De tempos em tempos é preciso que você pare e analise os rumos que está tomando, mas é preciso saber como avaliar sua vida.

Como avaliar sua vida

Minhas viagens de avião não acontecem sem um livro e ponto final.

Mas já houve vezes em que, na correria, esqueci o que havia planejado levar.

Quando isso ocorre, lá vou eu na livraria – caríssima – do aeroporto comprar um.

Não, neste momento não penso em economizar, pois estaria perdendo todo tempo de voo à toa para economizar 15 ou 20 reais.

Não vale a pena, afinal, tempo é dinheiro!

 

E foi numa dessas que eu me deparei com o livro “Como analisar sua vida” de Clayton Christensen.

Eu já havia lido um livro dele – e amado – então, não pensei duas vezes e fui logo para o caixa.

Já na sala de espera comecei a ler e, ainda que estivesse nas primeiras páginas, já deu para perceber que tinha acabado de comprar uma joia a preço de banana!

Aliás, bons livros são assim: joias que qualquer pessoa poderia comprar, mas que nem todo mundo vê valor.

Há quem prefira bijuteria, mas não é o meu caso.

Como havia esquecido a pasta com o livro que iria levar, mais o material de anotação, usei os guardanapos da Gol para escrever todas as ideias e aprendizados que o livro trouxe.

Foram vários e todos ainda estão dentro do livro, pois ainda não implementei tudo.

Uma das coisas que o autor trata no livro é que a nossa estratégia é aquilo que fazemos no dia a dia e isso me fez pensar muito.

Vi que essa resolução de não voar sem um livro é uma estratégia positiva, pois eu não “penso” que preciso arrumar tempo para ler, eu “faço” tempo para ler.

E, no último ano, quando fiz apenas uma viagem, tive de rever esse momento de leitura e readequar a estratégia à nova rotina (assunto que o livro também trata).

No Clube da Leitura do domingo passado o assunto foi justamente esse livro, e creio que tenha sido uma das edições mais interessantes.

Por isso, convido você a separar uma hora do seu tempo para assistir e saber como analisar a sua vida.

 

Para assistir, clique aqui.

 

E não esqueça de deixar seu comentário, pois ele nos ajuda muito a desenvolver os próximos posts.

Nos vemos!

 

Confira o post anterior clicando aqui.

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Jornalista, especialista em finanças e autora de 5 best-selleres. Colunista do portal R7 e apresentadora do JR Dinheiro, no Jornal da Record.

  • Bom dia Patrícia! Assisti ao vídeo do Clube da Leitura, muito interessante mesmo, é sempre bom estarmos avaliando como anda nossa vida, isso em tds as áreas. Um abraço! 🤗🤩

  • Olá Patrícia! Desde que assisti o Clube da Leitura do domingo, que você citou “Uma das coisas que o autor trata no livro é que a nossa estratégia é aquilo que fazemos no dia a dia”, comecei a analisar quais tem sido as minhas estratégias diárias, pois não tinha essa visão, de que as nossas estratégias não são aquelas que anotamos em um papel e sim aquelas que fazemos no dia a dia, isso abre os nossos olhos e permite enxergarmos a nós mesmos como realmente somos. Há um tempo atrás, eu não me interessava muito pela leitura, e perdi muito com isso. Após a faculdade, entendi o quanto ler faz bem, amplia nossa visão, abre os horizontes do nosso entendimento, nos faz crescer, amadurecer; e daí por diante, decidi que ia investir na leitura. De lá para cá, só tenho me surpreendido, a leitura nos alimenta, nos orienta. Não é à toa que o Senhor Jesus disse (Mateus 4:4:) “Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”, isso nos mostra o quanto a leitura de bons livros, especialmente a Bíblia nos alimenta. A palavra tem espírito, e quando lemos um livro estamos bebendo do espírito do autor, ou seja, dos seus pensamentos e ideias, e isso pode fortalecer nossos objetivos, nossas metas. Cada vez que lemos bons livros, crescemos mais como pessoa. A cada dia mais me apaixono pela leitura. Ah se todas as pessoas compreendessem o quanto é valioso ler!!

  • Bom dia, Patrícia!
    Oportuno momento de falar sobre livros!
    Estou lendo “A Bailarina de Auschwitz”. A protagonista (que é a autora do livro, Edith Eger), leva consigo um ensinamento da mãe, que é “não deixe ninguém tirar da sua mente aquilo que é importante para você”. Cada situação que ela vive, sempre prefere escolher ter boas lembranças – dos espacates, inclusive – para não se entregar à morte que a visita em todo o tempo nos campos de concentração. Desta forma, tenho absoluta certeza que ela consegue chegar onde chegou…. e onde chegará porque estou na metade do livro, com força total, apesar dos pesares!
    Gostei da ideia dos livros digitais…. facilita quando estou no metrô ou no ônibus ou em qualquer lugar que eu esteja, por exemplo, fazendo um lanche, já vou pro meu livro! E sem contar as deliciosas viagens pela culinária judaica!
    Aff….. falei do livro, rsrs…. mas é prá explicar como escolher o tempo para uma boa leitura, faz muito bem!
    Beijo

  • Boa temática!
    Meu marido sempre fala para eu ter um tempo para pensar na vida, pois, não paro um segundo. Ele frisa que preciso relaxar e refletir- o ócio criativo.
    Por vezes, me precipito em falar e, acabo errando por não pensar no que vou dizer. Estou mudando e, graças ao seu canal e aqui no blog, tenho mudado minha forma de pensar, de avaliar cada área da minha vida e buscar equilíbrio.

  • Parabéns Patricia esse livro parece ser realmente bem interessante, amei o conteúdo!

  • Tenho o costume de levar algum livro dentro da bolsa quando saio. Leio em paradas de ônibus, dentro do ônibus, em recepções de atendimentos em consultórios ou em qualquer outro lugar em que eu preciso esperar! Rs

    Aproveito o tempo!!

    Obrigada

  • Boa tarde…”””No Clube da Leitura do domingo passado o assunto foi justamente esse livro, e creio que tenha sido uma das edições mais interessantes.”””sim….e eu estava assistindo….muito bom e interessante…

  • Assisti o Club de leitura e adorei a sua explanação sobre ele, tanto que anotei e em breve estarei adquirindo =).

    Cheguei a fazer uma bolsa para colocar o livro, e onde fosse e tivesse que aguardar, tinha o meu companheiro =))). E revistas caça palavras, assim aproveito o meu precioso tempo! \o/.

    Obrigada.

  • Olá Patrícia, boa tarde! Divulgar o livro “Como analisar sua vida” de Clayton Christensen para o Clube da leitura do domingo passado foi uma excelente oportunidade! Proporcionou a curiosidade para buscar conhecer um pouco mais sobre a obra desse autor. No primeiro momento, tive a impressão de que seria abordado como um contexto da “Roda do Equilíbrio da Vida” que está contida no início do Planner Financeiro do Bolsa Blindada. De certa forma, penso que os tópicos apresentados podem contribuir para fazer uma reflexão sobre as áreas pessoal, profissional, relacionamentos e qualidade de vida. Abraços!

  • Amazing this text dear Patricia, semana passada viajei de Massachusetts para Miami e me lembrei de levar meu livro que eu precisava concluir a leitura 📖. Me identifiquei com o texto e feliz por estar no caminho certo para a gestão do tempo com leitura 📖. Appreciate 🙌🏻

  • Bom dia Patricia!
    O meu já está em todos os meus aparelhos eletrônicos.
    Como disse a Vânia, ler online é tudo de bom e cabe no bolso. Em todos os sentidos, pois em e-book é sempre mais barato.
    No Kindle ainda tenho a vantagem de riscar ele todinho e fazer as anotações que quero.
    Beijos!!

  • Eu tenho um arquivo que chamo de ‘Balanços do Ano”. Deu um trabalhão para fazer. Acho que estou lapidando isso há uns 5 anos. Retornei até o ano de nascimento mas na infância e adolescência não tem tantos fatos assim. Quando acho que estou me perdendo de mim mesma, abro esse arquivo. Nos últimos anos, consigo ver claramente as decisões que tomei ano a ano e me trouxeram até aqui. Bem legal.

  • Olá Patrícia!
    Os livros são refúgio para o momento de espera, útil ao agradável, sei muito bem como é estar no avião sem ter um livro para ler, principalmente em viagens longas. Sempre bom avaliarmos nossa rotina, corro 10km e sempre escutava música para estimular o ritmo, com o tempo fui percebendo que não estava conseguindo fazer algumas atividades, pensei como ter tempo para fazer, o único horário que tenho é na corrida, faço 1h20, é um tempo bom para fazer alguma coisa, hoje corro escutando algo que seja bom para mim, uma pregação, aula de italiano, entre outros. Achei isso massa, até na minha corrida conseguir encaixar minhas atividades rsrs.

    Grande abraço.

  • Boa tarde querida
    Assistir o clube da leitura do dormingo passado,onde vc aborda a leitura desse livro:
    Gosto muito de ler ; uma boa leitura nós edifica.😀😀

  • Gosto muito de ler seus posts e leio a Bíblia quase todos os dias e antes de começar a trabalhar, pela internet, leio um versículo e a Palavra do Dia baseada na Bíblia também. Sempre gostei de ler livros, mas não tenho mais tempo para isso, pois quando a gente trabalha fora e também somos dona de casa temos muitos afazeres. Nunca viajei de avião, mas quem sabe algum dia possa realizar esse sonho de viajar e poder ler um livro como você.
    Quanto à avaliar a nossa vida, isso todos nós temos que fazer de tempos em tempos para vermos onde estamos errando e nos aprimorarmos, deixando os velhos hábitos, praticando as verdades ouvidas (principalmente a de Deus) e a voz da consciência que nos mostra o caminho certo à seguir.

  • Amazing this text dear Patricia, semana passada viajei de Massachusetts para Miami e me lembrei de levar meu livro que eu precisava concluir a leitura 📖. Me identifiquei com o texto e feliz por estar no caminho certo para a gestão do tempo com leitura 📖. Appreciate 🙌🏻

  • Oi Patrícia, não assisti o club da leitura, mas vou tirar um tempo para fazer isso. Patrícia eu amo ler, mas confesso que nem sempre foi assim, quando estudava eu lia por ler, porque precisava ler, mas hoje em dia eu leio porque realmente gosto. Venho a muito tempo tentando criar o hábito da leitura e graças a Deus consegui ter esse hábito, não me vejo sem livro. Sempre admirei pessoas inteligentes, que falavam bem, que opinavam e eu me perguntava o que elas faziam para serem assim e muitas me responderam que liam bastante, então foi aí que também resolvi ser uma pessoa inteligente, que fala bem, que sabe expor as ideias, que sabe ser uma formadora de opinião e a cada dia que passa me desenvolvo mais e mais em todos os aspectos, isso graças a leitura. Nas todas as áreas que tenho dificuldade a minha primeira opção é buscar ler algo sobre o assunto, por exemplo estou criando o hábito de praticar atividades físicas, mas sempre que tenho resistência em fazer, busco ajuda nos livros, em vídeos no youtube, no seu blog é claro kkkkk, entre outros. Ler é vida, a leitura nos transforma, como seria bom se todas as pessoas tivessem o hábito da leitura, com certeza as coisas seriam diferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *