Vivemos em um mundo digital e a tendência é digitalizar também as finanças por meio de criptomoedas. Hoje tem podcast especial sobre o assunto.

Você está preparado para as criptomoedas?

Inegavelmente a tecnologia mudou a nossa forma de viver e isso nos obriga a estarmos abertos a coisas novas o tempo todo.

É certo que há muitas pessoas que não gostam de mudanças e relutam quando algo novo surge, mas cedo ou tarde terão de ceder ao novo.

Lembro-me que um tio meu achava um absurdo ter um micro-ondas, uma vez que já temos fogão!

Ele sempre dizia que aquilo era um gasto ridículo de dinheiro, até que ele nos viu usando e começou lentamente a mudar de ideia.

Fazia perguntas sobre o aparelho e ficava olhando tudo o que colocávamos lá para avaliar se havia esquentado mesmo, se o gosto da comida era igual etc.

Quando menos esperamos lá estava ele exibindo um micro-ondas em sua cozinha e dizendo que deveria ter comprado antes!

Isso não quer dizer que todo mundo tem de ter um micro-ondas, mas que ele facilita a vida na cozinha ninguém pode negar.

Assim é a tecnologia:

Pode assustar um pouco no começo, ser desconfortável, mas cedo ou tarde acabamos incorporando ao nosso dia a dia.

 

E as moedas virtuais estão chegando para revolucionar a forma como compramos, vendemos, recebemos e transferimos recursos.

Embora exista toda uma “névoa obscura” sobre como elas funcionam, o fato é que estamos caminhando para a extinção do dinheiro vivo e substituindo as formas como fazemos pagamentos e transferências.

 

Confira o podcast

Para esclarecer um pouco sobre como funcionam as carteiras digitais, como obter criptomoedas etc., a Compralo me convidou para um podcast.

A Compralo oferece uma carteira virtual, por meio de um aplicativo, onde é possível carregar reais e convertê-los em várias moedas virtuais e, depois, convertê-los novamente em reais.

Para entender melhor, convido você a ouvir o podcast. É só dar “play” que você já confere a minha conversa com a Kim, que sabe muito sobre o assunto.

 

Nos vemos amanhã!

 

Para conferir o post anterior, clique aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Boa tarde querida! Nossa estou ferrada! Para render-me ao Whatsapp foi difícil, as clientes viviam me cobrando “Celi vc tem que ter um smartphone para usar Whatsapp ” em maio de 2014 comprei meu primeiro smartphone, um LG vermelho rsrsr..durou até fev de 2018, sou cuidadosa, hj estou no meu segundo um Samsung J5, vai fazer 03 anos em fev/21 e está novinho, agora moeda virtual, é querer demais de uma sexagenário, mas vamos que vamos, estou aberta para o novo. 😍

    • Hahahaha… assim como eu imagino que vc tire de letra o WhatsApp, vai tirar de letra as próximas tecnologias tb!

  • Essa década que vai iniciar em 2021 será A década.
    Muitas mudanças, muita tecnologia, quem bobear vai ficar desatualizado, sim.
    Minha mãe tem 69 anos e tá toda-toda por que andou de uber. Ela mora no litoral do Espírito Santo. Um munícipio minúsculo, 10 mil habitantes.

    • Hahaha… Muito interessante isso porque a minha também está “se achando” porque eu chamo o táxi aqui de casa e mando na casa dela. Essa história do carro aparecer meio “do nada” é muito surreal para quem tem 81 anos!

  • Boa tarde, tenho que aprender, não sou muito de mudanças. Mas e necessário. Obrigada pelas dicas.

  • Oi Patrícia boa tarde, a primeira a comentar srrsrrsr, fico ansiosa para ver sempre o último post. Isso é fato, temos que nos adaptar a tecnologia. É complicado no início porque nós estamos acostumados das coisas sempre serem do mesmo jeito e tudo que é novo nós recusamos a aceitar no início, mas logo adiante temos que entender que precisamos acompanhar a modernidade para que não fiquemos para no meio do caminho. Fica com Deus.

  • É muito interessante o vídeo explicativo. Porém eu sou bem como seu tio (kkkkk). Eu prefiro deixar outros irem testando na frente. Depois que eu vejo que realmente tem muito benefício, aí sim eu compro. Por enquanto ainda estou na posição de observadora igual a seu tio.

  • Olá Patrícia!
    A minha mãe antes que não queria saber, hoje já diz vamos de uber né rsrs
    Acredito que 2021 vai ser o ano de maior índice tecnológico e com essa evolução vamos ter mais facilidade para fazer mais e mais por nós e por outros.

    Grande abraço.

  • Boa noite Patrícia!
    Eu já estou me preparando, mas confesso que com a idade avançada que tenho vai dando um nó no cérebro.
    Quando descubro algo, achando que é novidade, vou pesquisar a fundo e vem a surpresa: geralmente tem mais de 5 anos que o assunto está no mercado.
    Como estou aqui quase 5 anos e faz apenas 1 ano que estou trabalhando em casa, creio que perdi 5 anos de atualizações tecnológicas.
    Não ha de ser nada!
    Beijos querida.

  • Olá Patrícia! Só hoje consegui ouvir o podcast. Também estou de acordo que estamos em tempos de uso de várias ferramentas digitais e dá um certo receio de não saber usar ou até mesmo experimentar seu uso, como operações com moedas virtuais. Novos tempos, novas aprendizagens. Ainda não estou preparada (rs…rs…). Obrigada por trazer esse assunto tão relevante e super atual, de forma bastante simples e direta. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *