Você deve ter muito cuidado com o que ouve e, principalmente, com o que deixa entrar em sua cabeça. Fale news, boatos e trambiques estão por toda parte. Cuidado!

 

Cuidado com o que ouve

Embora muitas de vocês sigam o blog há bastante tempo, sempre estamos recebendo pessoas novas.

Por isso, vira e mexe trazemos assuntos que já foram discutidos aqui.

Como esse de tomar muito cuidado com o que você ouve, afinal, quase todo mundo que entra em frias financeiras diz algo como:

  • Fiz isso, mas foi porque ouvi dizer que era uma boa”
  • Me disseram que o empréstimo era barato e cabia no bolso
  • Ouvi que é melhor ter uma dívida só, então fiz mais um consignado
  • Um amigo disse que era seguro, por isso, acreditei

Nesse sentido, fico imaginando o seguinte:

Se Deus tivesse dado cabeça apenas para alguns e dito aos outros que se consultassem com quem tem, diriam que Ele é injusto.

Mas do que adiantou dar uma cabeça para cada um se as pessoas insistem em se guiar pela dos outros?

Mesmo que você tenha dúvidas e não saiba o que fazer, isso não significa que deva “desligar” a sua cabeça.

Pelo contrário, é aí que você deve ficar mais alerta ainda para aprender o que não sabe!

 

Para existir é preciso pensar

No momento em que você coloca a sua cabeça para pensar, fica muito mais difícil dos espertalhões lhe enganarem.

Por exemplo: hoje fiquei indignada (mais uma vez) com o relato de uma seguidora.

Ela me escreveu meses atrás por causa de uma dívida no cartão que alegava não ter dinheiro para pagar.

Apesar de que aqui está cheio de posts sobre isso, as pessoas querem atendimento personalizado para nem sequer terem o trabalho de procurar…

Mas o caso nem é esse… A questão é que nesse meio tempo, ela se cadastrou em uma companhia aérea para comprar passagens (de avião) parceladas.

Comprou uma passagem (mesmo sabendo que NÃO iria viajar) e viu que tinha juros absurdos.

Teve de se virar para cancelar e, apesar de terem dito que foi cancelada, ela ainda recebe cobranças.

E, por fim, hoje me escreve para dizer que pagou quase 500 reais para fazer um cadastro para obter “crédito para negativados”.

Ela está desempregada? Não!

É real que ela não tem dinheiro para quitar o cartão? Não! Afinal, ela pagou 490 reais apenas para fazer um cadastro.

Ela aprendeu que gastar o que não pode causa problemas? Não!

É que ela ouviu dizer que pegar mais dinheiro para pagar tudo o que deve (o que demonstra que ela tem mais dívidas do que o cartão) seria melhor porque ela ficaria com uma dívida só.

E a minha pergunta é: qual é a diferença?

Ter uma dívida de 6 mil em vez de três dívidas de 2 mil faz alguma diferença?

O que isso melhora a situação de alguém?

Mas assim caminha a humanidade…

Sem raciocinar, sem pensar, sempre achando que o outro deve saber mais, como se não tivessem cabeça!

É gente que deve para A, não paga, mas aceita pagar para B e depois “percebe” que pagou a empresa errada, ou seja, foi enganado!

São pessoas que dizem que não têm condições financeiras, mas estão, neste momento, com a casa cheia de ovos de Páscoa e um monte de sobra de comida de domingo que amanhã irá para o lixo.

Afinal, elas ouviram dizer que na Páscoa é preciso comprar ovos e fazer um tremendo almoço com peixe (a preço de ouro) e muita fartura.

O detalhe é que confundem fartura com desperdício e, com isso, somam mais uma dívida a pagar.

Mais uma vez vou repetir aqui: não se guie pela cabeça dos outros, pelas “tradições” e pela mídia.

Afinal, quem vai ficar com as contas para pagar é você.

Pense com a sua cabeça!   

 

VEJA OS DESAFIOS ANTERIORES!

DIA 01 – Desafio 30 dias sem compras – Começa aqui!

Dia 02 – Vença os obstáculos invisíveis

Dia 03 – Vença as lutas visíveis

Dia 04 – Vença as vergonhas financeiras

Dia 05 – Não é uma resposta completa

Dia 06 – Defina um objetivo e as lutas virão!

Dia 07 – Critérios para compras durante o Desafio

Dia 08 – A onda do empoderamento desempoderado

Dia 09 – Cuidado com as compras via internet

Dia 10 – Você foi programada para ser pobre

Dia 11 – Não te entendo, te ofendo

Dia 12 – Autoconhecimento é a palavra-chave para o sucesso

Dia 13 – Ilusão, fantasia e perda de dinheiro

Dia 14 – Viver sem crédito

Dia 15 – Fundo do poço para despertar

Dia 16 – Na seleção natural só ficam os fortes

Dia 17 – Projeção financeira, como fazer a sua

Dia 18 – Assuma suas responsabilidades

Dia 19 – Perseverar para vencer

Dia 20 – A melhor forma de aprender

Dia 21 – Não cresço e não deixo você crescer

Dia 22 – o problema não é o salário mau uso

Dia 23 – Muito mais do que ficar sem comprar

Dia 24 – Dias de decisões

Dia 25 – Condições para ter sucesso

Dia 26 – Recupere o tempo perdido

VÁ PARA O PRÓXIMO DESAFIO!

Dia 28 – Nada muda se você não mudar

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

 

Nos vemos amanhã!

 

Jornalista, especialista em finanças, autora de 5 best-selleres, colaboradora dos programas Mulheres (TV Gazeta) e Escola do Amor (Record TV). Colunista do portal R7 e youtuber.

  • Eu já me dei mal também. Mas aprendi a lição. No caso foi pra conseguir apartamentos populares. Tinha que pagar uma taxa pra ter uma “preferência” na lista de espera e já era “garantido” que ia receber. Nunca mais vi a pessoa, nunca saiu apartamento e muito menos meu dinheiro de volta. Mas o pior é que muita gente “caiu” nesse golpe. Na ânsia da oportunidade de terem a tão sonhada casa própria acabam se submetendo a esse tipo de situação. Então está tudo errado. Me arrependi amargamente, pedi muito perdão a Deus por ter feito isso e nunca mais voltarei a cometer esse erro.

    • São as “pequenas” corrupções do dia a dia que saem muito caro, e não é só no bolso. Fico feliz por vc ter aprendido a lição! 😀

  • Uau, disse tudo. E é claro que muitas vezes as pessoas ficam chateadas quando vc pensa e não faz o que acham que vc deveria fazer como seu dinheiro, pq vc não pensou com a cabeça delas, rs…Ótimas dicas, obrigada.

  • Nossa pura verdade…difícil é eu ver isso acontecendo me dá uma vontade de falar que só….rsrs melhor cuidar da minha vida….
    e não esquecer os ensinamentos da Patrícia…..

  • Olá! Aprendi tanto que anoto as minhas contas com valores acima do real, gasto só o necessário, guardo as moedas(que antes se livrava gastando as), trabalho e sou aposentado. O dinheiro do FGTS deposito em uma conta poupança. Estou indo muito bem. Obrigado! Deus te abençoe sempre.

  • a cada dia te admiro mais! Você é muito centrada, realista, “pé-no-chão”… Vai de encontro a muitas coisas que penso.
    No momento não tenho dívidas. Comprei 2 quilos de chocolate e fiz ovos/corações recheados de brigadeiro para minhas sobrinhas, filhas e enteado: só elogios! Comprei 3 barras do chocolate favorito da minha mãe, ela ficou super feliz. Todos ficaram felizes e com menos de 40 reais presenteei 7 pessoas.
    Fizemos um churrasco pra família de casa no domingo, as sobras foram a marmita de ontem.
    À noite fomos á igreja cultuar e agradecer ao verdadeiro motivo da celebração.
    Podem me chamar de pão dura, estou muito bem assim rs.

  • Parece ser moda gastar mais do que se tem e dizer por aí< "sou consumista mesmo".

  • Aprendendo de verdade! 👏👏👏👏 Deus continue te abençoando Patrícia.

  • Se o ser humano soubesse o quanto pensar é essencial e, ainda por cima, de graça, muitas vidas seriam transformadas para melhor! Não agiriam no impulso e não causariam tanto estrago na própria vida e no próprio bolso!
    “Penso, logo existo”!

  • É verdade. E além de ir pelo pensamento dos outros muitas pessoas agem pelo sentimento e pela emoção.. quando tem um problema ficam logo desesperadas e acabam não pensando e assim tomando decisões erradas uma atrás da outra. Parar pra pensar sempre funciona.
    😘

  • Acontece muito. E além de ir pelo pensamento dos outros muitas pessoas agem pelo sentimento e pela emoção.. quando tem um problema ficam logo desesperadas e acabam não pensando e assim tomando decisões erradas uma atrás da outra. Parar pra pensar sempre funciona.

  • Aí as coisas continuam dando errado e a pessoa não sabe porque. Ouviu dizer alguma coisa mas nem se propôs a estudar, verificar se a informação está correta e completa…. Quando não se procura buscar o conhecimento, o corpo padece e o bolso também.

  • Teve uma época, acho que em 2017, que eu tinha feito dois empréstimos no cheque especial e entrei em contato com o banco apenas para solicitar a senha eletrônica do meu cartão, nada além disso. O atendente verificou minha conta e propôs que eu fizesse mais um empréstimo para pagar os outros dois (detalhe, não estavam atrasados). Mas ouvi a proposta pacientemente, ele fez as contas dele, passou valores, usou termos técnicos que eu não entendia muito bem, mas como eu não havia calculado nada, e se eu quisesse fazer o que ele havia indicado eu poderia fazer pelo site sem nenhuma dificuldade, então eu recusei para analisar melhor com mais tempo depois. Só foi falar NÃO que a conversa mudou. Ele começou a insistir ao ponto de usar o tom de ameaça que talvez eu não teria mais o crédito depois para fazer esse tipo de transação e não sei mais o que. Eu fiquei uma arara com a falta de respeito a minha decisão e ficou claro pelo comportamento que ele queria me colocar em uma fria 😡😤. Não me recordo se eu desliguei ou se foi ele, e se reportei ao banco esse atendimento (talvez tenha feito isso). Mas desde então não tolero insistências de nenhum atendente mais. ✔️Lição que fica: quando alguém não lhe deixa pensar para tomar uma decisão, não lhe dá o tempo que você necessita, saia fora urgente que isso é sinal suficiente de latada. Melhor perder a “oportunidade” consciente do que entrar numa roubada inconsciente. E não se deixe levar pelos termos técnicos dos outros que você não entende. Se você não sabe, pergunte, se mesmo assim não entendeu, não aceite, porque no final quem vai pagar a conta é você e não a pessoa que tem a boa lábia.

  • Oi Paty,

    Já dizia o antigo ditado..
    Onde a cabeça não pensa, o corpo (e o bolso kkk ) padecem !
    Como é bom ter dúvidas e melhor ainda saber onde procurar as respostas e tomar suas próprias decisões.
    Obrigada por todo ensinamento…

  • Claro… afinal Deus deu capacidade para cada um pensar por si próprio, ainda bem hahaha!

  • Muito bom!! Você é super pé no chão. Tenho aprendido muito com você. Já li seu livro “Bolsa Blindada ” . Me identifiquei bastante. Agora quero ler o “Virada Financeira”.
    Beijos. Deus te abençoe, Pati😉♥️

  • Seus ensinamentos tem feito uma enorme diferença em minha vida. Infelizmente ainda vou ficar pagando por erros do passado por um tempo.
    Atribuo esses erros a ansiedade, mas sobretudo a falta de Deus em minha vida. Não estou dizendo que ele me virou as costas, eu acreditava, tinha fé, não fazia mal ao próximo, tinha empatia, enfim era uma boa pessoa. Mas me faltava Deus de verdade, pra valer…
    Fui a várias igrejas diferentes e não encontrei nelas o que eu procurava, queria entender a Bíblia, aprender o que realmente Deus nos ensinou, queria aprender a trazer todos os Seus ensinamentos aos dias de hoje, mas não encontrei isso em nenhuma igreja, e continuei fazendo minhas orações em casa, sem aprender o mais importante.
    Até que, a má administração do dinheiro me levou até o seu livro, e depois ao blog, e depois aos outros livros. E para minha grata surpresa, encontrei mais do que educação financeira, encontrei Deus, e a explicação de passagens bíblicas da forma que sempre procurei encontrar.
    Como sou grata a você por isso, não sabe o bem que me fez, o quanto me ensinou e me ajudou.
    Fiquei tão encantada pela forma de você falar de Deus, que procurei saber de qual Igreja você faz parte, porque é exatamente isso que eu procuro há tanto tempo.
    Saiba que o seu trabalho faz diferença e impacta a vida das pessoas de maneira única, é inspiradora e um exemplo a ser seguido. Muito obrigada. 😉

    • Esse é o objetivo maior de todo o nosso trabalho. Fico muito feliz pelo seu relato ❤️❤️❤️

  • Isso é bem verdade… Tem sido um bom exercício analisar cada decisão financeira, cada compra que realizamos…e é simples assim… PENSAR! como você diz. As, instituições financeiras preparam essas pessoas para enganar, se nos mostramos vulneráveis e aceitamos qualquer coisa, caímos direitinho… e ficamos na mão deles por anos.
    Parabéns pelo serviço que você presta com seu trabalho.

  • Aprendendo muito e me divertindo com sua aversão a ovos de Páscoa!! 😂😂😂

  • Pode ter certeza… O símbolo desse desafio será o ovo de Páscoa!😅
    Nunca será visto por nós da mesma maneira!
    Até os dons Deus nos deu para multiplicarmos e não estagna-los.😉

  • Patrícia você realmente me ajudou, hoje eu entendo que não se deve contar nossos planos para as pessoas, porque faz muita diferença e estou sentindo isso na pele. Tendo sucesso graças suas dicas de ouro e principalmente, colocando-as em prática. E agora mais essa, sabe aquelas coisas que você precisava ler, escutar ou ver para tomar uma decisão importante? Pois é, esse dia foi hoje, neste momento, é um dia desses. Obrigada, muito obrigada por essa postagem!

  • Ahhh que maravilha, depois deste desafio não sou mas a mesma pessoa com certeza: mais sábia, mais racional, mas consciente…! Maning nice =muito bom.

  • Ótima reflexão!

    Ontem me peguei em um site olhando calçados e cobiçando vários deles rsrs (quando na verdade eu preciso só de um tênis branco – mas não comprei ainda), foi quando eu tive um estalo na cabeça: estar nesse site me induz ao consumismo! Imediatamente saí do site e acessei o blog com o objetivo de ocupar minha mente com educação financeira e não consumismo.

  • Verdade! Devemos ter críticos com relação a tudo! Aos que os outros no dizem e aos nossos próprios pensamentos quando eles são errados, influenciados pelos outros. Nossa mente toma muitas mentiras como verdade!

  • Olá boa tarde.
    Estou lendo seu post hoje e gostaria de participar do desafio.
    É só seguir a lista de desafios que já foram postados?
    Grande abraço.

  • Paty,
    Estou adorando este desafio, as vezes me pego olhando alguns sites, aí penso, não preciso disto, imediatamente mudo o foco. Atualmente não tenho dividas,mas quero fazer uma viagem e preciso fazer uma economia.
    Obrigada pelos ensinamentos.

  • Boa tarde!
    Excelente reflexão hj… pensar com a nossa própria cabeça, não ouvir as falas fakes, cada dia que passa aprendendo mais…isso é maravilhoso…obrigada! Bjs

  • Pertinente demais essa mensagem. Conheço várias pessoas assim. Já fui uma dessas, comprar por que é tradição, para não ser a única “estraga prazeres” , para aparentar poder, etc. Graças a Deus caí na real e hoje, depois de tantos erros, desempregada por quase 3 anos, enfim estou aprendendo. Parabéns. Amando seu blog, vídeos no YouTube e breve comprarei os livros. Bjs.

  • Como a educação financeira impacta em nossas vidas. Deveria ser obrigatório ter no currículo escolar, com certeza nosso Pais seria muito melhor para se viver!! Patricia tenho aprendido muito com seus videos, posts, com esse desafio então!!! Que maravilha!!! Cada dia uma rica reflexão e comentários extraordinários de pessoas que estão em busca do mesmo objetivo, compartilhando experiencias que nos servem de lições de vida também. Hoje em dia os videos que mais gosto de ver são sobre educação financeira, pois nos abrem a mente para uma vida mais controlada em todos os aspectos!!! E em breve quero ler seus livros… Muito obrigada!!!

  • Quando a cabeça não pensa, o corpo padece, a alma se aflige e o bolso empobrece.

  • Excelente! Já entrei em muita roubada, não só de vendedores, mas escutando pessoas próximas também.

  • Fiz a minha lista, amei o tanto de aprendizado guardado aqui.
    E a frase deste post: fartura e desperdício são coisa bem diferentes…

  • Ontem fui conhecer um mercado atacadista recente. E escolhendo os produtos percebi um diferencial de preço para uma etiqueta. Dava a entender que era um cadastro de fidelidade que dá desconto, MAS LENDO BEM O PANFLETO, era um cadastro para cartão de crédito. E calculando bem… como quase não passo pelo local daquele mercado o pagamento da anuidade sairia mais caro do que eu conseguiria de descontos. Não valeria a pena. Sem contar o risco de me enrolar em juros de crédito que já aprendemos aqui.

  • Na minha cultura cabo verdiana, as pessoas fazem muito comida, enchem o armário de comida e geladeira também, depois tem que jogar um monte de comida fora. Já os holandeses não, eles compram só a comida que vão comer por dia, e também em quantia que só dá para os que moram na casa, se vai vir visita, tem que avisar se não não vai ter suficiente. Eu vi que isso de encher o armario e a geladeira é um orgulho, é tipo mostrar que está bem e que não falta nada. Eu estou aprendendo com a sra Patricia, de não comprar mais do que é preciso para não ter desperdício. Eu notei que quando a minha familia vem me visitar e veem a minha gelareira quaze vazia, eu me sinto envergonhada, mas estou aprendendo que não à nada de me envergonhar, porque estou economizando algo que ía ser desperdiçado.

    • Nós devemos nos envergonhar de jogar comida fora com tantas pessoas morrendo de fome. Siga os holandeses!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *