Há diversas práticas consideradas abusivas, mas que nos fazem perder dinheiro. Conheça algumas delas e não caia mais nessas ciladas!

Práticas abusivas nunca mais!

Confira algumas práticas comuns, mas que são consideradas abusivas e não caia mais nelas.

NA ACADEMIA

Pacotes trimestrais, semestrais ou anuais – as academias podem vender pacotes de fidelidade, mas se você comprou e quer desistir, a academia é obrigada a devolver o dinheiro. Ela pode cobrar uma multa de no máximo 10% sobre o valor a ser devolvido.

Mesmo que no contrato da academia esteja escrito que o dinheiro não será devolvido em caso de desistência, a cláusula não é válida pois é considerada prática abusiva.

Dica financeira: Quando for assinar um pacote, esteja consciente de que se o desconto não for maior do que 10%, você pode perder dinheiro com a multa em caso de cancelamento.

 

NO COMÉRCIO

Valor mínimo para pagamento com cartão – os estabelecimentos não podem determinar um valor mínimo para pagamento com cartões (crédito ou débito). Se os cartões são aceitos, qualquer valor deve ser passado. O que não é obrigatório é a aceitação de cartões, mas uma vez aceitos, o valor não importa.

Dica Financeira: Se o estabelecimento bater o pé e você não quiser denunciar, peça desconto para pagar com dinheiro.

 

Troco com balinha e outros produtos só se o cliente aceitar – o comércio pode oferecer o que quiser como troco, mas não pode dizer ao cliente que não tem outra forma de devolver. Por exemplo: se um produto custa 1,95 e a pessoa paga 2, mas o estabelecimento não tem 5 centavos, o caixa deve arredondar o troco para cima, ou seja, nesse caso, dar a moeda maior disponível: 10 centavos. Fica a corgo do consumidor dispensar o troco ou aceitar a famosa balinha.

Dica Financeira: Use suas moedas! Às vezes deixamos em casa para economizar, mas perdemos 5 centavos aqui, dez ali e o dinheiro acaba indo embora.

 

Preços diferentes podem ser praticados, desde que para baixo – um comércio pode colocar o mesmo produto com preços diferentes para tipos de pagamentos diferentes, desde que à vista, seja mais barato. Exemplo: um liquidificador pode custar R$ 129,00 no crédito ou R$ 119 em dinheiro ou débito.

Dica Financeira: É uma boa comprar à vista em dinheiro ou no débito. Mesmo parecendo pouco, quando somamos pequenos valores eles podem dar grandes somas.

 

NOS BANCOS

Negar conta sem tarifa – Todo cliente que tenha conta pessoa física (corrente ou poupança tem direito a alguns serviços gratuitos. O correntista pode optar pela conta com serviços essenciais desde que o pacote atenda suas necessidades.

Pacote conta corrente essencial:

4 saques

2 transferências para contas do mesmo banco

2 extratos

10 folhas de cheque

Uso de internet, compensação de cheques e operação por meio eletrônico é sem limites.

Dica Financeira: A economia anual pode ser significativa, afinal se você paga 10 reais por mês, serão 120 no ano. E quem pagou essa tarifa nos últimos 5 anos, desembolsou R$ 600!

 

Se você tem mais alguma dica, deixe nos comentário!

 

Nos vemos!

 

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Oi, Patrícia.
    Me tire uma dúvida, por favor?
    No pacote básico do banco, sem tarifa, a transferência entre bancos pela internet também é ilimitada?
    Obrigada e amo seu trabalho.
    Beijos

    • A transferência entre bancos diferentes é via DOC ou TED e esses serviços não estão no pacote essencial. Bjs

  • Bom dia fui ao banco e pedi pra excluirem a tarifa, pois faço tudo online, bem facil e rapido…

  • Gostei de saber essas coisas. Aqui já tem artigos falando de compras com defeito, garantia, direito etc?

    • Sim, temos alguns. Compras com defeito vc tem geralmente 30 dias para trocar. Garantia depende do fabricante (e vc pode comprar a estendida tb) e devoluções em lojas virtuais podem ser feitas em até 7 dias (é a chamada “lei do arrependimento”). Bjs

    • Parcelando a dívida e deixando o cartão em casa até terminar de pagar. Beijos!

  • Bom dia Paty, uma dúvida, no caso da venda com cartão, após a MP 764 ficou estabelecido que os comércios podem praticar valores diferenciados na venda com cartões, uma vez que os bancos cobram as taxas dos mesmos, mas ali não fica claro se é somente para crédito ou também débito, que também possui taxa ao comércio, então no caso de uma venda no débito,não seria permitido vender um produto no valor original dele (sem acréscimo de taxa) mas também sem oferecer o desconto (uma vez que esse desconto que ele receberia ao pagar em dinheiro já estará indo para a taxa)? Ou por exemplo caso o comércio ofereça 5% de desconto para pagamento à vista em dinheiro mas a taxa do débito é de 3%, então ele pode oferecer a diferença de 2% para o cliente que pagar no débito e não os 5%? Se puder me ajudar agradeço! Amo seus posts!

    • Olá, Bruna! Isso fica a critério do estabelecimento. Vale a livre negociação, pois não há nenhum tipo de desconto obrigatório. Bjs

  • Ola Pati, dicas ótimas! Me tira uma dúvida, não entendi a dica financeira da academia e outra coisa, ha um tempo estava me vendo num cliclo de emprestimos sem reserva nenhuma e resolvi dar um basta nisso, a minha conta de um banco que tenho esta negativa por conta desses emprestimos, mas preciso continuar na estrategia que tracei para quitar esses débitos, minha taxa da conta é R$ 45,00 posso solicitar que a minha conta mude para este tipo de conta sem tarifa, mesmo estando devendo ao banco? Creio que muitas amigas leitoras possam estar passando pelo que estou passando e creio que seja válida a informação. Estou ciente de todos os juros que estão correndo, mas tenho consciência também de que ciclos devedores precisam ser interrompidos e com algumas medidas drásticas. Obrigada por todo conhecimento difundido no blog.

    Gratidão!

    • A dica estava com erro de digitação. Segue a correta: Quando for assinar um pacote, esteja consciente de que se o desconto não for maior do que 10%, você pode perder dinheiro com a multa em caso de cancelamento.
      Sim, vc pode pedir a conta essencial mesmo devendo. Aliás, esse é um dos motivos pelos quais vc não pode ficar jogando dinheiro fora! Bjs

  • Eu depois que comecei a acompanhar seu blog, tenho me reeducado cada vez mais porem ainda dou algumas escorregadas, o que esta difícil é colocar meu marido nos trilho mas antes o que parecia impossível virar o mês com no minimo 100 reais para imprevistos tem acontecido, estou me programando bastante e ate o fim do ano vai estar tudo nos devidos eixos

  • Muito bom este artigo do blog!
    Esclareceram muitas dúvidas em relação ao banco e comércio.

  • Boa tarde Patrícia,

    Uma dúvida de uma colega de trabalho e virou minha também, pois já vi outros casos assim…
    A pessoa adquiriu um empréstimo, precisou renovar para pegar um “troco” e o gerente abriu outro empréstimo. A soma dos dois está dando mais que 65% do salário dela. Isso é prática abusiva também? Perguntei se ela tinha pedido para unificar para não passar dos 30% e ela me mostrou a resposta da gerente pelo app do Banco: são empréstimos de fontes pagadoras diferentes, por isso é “impossível” unificar. Como ela pode proceder? Pois pelo que acompanho da situação dela e vi doutra senhorinha que atendi, virou bola de neve. Como proceder para que fique dentro dos 30% do salário dela, visto que ainda faltam uns 4 anos para acabar…

    • Oi, Simone! Pelo que entendi a sua amiga pediu crédito e o banco concedeu por livre negociação entre as partes. É a pessoa que contrai o crédito que deve verificar sua capacidade de pagamento, pois realmente o credor não tem como saber 100% das despesas que a pessoa já tem. O que ela pode fazer é tentar renegociar para pagar em um prazo mais longo, baixando o valor das prestações. Beijos!

  • Patrícia, decidi não manter dinheiro em conta poupança – bati o pé para abrir uma que não fosse corrente, mas consegui. Mesmo sacando o valor todo logo após o depósito do salário (vale e pagamento, então duas vezes ao mês), o banco cobra tarifa. Está certo isso? Obrigada.

    • Vc tem direito a uma conta sem tarifa, mas vai ter que insistir até te darem, pois eles ganham bilhões com isso e não é fácil fazê-los abrir mão dessas taxas.

  • Justamente hoje a materia que vc esta mostrando no programa Mulheres , eu estou separando papeis para fechar uma conta no Brdesco que na épca abri por causa de um finaciamento e hoje em dia não tem movimentação.
    Pago a taxa de R$ 45,00 , que ainda esta no desconto, e deposito o dinheiro do financimento.
    Ja pedi varias vezes para essa conta ser fechada , porque quero uma conta que não tenha um custo alto.
    Pediram para abrir uma outra conta, tenho que separar toda a documentação, comprovantes e tudo mais , para deixar no mesmo banco, porque fica mais caro passar para outro banco.
    Mas mesmo assim, vai ter uma cobrança pela taxa de manunteção na conta varejo , eu acho um absurdo , porque falei nao quero cheque , nem cartão nada disso.
    Só quero pagar o financiamento.
    O que posso fazer nesse caso , para não ter cobrança
    Aguardo
    Obrigada

    • Dizer que SABE que pode ter uma conta essencial e bater o pé até vencê-los pelo cansaço!

  • Oi, Paty, tudo bem? Pelo que entendi, se aceito cartão, não importa o valor da compra do cliente, tenho que aceitar o pagamento em cartão, certo?
    Agora, uma dúvida, posso limitar em quantas vezes parcelo? Ou valor mínimo por parcela? Ex: se vendo um produto de 100,00 posso exigir que o pagamento em cartão seja em no máximo 2 vezes?
    Obrigada por tantas informações, sempre me ajuda a ficar mais inteligente 🙂

  • Olá Paty,

    Fui ao banco pedir a exclusão da tarifa bancaria da conta corrente e me informaram que não seria possível, pois eu tenho um cartão de credito vinculado com o mesmo banco. Então pago a tarifa do cartão da conta corrente, que uso somente para sacar uma vez o meu salario no mês e mais a tarifa do cartão de credito, isso é correto?

    Obrigada

  • Eu entrei em contato diretamente na central de atendimento do Bradesco (4002-0022) ao invés de contatar a agência e falei “quero cancelar a minha tarifa bancária segundo aquela regra do BACEN de que posso ter uma conta básica”. A atendente cancelou no mesmo instante e a minha conta tem cartão de crédito e empréstimo. Acho que vale a pena tentar esse canal.

    • Vale sim, Flávia! As ligações às centrais de banco são monitoradas para melhorar a qualidade do atendimento, por isso, os atendentes não podem nos enrolar, até porque nós tb podemos gravar as conversas (desde que avisemos que estamos gravando). Obrigada pelo comentário. Bjs!

  • Olá Paty,
    Tem algum email que posso te contatar a respeito de uma situação bem cabeluda?

  • Olá Paty,
    Estou com minha vida parecida com a sua na época das dívidas. Estou em uma bola de neve, mas já começando a colocar em ordem. Minha pergunta é como faço para impedir que fiquem me ligando 30 vezes ao dia ? Isso é abusivo certo? Então como devo proceder?
    Desde já agradeço,

    • O credor pode ligar para cobrar, mas eu sei que eles abusam. Não há muito o que se possa fazer, pois diversas empresas de cobrança simplesmente não seguem as leis e não ligam para cobrar, mas sim, para infernizar. É proposital. Se estiverem incomodando demais, o jeito é trocar de telefone…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *