Por mais que sejamos decididos e definidos, as pessoas com quem convivemos nos influenciam de alguma forma. Por isso, seja seletivo com as pessoas que o cercam!

Amizades e influências tóxicas

Já falamos em outra edição do nosso desafio detox sobre as amizades tóxicas.

Tratam-se daquelas pessoas que só se aproximam de nós por interesse, que têm sempre uma palavra negativa e um balde de água fria para jogar sobre cada uma de nossas ideias.

São pessoas que têm sempre os defeitos dos outros na ponta da língua e que parecem que veem o mundo sempre em preto e branco.

Elas sugam as nossas energias, pois são encrenqueiras, mexeriqueiras, críticas e ciumentas.

Se acham donas de nós e se, por acaso, decidimos algo sem consultá-las, pronto! Teremos declarada a terceira guerra mundial…

Pessoas desse tipo, antes de mais nada, não são amigas nem de si mesmas.

Portanto, não têm como serem amigas de quem quer que seja.

Talvez você conheça alguém assim e esteja perdendo seu tempo em tentar fazê-la mudar.

Sim, infelizmente é uma perda de tempo.

É mais fácil que você se contamine com ela do que você a faça enxergar sua toxicidade.

Afinal, uma laranja podre estraga todas as que estão ao seu redor, mas as boas não têm o poder de regenerá-la.

Além de todo desgaste que o convívio com uma pessoa assim traz, ainda pode haver o que chamamos de violência patrimonial.

Pode parecer uma expressão pesada, mas a violência patrimonial, infelizmente, é mais comum do que se imagina.

Ela ocorre, por exemplo, quando uma pessoa causa prejuízos financeiros a terceiros.

  • “Amigos” que usam o seu cartão de crédito e não pagam o que gastaram
  • Parentes que se apropriam do seu salário
  • Pessoas que pedem seu nome emprestado, abrem empresas, compram, não pagam e deixam o prejuízo para você se virar
  • Cônjuges que não deixam o outro usufruir do seu próprio dinheiro, impedindo que façam compras ou que tenham voz ativa na hora de definir o orçamento doméstico

Tudo isso pode ser caracterizado como violência patrimonial e, nesse caso, é preciso saber dizer não.

Saiba dizer não

Para quem tem muita dificuldade em usar essa palavrinha mágica, tem um vídeo que pode ajudar.

Para assistir, clique aqui.

 

Cadastre seu e-mail e não perca nada!

Você receberá uma notificação a cada nova publicação.

 

Confira o desafio anterior

10 – Por que as pessoas não têm confiança em você?

 

Confira o próximo desafio

12 – Atrasos de vida, livre-se deles

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Bom dia! Com certeza todos nós já cruzamos com alguém desse tipo, precisamos ter muito cuidado com nossas amizades, já levei um golpe de uma amiga, ainda bem que o prejuizo foi pequeno, mas pior que o prejuizo é a decepção. Um grande abraço!

  • Patricia, boa tarde,
    Creio que “saber dizer não” é a matéria prima do Essencialismo! Estou aprendendo…. creio que vai dar certo!

  • Oi Paty! Tudo bem? Fiz uma compra na loja do site de um livro e não recebi nenhuma informação sobre o envio! Pode me ajudar? Obrigada, beijos.

    • Oi, Josiane
      Vc receberá informações sobre o envio no dia da postagem que ocorre depois que o sistema dá baixa no pagamento. Em breve vc terá notícias! Obrigada 🙂

  • Pessoas que só se aproximam por interesse,não são amigas de ninguém.Eu conheço uma pessoa assim,e é perda de tempo,mesmo. em tentar fazê-la muda.

  • Saber dizer não para aquelas que querem ter muita informação pessoal da nossa vida!

    Quando eu percebo esse comportamento em alguém, muito curiosa, intrometida, quer saber demais, quer muito detalhes, eu simplesmente não dou aquilo que ela tanto quer!

    É a única maneira que aprendi a lhe dar com gente assim.

    Abraço linda Patrícia!

  • Olá Patrícia,
    Bem verdade, fugir de pessoas tóxicas é uma das maiores libertações!!!!

    Beijos
    Mônica

  • Eu fujo dessas pessoas. Hoje em dia me cerco de pessoas que tenham a acrescentar e não atrasar minha vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *