Como julgamos seremos julgados – JE #4

08/10/2021

Como julgamos seremos julgados – JE #4

Já ouviu falar no Rei Davi e em seu adultério com Bate-Seba? Vamos fazer uma conta que esclarece muita coisa…

Já ouviu falar no Rei Davi e em seu adultério com Bate-Seba? Vamos fazer uma conta que esclarece muita coisa sobre essa passagem!

Suas palavras têm poder

Mesmo quem não tem o costume de ler a Bíblia certamente ouviu falar do Rei Davi, ainda que tenha sido apenas sobre sua famosa vitória sobre o gigante Golias.

Porém, a Bíblia não cita apenas as conquistas de seus heróis, mas também seus deslizes. E com Davi não foi diferente.

O capítulo 12 do segundo livro do profeta Samuel, descreve a passagem em que o profeta Natã é enviado por Deus para repreender Davi por conta de seu adultério com Bate-Seba.

Para isso, Natã contou a seguinte história:

Havia numa cidade dois homens, um rico e outro pobre.

O rico possuía muitíssimas ovelhas e vacas. Mas o pobre não tinha coisa nenhuma senão uma pequena cordeira que comprara e criara; e ela tinha crescido com ele e com seus filhos; do seu bocado comia, e do seu copo bebia, e dormia em seu colo, e a tinha como filha;

E, vindo um viajante ao homem rico, deixou este de tomar das suas ovelhas e das suas vacas para assar para o viajante que viera a ele; e tomou a cordeira do homem pobre, e a preparou para o homem que viera a ele.

Davi ficou com muita raiva do homem rico por ter tirado do pobre a única cordeira que tinha.

Por isso respondeu:

Vive o Senhor, que digno de morte é o homem que fez isso. E pela cordeira tornará a dar o quadruplicado, porque fez tal coisa, e porque não se compadeceu.

Então Natã revela a Davi que esse homem é ele mesmo.

Imediatamente o rei compreende que Natã falava sobre ele ter tomada a única mulher (Bate-Seba) de um de seus soldados mais fiéis (Urias) e, para ficar com ela, mandou matá-lo.

Mas Davi já havia dado a sentença: que o rico pagasse quatro vezes mais. E assim aconteceu.

Agora vem a conta que mencionei no início do post.

Como resultado do adultério, Bate-Seba teve um bebê, mas pouco tempo depois de nascido, morreu (2 Samuel 12:19). Esse foi o primeiro “pagamento” de Davi.

Absalão, filho de Davi, matou seu irmão, Amnom depois que este cometeu incesto com sua irmã Tamar (2 Samuel 13:23). Aqui Davi fez seu segundo e terceiro “pagamento”, pois teve uma de suas filhas violentada (e fadada a viver solteira para o resto da vida) e um filho morto.

Mais tarde, Absalão se rebelou contra Davi e, mesmo contra a vontade do rei, Joabe, general de seu exército, matou Absalão. (2 Samuel 18: 14-15). Esse foi o quarto “pagamento” de Davi.

Da maneira como julgamos, seremos julgados.

É preciso ter muito cuidado com julgamentos rápidos, ainda mais nas redes sociais onde às vezes as mãos são mais ágeis nos teclados do que os pensamentos.

Vamos ser vigilantes para não sermos condenados por nossas próprias palavras.

Nos vemos!

13 comentários

    Olá Patrícia! Parabéns pelo artigo. É isso aí, eu já passei por situações difíceis por causa de julgamento pricipitado, palavras fora de tempo, e até decisões por sentimentos. Deus te abençoe grandemente. Você é ótima!

    Bom dia! Pois é ! Muitas postagens nada haver nas redes sociais, as pessoas estão “idiotizadas” diria meu ” PAI”. ??

      Seu pai usou o termo correto…

    MUITO BOM ESSE “ALERTA” PARA NÃO NOS PRECIPITARMOS NOS JULGAMENTOS!!!

    Olá, bom dia! Há uma expressão do tipo “quando se aponta um dedo para alguém outros três dedos estão apontados para si mesmo”. No caso de Davi, o julgamento dele sobre o que foi dito por Natã, foi a sua própria ruína quadruplicada, movido pela cólera da precipitação, “condenado” pelas próprias palavras. Abraços.

    Obrigada por esta reflexão Patrícia ! Amo a história de Davi, rica em maravilhosos detalhes que trazem muito crescimento. Que tenhamos sempre mais e mais sabedoria !!! ?????

    Boa tarde Paty
    Realmente é o dizer mais certo: nào julgueis para q não serás julgados; pois o ünico juiz é Deus.
    Gosto de ler a Bíblia e ahistoria de Davi , é a lição para não nós precipitar em julgarmos os outros.
    Que Deus tenha misericórdia de nossas vidas.
    Abraços❣️❤️?

    Esse post poderia ser transformado em um vídeo!

    excelente.
    Abraços Diva.

      Vou contar só para vc! hehehe… Na nossa área para assinantes teremos a série “Empreendedores da Bíblia”!

    Excelente reflexão!!!
    Que todos venhamos à colocar isso em prática: “Não julgueis para não sermos julgados.”
    Deus abençoe muuiiito você Patricia.

    Gostei muito do texto, é mais fácil julgar do que ajudar

    Verdade, é mais fácil julgar do que ajudar.
    As vezes eu me pego julgando as pessoas e quando percebo já peço perdão a Deus e que tira isso de mim.
    temos que orar e vigiar.

Gostou? Comente aqui!

Deixe um comentário para ROSIANE Cancelar resposta




Outras notícias


Produtos




TV Patrícia Lages

Não foi fornecido um URL válido.


Não perca nada. Seu dinheiro agradece!

Digite seu e-mail no campo abaixo para se
inscrever em nossa newsletter.

Shopping cart

0

No products in the cart.