Desafio dos 100 Dias #11 – Resista às tentações!

No Desafio #11 vamos falar sobre como resistir às tentações das compras quando não devemos gastar!

fotoVocê sabe que eu não digo para as pessoas fazerem aquilo que eu mesma não faço, certo? Por isso, vou usar o meu exemplo para mostrar que é possível SIM resistir às tentações das “promoções” quando não devemos gastar à toa!

Sabem onde eu estou? Em Nova York, a terra onde mais as pessoas “piram” nas compras. E mais: acabei de passar pelo final de semana da Black Friday, onde as coisas realmente estão em promoção por aqui.

Luzes, vitrines lindas, milhares de pessoas passando pra lá e pra cá cheias de sacolas e correndo para não perder nada. No meio disso tudo: euzinha de férias com 2 cartões de crédito tinindo! Eu até poderia ter comprado várias coisas que estavam baratas, mas eu jamais faço uma compra (mesmo que pagando pouco) se eu não preciso daquilo.

  • Um blazer preto lindo! Pra quê se eu tenho 2?
  • Uma calça de lã fofa! Pra quê se eu já tenho e em SP nem faz tanto frio assim?
  • Uma jaqueta de couro maravilhosa! Pra quê se eu dei uma há uns meses e comprei uma nova dias depois?
  • Que bota incríííííível! Pra quê se eu tenho várias e, inclusive, estou calçando uma agorinha?

Enfim, esse é o meu raciocínio: se eu tenho, pra quê comprar? Mesmo que seja barato, não importa, pra quê vou gastar em uma coisa que não preciso? Quando vou às compras, vou com foco. Anoto as coisas que realmente preciso e fico focada em achá-las pelo melhor preço. Não é uma luzinha piscando (nem milhões delas) que vão desblindar a minha bolsa!

E esse negócio de sair dando presente a torto e a direito (só porque dizem que é uma época que devemos fazer isso) também não cola… Eu adoro dar presentes, mas não preciso de uma data para isso. Minhas amigas sabem que quando eu vejo algo que tem a cara delas, eu compro e dou. Não precisa ser aniversário, Natal, Ano Novo etc. A nossa amizade basta e a celebramos quando quisermos!

Então, mesmo que você não esteja no aperto, financeiramente falando, não jogue o seu dinheiro fora só porque o comércio diz que você tem que comprar AGORA, que é a sua ÚLTIMA CHANCE, e que nunca mais você vai achar algo tão bom. Você mesma sabe que isso é conversa mole, então não caia!

Esse é o desafio do mês: não caia na conversa dos outros, não torre seu dinheiro e não faça nada que possa se arrepender no ano que vem!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Daiany Bitencourt diz:

    Amei!

  • Cecilia Rodrigues diz:

    Eu tenho é medo de gastar…mas assim mesmo o dinheiro não para na minha mão,não sei o porque!Compro roupa prá mim raramente e quando compro logo depois fico arrependida pelo ato, acho que comprei roupa sem qualidade ou vem a idéia de que vou engordar e “perder” a roupa….Gostei muito dos bons conselhos por que tem gente apaixonada por compras e por “detonar” quantos cartões de crédito tiver!Um verdadeiro perigo!A gente precisa estar muito atenta a isso!
    Deus continue a abençoando abundantemente!

  • Mislene diz:

    Ai meu Deus q loucura!!!, vc acredita que eu me imaginei num Black Friday em NY, nossa iria amar, na realidade só iria para isso néh…….mas voltando a realidade, eu estou resistindo as tentações do Black, mas antes de sair por ai gastando lembrei que demorou para meu lindo nome estar limpo e agora que está não quero me enfiar em dívidas e nem sujá-lo, vou comprar sim uma nova tv porque a minha já está muito velha e só, nada de gastar além do que posso pagar……….esse foi um dos benefícios que adquiri com este blog, pensar antes de gastar, limpar meu nome e saber dizer não quando o coração quer dizer sim……bjos obrigada por tudo q tem feito por mim!!!

    • Patrícia Lages diz:

  • Elisangela diz:

    Amei a dica!!!!!!
    Bjs

  • monica diz:

    Muito bem amada. Amei tudo o que escreveu. Eu também não compro se nao estou precisando. Inclusive fiz uma geral no meu guarda roupa de roupas de inverno e coisas que não uso a mais de 6 meses. E o que vc me diz de oferta de primicias Paty. Dizimos ja sabemos, ofertas também e oferta de primicias. E ainda algumas pessoas se batem em relação ao dizimo ser do bruto ou do líquido. Nos esclarece por favor Paty. Bjs e que o senhor continue usa-la para nos ajudar.Deus abençoe.

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Monica. O dízimo é calculado sobre o bruto no caso de assalariados. Bjs!

  • Ida diz:

    Adorei! Muito obrigada!

  • Patricia diz:

    Ótimo desafio. Foi um reforço a mais para os meus pensamentos. Mas, penso que no lugar em que você
    está, não deve ta muito fácil, não! rsrs Mas tu é forte e disciplinada. Sabe renunciar. Abre mão de pequenos prazeres imediatos, para uma coisa mais profunda a longo prazo.
    Boas e alegres férias pra ti!
    Aproveite! 🙂

  • Bianca diz:

    Resistir as tentações de compras não é fácil, mas nossa bolsa agradece! Suas dicas são ótimas Pati! Sempre pensar se realmente precisa antes de comprar!
    Beijos
    http://mundocoloridodebia.com/

  • Camille Lago diz:

    Na Black Friday do ano passado encontrei vários descontos bacanas mas tava com pouco dinheiro. Nessa estava preparada para comprar algumas coisas mas não encontrei os mesmos descontos, então comprei só o Bolsa Blindada 2 que estava em promoção! \o/

  • Carla Thaís diz:

    Engraçado que se a gente não comprar no Black Friday ou outro tipo de promoção somos chamadas de pão-dura hahaha. Concordo com a senhora e desde que comecei a ler o seu livro, pude perceber a mudança na minha vida financeira. Estou com o cartão liberado, sem nenhuma dívida e o melhor é que ainda sobrou uma renda pra esse mês de dezembro, coisa que não acontece desde quando era estagiária!Estou muito feliz e tranquila, não há nada melhor! Muito obrigada mesmo!

  • Gislaine- Sorocaba SP diz:

    Olá Patricia! É bem isso msm, temos que manter sempre o controle! Bjs.

  • Camila diz:

    Estou amando as dicas desse blog.Li o bolsa blindada 1 e amei,agora falta comprar o 2. As dicas estao me ajudando muito a ter controle nas minhas finanças,e creio q em breve eu consigo limpar meu nome.

  • Patricia diz:

    olá Patricia …. estou aprendendo com vc e muito…e ainda mais com essa dica de hj foi tudo bem explicado então é só seguir as regras… é difícil mas é assim que tem que ser né … afinal quero limpar o meu nome. bjss!!

  • Fernanda Xavier diz:

    É Paty, bem isso mesmo, comprar o que é necessário e pronto! eu tô fora deste negocio de natal já faz anos, e depois que Jesus aumentou minha família…então…rs
    e como blindete aprendi a me programar porque nos últimos 3 meses do ano eu tenho vários aniversários importantes/especiais: outubro meu filho do coração e querida sogra; novembro meu amado maridão e uma amiga que é uma irmã; dezembro meus amados mãe e sogro, meu sobrinho e fechando a lista dia 22 mais uma amiga/super irmã. Tá bom para minha bolsa! 🙂
    outros assunto….. amei a foto do post ficou linda.
    e o rádio? já sortearam?? bjos

  • jessica diz:

    Verdade e percebi tabem que mesmo quando precisamos de algu mas n e prioridade n devo comprar!
    Obrigada paty bj

  • joselene lima diz:

    Em pleno Black Friday aqui no Ceará eu paguei todas as minhas dívidas e estou muito feliz por encerrar o ano sem dever nada a ninguém 🙂

  • Francis Santos Carvalho diz:

    Boa tarde Patrícia!

    Engraçado que há 2 anos atrás trabalhava em uma empresa que eu recebia o dobro que recebo hoje, porém já chegava a um ponto que não me sentia bem naquele trabalho (com direito a quem ficou lá ainda, ficou a base antidepressivos e terapias com psicólogo). Me ajudou muito financeiramente, com certeza! Fazia meus “luxinhos mensais”, até curti muitas “aventuras” com meu cartão de crédito e de débito também, tipo colocava um valor e ia usando no débito como se fosse fichas do Playtoy (loja de games de shopping aqui no RJ), quando “zerava” tudo ia usando o crédito e vinha “maravilhosas” faturas de quase 1000 por mês. Enfim, sai deste trabalho para abrir meu próprio negócio e devido a algumas dificuldades de aluguel com o espaço e necessidades, adquiri uma dívida de em torno 6 mil, isso com apenas 23 anos. Em 1 ano e meio elas já foram pagas! Mas com muita disciplina, em regime de guerra de Hiroshima (kkk se tinha apenas uma tigela de arroz pra comer por dia, era aquilo e nada mais). Hoje acho graça, mas na época lembro de um dia que estava um calor infernal em que ao atravessar a pista de Madureira onde comprava parte das minhas mercadorias para revender, comecei a me sentir mal, pois não me alimentei direito, fora o calor e tive a impressão que a rua estava maior que o normal e eu tinha encolhido, e passou pela minha cabeça um pensamento que daqui mais alguns dias eu morreria. Só a fé em Deus e agindo com sabedoria, a situação não piorou. Hoje graças a Deus estou recomeçando este sonho, com menos faço muito mais. Ainda uso cartão de crédito, porém com mais responsabilidade e controle. Acho que quando agente tem equilíbrio, dá pra comprar, investir no que é necessário, podemos até fazer o que não é necessário afinal, ter prazer as vezes faz bem kkk, mas para quem está ainda lá em baixo isso tem que ficar em último plano, não perder o foco, pesquisar, estudar e acima de tudo fé prática em Deus, porque Ele quando tudo vem contra você e tudo que pôde fazer com base em livros, consultorias, criatividade, já não funcionam mais, Ele é quem te dá estrutura para tomar atitude certa pra vencer as adversidades. Queria compartilhar com você um pouco do que vivi e hoje acredito que 2015 mesmo com as expectativas negativas da economia tenho certeza que vai ser um ano próspero em tudo! Um abraço!

    • Patrícia Lages diz:

      Que bacana receber seu comentário, Francis! Quando colocamos Deus na frente, até o que era para dar errado acaba dando certo

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: