Todos somos influenciáveis, bem como influenciadores. Por isso, escolha a parte boa e influencie para o bem. Veja como fazer isso no post de hoje!

Influencie para o bem!

Apesar de que há pessoas menos sucetíveis à influência de terceiros, todos somos influenciáveis.

Desde as coisas mais bobas, como querer um colar parecido aos da Anna Wintour (meu caso!)… rs…rs…

Até coisas mais invasivas, como por exemplo, fazer uma plástica para parecer com outra pessoa.

Anteriormente falamos aqui no blog sobre não nos deixarmos influenciar por qualquer pessoa.

E isso foi até bastante desafiador para alguns, afinal, para não se influenciar foi necessário deixar de seguir certas pessoas.

Para nos blindarmos de determinadas coisas que nos fazem mal, só radicalizando mesmo!

Os males devem ser cortados pela raiz, pois enquanto restar uma “mudinha”, ela vai continuar crescendo.

Hoje, porém, quero falar do outro aspecto: como você tem influenciado as pessoas.

Certamente você quer influenciar para o bem, mas será que você tem mesmo feito isso?

 

Analisando o seu poder de influência

Embora as suas intenções possam ser as melhores, pode ser que você não esteja influenciando positivamente.

Eu já pensei – e penso – muito nisso todas as vezes que vou postar algo.

Sei muito bem o número de pessoas que me segue aqui, no meu canal do YouTube, no Facebook e no Instagram, por isso, preciso tomar muito cuidado.

Com isso, há vários tipos de fotos comuns que eu decidi não postar:

  • Look do dia – Não há nada de mau, mas isso pode influenciar pessoas a quererem comprar roupas que não podem no momento ou que nem sequer precisem.
  • Meus passeios – Para que eu postaria algo assim? Por pura exibição? Só posto se realmente acho legal como indicação e se há algo que possa ser usado para alguma explicação, ensinamento etc.
  • Pratos em restaurantes – assim como os looks do dia, não tem nada de mau, porém, qual é o sentido? Se não for para indicar uma comida diferente ou dar ideia de como decorar um prato, não vejo nenhuma razão…
  • Minha vida pessoal – você mal vê fotos do meu marido, vídeo de tour pela minha casa, meus familiares ou coisas particulares. Há quem me critique por dizer que, uma vez sendo pessoa pública, eu devo “agradar” meus seguidores. Bom, primeiramente, não sou uma pessoa pública e, depois, meus seguidores se agradam do meu trabalho e não do que eu faço na minha vida privada.

E por que optei por esses – e vários outros – cuidados?

Porque eu posso ter a vida que tenho, enquanto muitos não podem.

Mostrar o que faço e o que tenho não vai mudar a vida de ninguém, por isso, para que eu ficaria exibindo?

Até mesmo os parceiros comerciais, ou seja, as empresas que me pagam para que eu divulgue seus produtos, passam por um rigoroso controle.

Eu uso e confio nos produtos e serviços que indico, caso contrário, para onde iria a minha credibilidade?

Você não tem ideia da quantidade de propostas que recebo – oferecendo muito dinheiro – para que eu promova empréstimos e financiamentos!

São contratos altos, mas que levariam a minha credibilidade para a lama…

Como eu posso influenciar as pessoas a entrarem em frias?

Assim também, dentro da sua proporcionalidade, você deve pensar muito antes de postar qualquer coisa.

Por que você postaria? Aquilo vai ajudar alguém ou é pura exibição?

Não compre o que não precisa por influência dos outros, mas também não influencie outros a consumirem à toa.

Escolha sempre influenciar para o bem!

 

VEJA OS DESAFIOS ANTERIORES!

DIA 01 – Desafio 30 dias sem compras – Começa aqui!

Dia 02 – Vença os obstáculos invisíveis

Dia 03 – Vença as lutas visíveis

Dia 04 – Vença as vergonhas financeiras

Dia 05 – Não é uma resposta completa

Dia 06 – Defina um objetivo e as lutas virão!

Dia 07 – Critérios para compras durante o Desafio

Dia 08 – A onda do empoderamento desempoderado

Dia 09 – Cuidado com as compras via internet

Dia 10 – Você foi programada para ser pobre

Dia 11 – Não te entendo, te ofendo

Dia 12 – Autoconhecimento é a palavra-chave para o sucesso

Dia 13 – Ilusão, fantasia e perda de dinheiro

Dia 14 – Viver sem crédito

Dia 15 – Fundo do poço para despertar

Dia 16 – Na seleção natural só ficam os fortes

Dia 17 – Projeção financeira, como fazer a sua

Dia 18 – Assuma suas responsabilidades

Dia 19 – Perseverar para vencer

Dia 20 – A melhor forma de aprender

Dia 21 – Não cresço e não deixo você crescer

Dia 22 – o problema não é o salário mau uso

Dia 23 – Muito mais do que ficar sem comprar

Dia 24 – Dias de decisões

Dia 25 – Condições para ter sucesso

Dia 26 – Recupere o tempo perdido

Dia 27 – Cuidado com o que ouve

Dia 28 – Nada muda se você não mudar

 

VÁ PARA O ÚLTIMO DESAFIO!

Dia 30 – Um novo ciclo se inicia 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Nos vemos amanhã!

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Já cancelei algumas inscrições no youtube exatamente por isso,por assistir alguns vídeos interessantes que me ensinam por exemplo sobre como economizar no dia a dia ,e logo depois me mandam vídeos do tipo:tour pela minha casa,passeio na casa da mamãe,plantando um pé de acerola no quintal,puxa eu moro no interior e faço isso o tempo todo…no entanto nada disso me interessa ,por isso que gosto do seu canal ,pois tudo que você fala ou escreve, nos ensina sobre finanças e ponto final.

  • Excelente! Eu já deixei de seguir pessoas no Insta e cancelei inscrições em canais no YT justamente por perceber que passaram a influenciar “para o mal” rsrsrs
    Muitas pessoas só pensam em se dar bem, ganhar mais dinheiro para consumir o que desejam, sem pensar se estão prejudicando outras pessoas em benefício próprio.
    Eu creio muito na lei do retorno. Plantou o mal, receberá o mal, plantou o bem, receberá o bem.
    Você Patricia está plantando o bem, esta ganhando o seu dinheiro honestamente com seu trabalho, está na contramão do consumismo desenfreado que vem sendo pregado há décadas!
    Poder deitar sua cabeça no travesseiro, dormir tranquila e ter paz de espírito não tem preço!
    “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és!”
    Bjo

  • Nossa Paty, esse foi um dos posts mais abençoados que já li! Temos que tomar muito cuidado para n]ao ser pedra de tropeço na via dos outros. Parabéns pela sua atitude e por compartilhá-la conosco! Nesse desafio de 30 dias percebi o quanto sou impulsiva quando se trata de compras, que minha mente me sabota pois deixo minhas emoções dominarem minhas ações. Não serei hipócrita de dizer que não comprei nada mas posso dizer que me sinto orgulhosa por ter tido coragem de desfazer algumas compras e, principalmente, me sinto livre por compreender quais aspectos da minha vida precisam de tratamento. Obrigada por tudo!

  • Não faltam influenciadores hoje em dia, principalmente com o advento da internet. E o pior é que na maioria são futilidades…temos que filtrar muito!

  • Obrigada Patrícia! O artigo acima apenas confirmou minhas expectativas quanto à sua pessoa. De fato, manter essa conduta profissional, e estar disposta a “influenciar” as pessoas de forma positiva, são pontos altos do seu trabalho. Agradeço de coração por todos os ensinamentos. Abraço!

  • Querida Paty, é com muita alegria que estamos chegando ao fim desse desafio e para mim com uma grande vitória, esse desafio me fez ver o quanto gastamos dinheiro com besteira, com inutilidades e pior as vezes gastamos sem ter… pelo simples fato de ver a palavra PROMOÇÃO… os meus olhos brilhavam e eu ia logo ver o que era para comprar e ficar mais uma coisa parada, meu Deus quanta cegueira.. as vezes pedidos tanto a Deus para nos ajudar e nos mostrar a saída e ele mostra, mas continuamos sem agir, sendo que Deus só vai reagir quando eu agir antes, nos queremos que Deus faça por nós aquilo que nós temos que fazer… você fala meu Deus me ajude a pagar essa divida, daí ele te dar condição para pagar, mas você vê uma promoção (enganação) e gasta e ficou como?? mais endividada que antes…na verdade a pessoa fica se enganando e deixando ser enganada, ela diz que e quer pagar as dividas, mas na verdade não quer, porque quem quer luta, se sacrifica e vai em frente, faz o que tem que fazer e o que é certo fazer… e ainda vai querer reclamar com Deus??? não foi ele que mandou você gastar… temos que parar de ser cabeça dura e fazer o que cabe a nos fazer, somente assim Deus poderá nos ajudar. Estou feliz porque aprendi a controlar minhas emoções e penso milhões de vezes se realmente preciso comprar aquilo, ou se preciso me pergunto, mas isso não pode esperar mais um pouco?? realmente preciso agora, já fiquei tanto tempo sem, o que custa esperar mais um mês para ter o dinheiro e comprar a vista. Ter o real controle sobre os meus gastos é extraordinário. Muito obrigada pela sua vida e por suas dicas, as vezes passamos algo na vida justamente para ajudar outras pessoas que estão passando pelo mesmo problema que um dia você passou, o que aprendi e estou aprendendo já estou passando “influenciando” outras pessoas a descobrir a maneira de se libertar desses enganos do mundo. Que Deus te use e inspire a cada dia mais. Um grande bjo. Desculpe-me pelo texto enorme…rsr..

  • Comecei a acompanhar o desafio com 3 dias de atraso, mas li todas as postagens e pude aprender muito com seus textos. O desafio foi um auto conhecimento. Como vc explicou em outras postagens o desafio não é para ficar sem comprar, mas aprender a comprar. Tenho uma lista de umas 03 paginas de coisas que preciso comprar para mim e para minha casa, e acredite essa lista deve ter no minimo 1 ano e nunca diminui, pelo contrario só aumenta. Sigo seu canal e outros relacionados a finanças e nesses quase 30 dias a unica compra que fiz, digamos que não tanto necessária, era mais um desejo pessoal da minha vasta lista, mas com a consciência tranquila, ciente de que não estava fazendo merda com meu dinheiro, afinal comprei algo que queria , que gostaria muito de ter em minha casa mas ate então não tinha comprado pois faltava a grana. Era algo que queria? Sim. Precisava? talvez. Era algo que pudesse pagar? Sim ! Basta saber administrar o dinheiro que gastamos com coisas fúteis para adquirir algo que de fato queremos e nos sera útil.! Foram 30 dias de aprendizado e auto conhecimento! Obrigada pelas suas palavras de ensinamento!

  • Verdade!
    Eu confesso que já sofri muito por comparar a minha vida com a de outras pessoas, principalmente, nas redes sociais! Passei por uma séria crise de ansiedade por achar que só a vida dos outros evoluía e a minha não. Sofria com baixa autoestima e ainda preciso melhorar nesse quesito. Por isso, não estranhe a minha felicidade no comentário do post anterior. Pode ter sido algo simples, mas para mim de grande valor, pois me ajuda a valorizar e reconhecer o que tenho de bom, e não supervalorizar os pontos negativos. Para melhorar, diminuí o acesso as redes sociais e comecei a selecionar o que assistir, ler, seguir…E ter pensamentos críticos. Meu noivo me ajuda muito nesse processo, assim como você. São tipos de pessoas que nos devolvem para nós mesmos.Que nos fazem olhar, considerar e melhorar o que está dentro!
    Obrigada!
    Bjs, linda!

  • Muito, sensata você. Só posta o que vai nos ajudar e não para se exibir. Por isso que a sigo. Muito satisfeita com o seu blog e as suas postagens. Continue assim. Obrigada sempre! Bjs

  • Influenciar para o bem e não se deixar influenciar pelo que parece bem aos olhos dos outros, mas na gente fica péssimo… “Ah é a última moda!”; “Todo mundo faz!”, “Agora pode!”… Quanta frase fora de moda!

  • Verdade… penso muito antes de acompanhar o trabalho de alguém…você está certíssima…em ter todos esses cuidados…
    sempre cancelo quando vejo que o site ou pessoa começa a se mostrar..rs… Também não posto nada que não acrescentem algo de bom para as pessoas e assim também compartilhar noticias ou algo ….

  • Olá Patrícia, acompanho seu blog e recebo por e-mail suas postagens diárias, sempre paro um pouquinho para ler todas elas, porque sei que sempre vem algo bom para enriquecer meus conhecimentos, não somente para receber instruções financeiras mas para a vida, hoje suas palavras mais uma vez me causaram admiração, quanto altruísmo!!
    Nosso mundo esta carente e necessita de mais pessoas assim, que vivam de uma forma benevolente com o próximo, buscando o melhor pra si sem causar danos aos outros.
    E principalmente sem sentir prazer nas adversidades alheias, sem exibicionismo como você mencionou, podemos estar enriquecendo materialmente, mas a falta de amor ao próximo é a maior das pobrezas, triste demais.
    Suas palavras são importantes no meu dia a dia trazendo reflexões que naquele momento eram realmente necessárias. Parabéns pelo seu caráter e profissionalismo, da pra perceber que você o segue sem ferir seus princípios, que você permaneça assim. Beijos

  • Você tem uma postura perfeita! Sempre focada no objetivo do seu trabalho! Parabéns!

  • Entendo bem essa ideia, pois sou professora e sei quanto influenciamos as pessoas.

  • Na maioria das vezes postamos por puro exibicionismo. Com a redes sociais as pessoas querem postar tudo desde a comida até a roupa da marca tal. Sem falar da carencia ao querer muitas curtidas e as vezes ate opinioes. Preciso policiar-me.

  • Patrícia, você falou exatamente tudo o que eu penso sobre as postagens no Instagram hoje em dia! Eu sempre analisei minhas postagens e antes de postar realmente refletia se faria sentido, tanto pra mim, como pros meus seguidores, que mesmo sendo poucos, eu não queria postar por postar e isso tanto no perfil profissional como no pessoal! Obrigada por compartilhar esse pensamento conosco!

  • Patrícia esse post fala exatamente o que eu penso.
    Realmente não há necessidade alguma de exibir Nas redes sociais o que acontece no dia a dia.
    Quanto mais tivermos privacidade, melhor será nossa vida e ficamos sempre livres das energias negativas e julgamentos.

  • Sua postura tem um nome, amor ao próximo. Te agradeço por todo ensinamento.

  • Patrícia, às vésperas do término do desafio Bolsa Blindada, estou super feliz porque pra mim esse desafio começa agora.
    Nesses dias aprendi, sedimentei os ensinamentos aqui postados por você.
    Você não tem ideia do quanto me ajudou nesses dias a pensar por mim, a pensar em mim e a refletir sobre a necessidade ou não do que quero comprar .
    Esse é um desafio pra toda a minha vida.
    Obrigada pelas dicas, pelas cutucadas e pela forma simples como você coloca um tema que a gente muitas vezes não quer entender .
    Vou continuar acompanhando todas as dias diariamente no seu blog.
    👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

  • Gratidão imensa a Deus e a você por tudo que me ensinou até aqui! Sou nova por aqui e vou ter que dar uma boa vasculhada para recuperar o tempo perdido, por não ter entrado antes no seu blog. Aprendi muito e tenho aplicado esse aprendizado. Se eu for escrever tudo o que mudou durante esses 29 dias, o texto ficará enorme, mas deixo aqui algumas coisas que fiz durante o desafio que fizeram a diferença para mim… Me perguntar se realmente preciso adquirir esse produto agora, prestar muita atenção ao que estou sentindo, sendo assim não comprei por estímulos dos meus sentimentos, fui radical, segui a risca o desafio e não comprei nada que fosse realmente necessário, e o que comprei durante o desafio foi para alimentação, segui as dicas da Cozinha Blindada e não houve nenhum tipo de desperdício, sempre jogava alimentos fora porque deixava estragar, usei uma estratégia no começo do desafio que para mim funcionou: quando desejava muito adquirir algo que não precisava, peguei o valor que iria gastar e depositei em minha conta. Tenho muitas outras coisas positivas para dizer, mas como mencionei acima, o texto ficará grande demais.

    Estou feliz com os resultados que alcancei até aqui, com os novos hábitos adquiridos.

    Que Deus abençoe grandemente seu trabalho, sua vida, seus projetos, Patrícia!

    Repito: gratidão imensa a Deus e a você por tudo que ensinou até aqui 🙏💕

  • Patrícia…
    Você é show, obrigada por dividir conosco seus conhecimentos e suas excelentes dicas.
    👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜👜

  • Super concordo!!!! Também sou bem seletiva nas redes sociais, se não me edifica, então não preciso! E também só posto o que creio que vai ajudar de alguma forma.

  • Verdade! Parabéns por continuar agindo de acordo com o que acredita. Muitas pessoas mudam quando começam a receber propostas… E entram na ciranda da enganação…
    E nós, precisamos estar atentas ao nosso foco. Valeu

  • “…meus seguidores se agradam do meu trabalho e não do que faço na vida privada.” Achei perfeito, Patrícia! Faz todo sentido!! A maioria dos blogueiros e Youtubers faz exatamente o oposto, gostam de ser estrelinhas famosas, só querem glamour e tietagem…
    Por isso te admiro e acompanho seu trabalho.
    Que Deus te conserve íntegra, sempre!!!
    E vamos seguir firmes no último dia do desafio😉🤑

  • É muito bom ter ciência do que se posta, algo raro hoje em dia. Parabéns por conseguir colocar limites tão bem entre o seu trabalho e a sua vida privada!

  • Veio muito a calhar o texto de hj pq a primeira coisa que fiz logo cedo, e foi antes de ler o post…rsrsrs, foi chamar a tenção do meu sobrinho (16 anos), postou uma foto no perfil dele no whatsapp, que nao me agradou!! Era tipo um desafio… “Quero ver quem tem coragem de postar” Com uma foto de um casal dançando funk a menina numa posição que vcs devem imaginar… Achei ridiculo aquilo… Falei para tomar cuidado com o que posta, pois pode refletir na imagem dele o que passa para as pessoas… Realmente temos que influenciar e nos deixar ser influenciados com coisas que nos enriqueçam de alguma forma e nao o contrario.
    Este desafio foi muito proveitoso, 30 dias de muitas reflexões e aprendizado!!! Muito obrigada Patricia!!! Que DEUS continue inspirando-a!!! Muitas benção em sua vida!!! Bjs

  • Patrícia, concordo plenamente com seu post! Estou cercada de pessoas que me dizem que “tenho que postar algo”, pois as pessoas “pensam” que não faço nada, que não aproveito a vida, que minha rotina é sem graça, etc etc. Pelo contrário, minha vida é tão intensa que simplesmente não me sobra tempo para postar e muito menos para me preocupar com o que as pessoas acham da minha vida pessoal. Parabéns, Patrícia! Você tem me influenciado para o bem!

  • Boa noite! Concordo com tudo o que e vc escreveu.
    Tenho essa mesma percepção! Já observei na minha pagina do Facebook um detalhe… quando posto uma foto pessoal…qualquer detalhe tipo eu com meu marido ou com minhas filhas(ou seja meu mundo particular), tenho muitos”amigos/as” que curtem…comentam..
    Agora se eu colocar uma mensagem de bom dia ou outro tipo de postagem, os amigos/as são poucos…ou seja, são os verdadeiros…aqueles que realmente me consideram…os demais eu penso que são apenas bisbilhoteiros de plantão.
    Com seu post de hoje, me convenço de que realmente preciso prestar atenção no que vou compartilhar nas redes…sou uma influenciadora …mas preciso influenciar para o bem!!!!
    Obrigada, bjs

  • Por isso eu amo consumir seus conteúdos Paty, pois é objetiva em compartilhar o que realmente interessa. Não posta a cada minuto fotos pessoais em vários lugares, em várias poses diferentes, fazendo caras e bocas e na legenda coloca um conteúdo sobre finanças que nada condiz com a foto 🙄. Tem muitos que até tem um conteúdo bacana, mas a forma que fazem se torna cansativo. Ultimamente tenho ouvido muitos podcasts de resumo de livros, e um bacana foi do livro “Hackeando Tudo” do autor Raiam Santos que fala sobre coisas e pessoas que hackeiam nossa vida, ou seja, que nos sugam, tomam nosso tempo e energia. E as redes sociais é uma delas. Como aprendi nos primeiros desafios a colocar em prática aquilo que aprendo e não deixar para “segunda-feira” ou “mês que vem”, agí logo. Excluí alguns contatos, silenciei quase todas as pessoas e estou seguindo apenas àqueles que acrescentam em minha vida que são equilibrados na frequência de postagens. Resultado: mente mais tranquila, não fico sabendo da vida dos outros, e tenho tempo para fazer o que realmente importa sem ter que abandonar de vez as redes sociais novamente rsrsrs… Quanto a minha parte como influenciadora, deletei algumas fotos minhas e raramente posto algo. Quando resolvo postar me questiono antes qual é o meu objetivo, motivo, quem quero que veja, se é relevante ou não e se não irei me arrepender depois. Quando colhemos os bons frutos da mudança se torna prazeroso a busca constante por melhoria e mais prazeroso ainda é ser exemplo, ter experiência para ajudar os outros 😍❤️🤗.

    • Muito interessante, Ligia! Obrigada por compartilhar o tema do livro, me pareceu muito pertinente mesmo. Bjs

  • Muito sabia a sua posição, Patrícia! Por esse e outros motivos sou sua seguidora! Você é uma boa influência e como tudo que é bom a gente compartilha…..estou sempre passando a diante o que aprendo aqui! Parabéns pela mulher sábia que você é! Deus te abençoe 😚

  • Bom dia !Paty hoje em dia analiso muito bem quem eu sigo ,o que acompanho e vejo ,somos bombardeadas diariamente por ,ideias de consumo desnecessários ,por celebridades que estão ganham e muito para fazer propagandas de produtos ,inúteis que não ajudam em nada ,eu acredito que todas nos já fomos “enganadas” por propagandas assim ,tudo por conta da influencia, hoje percebo que vamos amadurecendo ,e vendo que nem tudo que brilha e ouro ,muitos chamam estranhos para dentro da sua casa ,mostrando tudo que tem ,horário dos filhos, a escola que estudam ,quando marido da algum presente ,tudo e motivo para mostrar e se exibir ,depois reclamam de exibição ,que todos estão se metendo na vida delas ,e bla bla ,todos os dias vem na minha cabeça a palavra discrição ,a discrição e tudo na vida de qualquer pessoa, quem fala muito da bom dia a cavalo ,vejo que hoje em dia ,muitos usam a internet ,como julgadores, por pura influencia de terceiros , se metem em brigas sem sentidos que não tinha nenhum tipo de participação .

  • Os bons exemplos são para serem copiados pois transmite-nos paz, prazer e sabedoria. Quando começamos a descobrir isso não perdemos mas tempo com futilidades.

  • Paty, você me inspira, que responsabilidade conosco, suas seguidoras, não acetiando fazer porpaganda do que não é bom.
    E esta coisa de influência agente nem percebe mas fica gravado na mente, agora não estou lembrada onde li sobre isso e quando li, mas parei de seguir um monte de gente no instagram, Tem muita coisa que não vale a pena, só trabalha a ansiedade, ainda mais gera uma comparação, não quero mais comparar minha vida com a de ninguém. Nem com finanças ou corpo.
    Bjos

    • Hoje mesmo recusei uma proposta de divulgar consórcio de festa de casamento. E não me arrependo de forma alguma! Bjs

  • Por que você postaria? Aquilo vai ajudar alguém ou é pura exibição?

    Não compre o que não precisa por influência dos outros, mas também não influencie outros a consumirem à toa.

    Escolha sempre influenciar para o bem!

    Um dos desafios que mais me fez pensar.

  • olá Paty,
    e é está credibilidade que você tem , acreditamos em você quando indica algo
    logo penso se ela ta falando é porque não é roubada…rsrsrsrs

    abraço que Deus continue te abençoando .

  • Eu procuro ter este cuidado de postar somente o que vai ajudar alguém ou alegrar como o post que a senhora colocou: ” Não seja derrotado. Seja como um boleto, porque o boleto sempre vence” =P =P

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *