto eu tomava um sorvete com meu marido, tinha um casal na mesa ao nosso lado e os dois, ao invés de estarem conversando, estavam cada um no seu celular, olhei para as mesas da frente e vi a mesma coisa, então comentei com meu marido que hoje em dia as pessoas não sabem mais conversar, pois só ficam no celular. É impressionante, embora muitos achem isso normal, o número cada vez maior de pessoas que até saem em grupos de amigos, mas cada um fica no seu mundinho do celular, sem conversar entre si, como eu vi no shopping em duas ocasiões, numa delas eram uns quatro amigos almoçando numa mesa perto da nossa e uma das moças estava comendo e ao mesmo tempo com o celular na mesa e teclando, a outra, foi de dois rapazes que andavam pelo shopping juntos, mas cada um teclando no seu celular. As vezes me pergunto pra que sair com amigos assim se só vai ficar preso ao celular? Nem olham pra frente, não veem nada do que acontece a sua volta. Pra que então tanta informação se as pessoas não vivem no mundo real, só nesse mundinho virtual? É lamentável!

  • Ana Paula Bento diz:

    Ola Patrícia. Já tive uma experiência ruim neste mundo da idiotização. Minha primeira aula prática na auto escola, o instrutor passou mais na metade da aula no celular ou melhor se idiotizando… Fiquei muito revoltada achei um absurdo, eu que não entendia nada de dirigir quem deveria me instruir estava prestando atenção no celular. No dia seguinte pedi para trocar de instrutor.

    • Patrícia Lages diz:

      Fez muito bem!

  • Ana carneiro diz:

    Triste realidade Patricia, confrontada em 90% das pessoas, me sinto uma ET dentro da população, mas tá difícil! Obg pelas postagens maravilhosas abraços!!!

  • Ana carneiro diz:

    O q é moderação? Tenho q reescreve lo com outras palavras? Desculpe ,o q está imoderado?

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Ana. Moderação significa que alguém tem de ler antes (moderar) para que qualquer comentário (não só o seu) seja publicado. Os comentários não aparecem publicamente sem antes serem lidos e aprovados. Isso evita palavras inapropriadas, propagandas etc.

  • Francisca diz:

    MUUUITO BOM PATY, PURA REALIDADE! MAS GRAÇAS A DEUS, NÃO VIVO NESSA.

  • Katharine diz:

    Pati!
    Ótimo post, excelente!
    O melhor dos melhores dos últimos tempos, rsrs
    Confesso que já fiquei idiotizada sim.
    Mais depois desse post, mais um motivo pra ficar mais atenta pra não cair nessa armadilha.
    Parabéns pelo post. É simplesmente perfeito.
    Odeio sair com alguém pra conversar e a pessoa fica só no celular.
    Já aviso que se for para sair e ficar no celular, eu nem saio.
    Beijos 🙂

  • Abel diz:

    Formidável. Estou me policiando. Acabei de ficar uns 20′ indiotizado. Estava saindo pra fazer uma caminhada, mas aqui estou lendo, vendo e teclando. Aff…

  • Mila sembeia diz:

    Ter a tecnologia na palma da mão tem me colocado na situação de “idiota” como a senhora falou pois me vejo muitas vezes gastando horas e horas em frente a tela do celular e deixo o que realmente é importante por fazer depois é quando me dou por mim já não dá pra fazer naquele dia e minha mente fica perturbada com tanta coisa por fazer e vem a inquietação e por aí vai. a minha mudança é urgente, obrigada pelo post dona Patrícia vou colocar em prática

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: