Como vender na internet

Precisa levantar uma graninha e ao mesmo tempo “destralhar” a sua casa? Vender online pode ser uma ótima saída. Veja como fazer isso no post de hoje!

venda

Esse é o tema de hoje no quadro de finanças que apresento com Catia Fonseca todas as quintas-feiras no programa Mulheres, da TV Gazeta. Aliás, você sabia que este mês o Mulheres comemora 36 anos? É o programa feminino há mais tempo no ar e não é à toa. É um prazer fazer parte desse timão! 🙂

Anote aí as dicas para destralhar a casa e fazer um dinheirinho vendendo pela internet!

  1. Você não precisa ter uma loja virtual – é possível vender pela internet cadastrando-se em sites de venda. Pesquise os sites disponíveis (veja a lista abaixo) e analise qual o mais adequado aos itens que você vai vender;
  2. Como receber o dinheiro – quando você se cadastra em um site de venda, deve indicar uma conta bancária onde serão depositados os valores das suas vendas. O site fica com uma porcentagem, mas geralmente são valores que compensam, afinal, eles colocam toda a sua estrutura e o seu cadastro de clientes à sua disposição e também estão habilitados a receber de todas as formas: cartão de débito e crédito e boleto bancário. Vale a pena;
  3. O que vender – pesquise nos sites os objetos que estão à venda, pois muitas vezes você pode ter coisas que pense que ninguém quer, mas que podem ter um mercado interessante. O que você não quer, tem gente que quer!;
  4. Busque em casa tudo o que seja vendável – separe todas as coisas que podem ser vendidas e deixe-as compatíveis para uma venda. Limpe, restaure, conserte e coloque em um local de fácil acesso para que o envio não seja demorado quando vender. Se você colocar um casaco no fundo do guarda-roupa, na hora de enviar pode estar com aquele “cheiro de coisa guardada” e aí podem acontecer duas coisas chatas: ou você vai enviar assim mesmo ou vai tentar limpar e demorar a enviar. Esteja preparada para vender já!;
  5. Fotografe cada item da melhor maneira possível – amanhã vou postar o vídeo do programa para que você veja as dicas de como fotografar em casa usando seu celular ou tablet. Fique ligada!;
  6. Prepare um texto curto e vendedor – procure descrever o que é a peça em poucas palavras. Não esqueça do tamanho, as proporções, da marca, das cores etc. É importante colocar uma referência da cor, pois às vezes na foto fica diferente;
  7. Pesquise preços – tente colocar seus produtos com preços de acordo com o que está sendo praticado nos sites. Colocar preços muito altos vai fazer a venda demorar mais, mas colocar baixos pode parecer que a peça não está em boas condições.

Seguem alguns sites de venda e o que comercializam:

  • Enjoei – www.enjoei.com.br – vende de tudo: roupas, calçados, acessórios, decoração, livros, cdd, dvds, eletroeletrônicos, móveis e até carros! Eu tenho uma lojinha lá, para ver, clique aqui 😀
  • Desapego – www.desapego.com.br – roupas, calçados e acessórios;
  • Mercado Livre – www.mercadolivre.com – vende de tudo e mais um pouco!
  • Peguei Bode – www.pegueibode.com.br – roupas, calçados e acessórios de luxo.
  • Que barato! – www.quebarato.com.br – um site de classificados de tudo, até imóveis, empregos, eventos e serviços.
  • UzLet – www.uzlet.com.br – celulares usados. Uma boa para você que trocou de aparelho e não sabe o que fazer com o anterior.
  • Estante Virtual – www.estantevirutal.com.br – livros.
  • Remobile – www.remobile.com.br – móveis e objetos de decoração usados. Tem até celebridades vendendo seus móveis usados!
  • Ficou Pequeno – www.ficoupequeno.com – roupas de criança usadas e novas (que nem chegaram a ser usadas). Uma boa para aquela fase que as crianças perdem as roupas super rápido.
  • Descola Aí – www.descolaai.com – site colaborativo para fazer trocas, comprar e vender.

Não perca no post de amanhã (09/09) o vídeo com as dicas para fazer fotos bacanas.

CamMe-LogoAproveite e já baixe no seu celular ou tablet o aplicativo CamMe.

Ele é gratuito e vai ajudar você a fazer selfies mais abertas, para mostrar fotos de corpo inteiro, por exemplo.

Para ter mais informações sobre o aplicativo, clique aqui.

Para não perder o post de amanhã, cadastre-se no blog, prometo que você só vai receber coisas legais! Coloque abaixo o seu melhor e-mail:

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos amanhã!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: TV Gazeta
  • Marcia Bione diz:

    Bom dia Patrícia!

    Tive acesso ao seu site por um acaso,estava pesquisando no You tube sobre como organizar seu ambiente para trabalhar em casa e descobri algumas dicas suas bem interessantes. Vi a propaganda de seu livro que me chamou muito atenção e a sua trajetória que é um exemplo de esforço e dedicação e também uma forma de incentivar pessoas, que assim como eu acreditam que é possível sim, você ganhar dinheiro fazendo o que gosta. Eu tenho 45 anos, sou casada, tenho dois filhos e uma neta, moro aqui em Recife. Já tentei me virar de várias formas exercendo várias profissões ao longo de minha vida. Trabalhei em mais de seis empresas, sou professora e em escolas, comércio e saúde, já exerci várias atividades. Quase que em todas as empresas que trabalhei sempre comecei com muito gás, mas anos depois vem a falta de estímulo e em seguida múltiplas doenças que sempre acabam me levando a voltar para terapia, porque estas doenças são o somatório de sintomas que vai do suor frio até dores fortes no estômago. Há nove meses perdi um irmão que faleceu de câncer e isto mexeu demais com minha vida. Precisei viajar duas vezes a Portugal, para acompanhar meu irmão e a última empresa que trabalhei até dois meses atrás, me liberava sempre que eu precisava. Depois de alguns meses meu irmão veio para o Brasil e aí foram mais seis meses de total dedicação a ele. Durante todo este tempo, a empresa foi bastante generosa e compreensiva com minha ausência. Mas após a morte de meu irmão eu apresentava sintomas de esgotamento e cansaço e infelizmente não tive um espaço de tempo para que eu pudesse me recuperar. Minhas férias foram engolidas.
    Acabei voltando ao trabalho logo após o funeral de meu irmão e desde então comecei a me sentir refém da empresa e de meus subordinados, que sempre que precisavam de mim lembravam-me como a empresa foi generosa quando precisei. Passei a me sentir refém dela e comecei a adoecer mais. E mais uma vez na minha vida, descobri que aquele prazer passou a me fazer mal, pois perdi completamente o estímulo e o prazer pelo que eu fazia. Meu rendimento caiu bastante, minha relação interpessoal passou a ser a pior possível com todos, e as frequentes crises me faziam me ausentar e por fim me levaram a pedir demissão.
    Minha família me chamou de doida, todos pensavam que eu tinha pirado, porque como em meio a uma crise alguém teria coragem de pedir demissão, inclusive, vários amigos que eu tinha no trabalho passaram a me hostilizar por conta de minha atitude, me julgando como ingrata. Enfim, parece até que estou descrevendo uma novela mexicana não é mesmo, mas não é, é minha vida. Hoje estou em casa, todos os dias gasto meus neurônios pensando em uma forma de administrar melhor minhas finanças. E foi ai que fiz o seu curso Organizando as Finanças no Eduk, achei maravilhoasassssssss todas as dicas. Fiz o curso em um único dia e alcancei a nota máxima, tive 100% de aproveitamento, que também foi muito bom pra mim. Atualmente tenho me dedicado a costuras, pois sou apaixonada por artesanatos e também investi parte de minha rescisão em produtos: sapatos e bolsas, pois sempre gostei de comercializar com esses produtos para ter uma renda extra. Criei uma página no meu face e um grupo no whatsap chamado de ¨Passo Leve¨ e estou me virando nos 30, como dizem. A principio deu retorno, mas agora surgiram alguns problemas que eu não contava, e aí tenho perdido o sono, porque estou com dívidas se acumulando e não encontro solução para elas. Já parei de gastar, compro só o essencial mas ainda assim está difícil. Meu maior medo é compartilhar isto com minha família, porque com certeza vão me crucificar pela minha atitude de ter saído do emprego. Só que com a morte de meu irmão, você ver uma pessoa de 43 anos se definhar por conta de uma doença tão cruel, eu que sempre vi meu irmã morrer pelo trabalho e ser extremamente econômico, então eu revi todos meu conceitos e passei a acreditar que a qualidade de vida é muito importante, e eu naquele lugar estava muito infeliz. Eu precisava fazer algo por mim, pois quero viver o hoje, aproveitar o hoje, claro que preciso pensar no amanhã, mas quero estar bem e ser feliz hoje. Infelizmente toda esta realidade do país não tem ajudado muito. Porém sou uma pessoa muito batalhadora, persistente, otimista e brasileira é claro, kkk… então sei que a luz que me falta vai acender em algum momento de minha vida, vivo então me preparando para quando ela chegar. Podem continuar me chamando de louca, mas tenho uma convicção danada que vencerei
    Beijos e desculpas pelo jornal imenso.
    E acredite todo seu trabalho tem feito um diferencial enorme na vida das pessoas, na minha já faz com certeza.

  • Juliana Nunes Lima diz:

    Patricia, seu post de hoje foi perfeito. Estou há muito tempo tentando vender várias roupas da minha filha que não cabem mais e não encontrava nenhum site interessante. De acordo com a listagem que você informou eu já me cadastrei num deles e já vou criar minha lojinha virtual. Muito obrigado e que Deus abençoe sempre o seu trabalho.

  • CAROLINA BORGES DE ANDRADE diz:

    PATRICIA O ELO7 TAMBÉM 😉

    • Patrícia Lages diz:

      Não conheço como funciona, por isso não indiquei. Não é só para artesanato?

  • Fátima Salles gravino diz:

    Meu marido é do ramo de venda de legumes no atacado só que perdeu o emprego a pouco tempo, será que consigo vender assim pela internet? Como faço?

    • Patrícia Lages diz:

      Amanhã posto o vídeo com mais dicas!

  • Rosa Diana diz:

    Obrigada Patrícia, esta precisando muito conhecer e saber como vender pela internet. Posso vender tb os artesanatos que faço?
    Bjs,
    Rosa diana

    • Patrícia Lages diz:

      Artesanato se vende muito pela internet, busque o Elo 7!

  • claudia almeida diz:

    Oi adorei o post e a matéria no Mulheres, muita coincidência, hj foi o dia que decidi pesquisar sobre como vender na internet, no meu caso, produtos novos mesmo. Muito esclarecedor!! 🙂
    E o link do site desapego não funcionou. 🙁

  • Cibelle Horcel diz:

    Boa Tarde Patrícia,

    Vi seu quadro, ontem, no Mulheres e gostei muito. Gostaria de saber se você tem alguma dica de como tirar fotos de bolsas pequenas e bolsas grandes, tipo saco, pois faço venda destas peças através do Instagram e do meu blog.
    Agradeço antecipadamente.
    Cibelle

  • Ana diz:

    Oi, Patrícia.

    Gostei muito das dicas. Como faço para enviar livros pelo Correio? Como embalá-los? Plástico bolha, caixa?

    Abraço, Ana

    • Patrícia Lages diz:

      Quanto mais leve seus envios melhor. Eu mando em envelope quando é um e em caixa própria quando são 2 ou mais. Não uso plástico bolha. Bjs

      • Ana diz:

        E essas caixas são fáceis de achar? É que tenho livro de 700 páginas…estou em dúvida de como enviá-lo…

        Grata, Ana

        • Patrícia Lages diz:

          Vc acha até no correio ou em lojas de embalagens 😀

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: