Verão 2016 sem desblindar a bolsa

As tendências para o verão estão muito legais e dá para andar na moda sem gastar rios de dinheiro. Pesquisei algumas tendências para que você saiba em quais vale a pena investir. 

Fui pesquisar um pouco sobre o que vem por aí e gostei muito do que vi, com algumas poucas exceções. Uma boa referência é a chiquérrima Gloria Kalil, por isso fui buscar neste post quais destaques ela trouxe do SPFW.

Cores – Tudo bem claro (muito branco, cru, cores pastel) e uma surpresa: marrons!

As peças que valem a pena investir são as mais atemporais, ou seja, as que poderão ser usadas nos verões seguintes, como o primeiro vestido branco (Samuel Cirnansck). Mas os outros modelos também não marcam muito a época, então dá para arriscar sem ter que abandonar a peça no meio do ano. Adorei o fato de ter marrom, pois combina com tudo e é uma cor que, apesar de não ter muitas peças, gosto bastante.

Vestidinhos – Estilo anos 60, em formato A.

Eu ameeeeeeiiii todos 10 vezes cada um, só que tem um detalhe: eu sou baixinha e esse tipo de vestido me deixa achatada, parecendo que sou mais baixinha ainda. Apesar de achar lindo, eu fujo desses modelos e prefiro os acinturados. Mas para quem é mais alta (ou normal! rs…rs…) e precisa esconder uns quilinhos ele é nota 10.

Texturas e aplicações 3D

Maravilhoooooosos! Mas devemos ter cautela com esses aqui, pois além de serem peças mais caras – por exigirem um trabalho mais artesanal – são mais marcantes. Repetir esse tipo de roupa é sempre mais difícil, mas quer saber? Eu não ligo! O comprimento do look marrom é o que mais gosto, pois é elegante sem deixar de ser moderno. O cumprimento do da PatBo eu já acho revelador demais, mas o vestido é, sem dúvida, lindo!

Sobreposições

Gosto muito de sobreposições, mas também devemos ter cuidado, pois não fica bem para todo mundo. Quanto mais roupas colocamos, maiores ficamos, logo, as mais cheinhas precisam ter cautela e preferir cores mais escuras. Eu amei os 3 looks e repetiria um milhão de vezes cada! 😀

Recortes – aberturas na altura da cintura

Particularmente essa tendência não faz a minha cabeça. Não gosto de abertura nas roupas, a não ser que seja um pequeno detalhe nas costas. O primeiro look, tomara-que-caia eu não uso. Quando adolescente até comprei uma blusinha TQC, mas não consegui usar. Ou eu tinha que colocar um casaquinho por cima ou acabava tirando. Não gosto por também achar revelador demais. A abertura na cintura e a fenda lateral também não acho legais. Pode parecer careta demais, mas eu acho que o que não está à venda não deve ser exposto na vitrine. O vestido Colcci é lindo e eu até usaria mandando a costureira colocar um tecido para cobrir os vazados!

Renda – ela vem com tudo!

Apesar de as tendências apontarem a renda como o tecido do próximo verão, eu acho que ela nunca deve sair do nosso guarda-roupa. Eu nem era muito fã, mas depois que aprendi o quanto valoriza um look feminino comecei a investir. Para evitar a transparência vale uma segunda pele ou optar por peças forradas, assim elas permanecerão muito tempo com você. E, claro, muito cuidado ao lavar. Não me inventa de por na máquina!

Calças – tem para todo gosto!

Mais uma vez você deve pensar em investir no que fica bem para o seu tipo físico. É incrível como eu gosto de tudo que NÃO fica bem para mim, como calças curtas, por exemplo… rs…rs… Elas me deixar com “menos perna” e por isso devo fugir delas. Apesar de gostar muito, não compro porque vai ficar encostada. E o que é esse look da Gloria Coelho? Morri!

Laços

Eu amo laços, mas acabo de me dar conta que quase nunca uso! Para resolver esse “problema”, já que nunca compro roupas com laços, vou comprar tecidos avulsos e fazer meus próprios laços para usar em roupas que já tenho. Dica mais que blindada! 😀

Para terminar, dica para quem comprar peças mais datadas.

Se você quer porque quer comprar aquele tipo de roupa que vai demonstrar logo que é da época X, uma dica para não perder muito é o seguinte: assim que a estação terminar, coloque para vender em um desses sites de usados como o Enjoei (eu tenho uma lojinha lá, veja aqui!). Você consegue recuperar uma parte do investimento e usa no que quiser 😀

Gostou das dicas? Lembrando que eu não sou expert em moda (looooooonge disso!). A ideia aqui é dar dicas para que você tenha um guarda-roupa bem abastecido sem desabastecer a bolsa!

E falando em abastecer, que tal você abastecer seu conhecimento no nosso workshop. É a vez do Rio de Janeiro!

banner-workshop-bolsa-blindada

Workshop Gestão Profissional e Financeira – Rio de Janeiro

Patricia Lages e Shana Wajntraub. Vagas limitadas! Serão 4 horas de muito aprendizado com dinâmicas e exercícios práticos. Inscreva-se já!

Para informações e inscrições, clique aqui!

Nos vemos por aqui ou na Cidade Maravilhosa!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Moda
  • Gezane Santos de Almeida diz:

    Bom dia Paty!! Me divirto com VC de verdade!! Eu amo moda, mas gosto de usar o que eu gosto, não o que ela quer mandar. Rsrsrs.Quando compro hoje, vejo se dar para usar essa peça mais vzs e que seja elegante e combine com meu jeito!! Gosto demais de suas publicações!!! Bjs e bom dia!!

  • Cidalia -Tunisia( Africa do Norte) diz:

    Olá Querida,
    Muito lindo e para todos os gostos e corpos.
    Mulher que se presa ama mesmo este post!!! Rsss
    Eu quero um conjunto como a Gloria Coelho senão eu morro !!!!
    Mas que bom nós aqui estamos a começar o inverno e também é uma delicia esta mudança de estação, Deus tem de tudo para todos.

    Um bom final de semana
    Cidalia

  • Marcia Diniz diz:

    Estou amando receber seus posts, e estou lendo o seu livro Bolsa Blindada e não vejo a hora de terminar e comprar o Bolsa Blindada 2.
    Já estou aplicando algumas coisas na minha vida, como comprei uns produtinhos para o rosto e estou economizando na manicure, para compensar as despesas. Que Deus abençoe a sua vida!

  • Sandra Souza diz:

    Querida Patricia,

    Eu sou do tipo que curte o clássico! Ou seja, o clássico nunca sai de moda.
    Eu li seu livro e de vez em quando releio trechos…
    Uma dica de me marcou muito e sempre que estou numa encruzilhada de decisões quanto ao consumo supérfluo, é a sua referencia à Gorete que sua avó disse: -Por isso eu sou rica e você é pobre!
    mo andar bem vestida.
    Eu costuro minhas próprias roupas e nunca encontro ninguém com um look igual ao meu. Tudo meu é exclusivo. Eu amo tecidos nobres e roupas com cortes sob medida e forradas. Sempre compro tecido em ponta de estoque com estampas que não encontraremos penduradas por aí. Invisto em duas ou três peças que posso intercalar no meu dia a dia tanto em reuniões de trabalho como nos compromissos na igreja e eventos sociais. Jamais comprei aquelas roupas que ficam enfileiradas em araras em centenas iguais. A não ser aquela peça unica, que tem só aquele tamanho ( meu por acaso) e não poderia a ver trocas e está a preço de pechincha… Mas eu me descobri blindete porque sempre vou a loja de tecidos( na minha cidade só tem 2 lojas de tecidos!) e tem uma banca que é renovada diariamente. E sempre trago um tecido que não pode comprar a metragem que voce deseja e sim a sobra que tem e as vezes dá 1metro e 90cm outras dá 4 metros, tem tecido que tem umas manchinhas, outras um rasgado, mas quem conhece tecidos nobre, arrasto e não solto, pois é um achado e tanto!
    No mês passado, achei um peça com 4 metros de linho laranja que estava custando 3.99 cada metro e paguei menos de 16 reais na peça toda. Na hora alguem me perguntou o que faria com tanto tecido laranja, uma cor ingrata na moda. Pensei, estamos na primavera/verão, laranja cai bem no sol. Mas não tinha nada em mente. Esse tecido de linho custa na peça R$45.00 o metro. E como acabei de me formar no Godllywood, estou no Grupo Rute e para minha surpresa ( não sabia!) a cor do meu grupo é Laranja!
    Fiquei tão feliz!
    Eu disse para minhas amigas: – Toda Blindete tem seus dias de Diva! Depois que decidi ser Blindete, meus instintos afloraram para bons investimentos não apenas no dia adia, mas na minha imagem como mulher. Tenho adquirido sapatos de marcas, e couro legitimo, em verdadeiras pontas de estoque. E todas as minhas amigas babam pelos meus sapatos e eu ainda digo:-Promoção e fim de linha, pois foi da coleção passada!
    Vejo que elas só compram o que está na vitrine e nos manequins montados. Não sabem garimpar lá no fundinho das promoções. Acho que pode ser vergonha.Detalhe que, eu não uso cartão de credito e não tenho nada a pagar. Compro a vista e ao meu gosto. Até o meu vestido da formatura do Godllywwod foi eu que fiz em renda guipure e musselina. Uma bagatela.
    Apesar desses 50 anos completos, tenho orgulho em dizer que o Bolsa Blindada fica na minha cabeceira e sou blindete. Acompanho o blog por email, pois você posta de madrugada e acho que sou uma das primeira a ler.
    Sigo mesmo.
    Sou Blindete sim.
    Só não vou participar do Workshop no Rio porque já tenho evento nesta data.
    Mas saiba que seria bom recebe-la aqui em Rio das Ostras, Região dos Lagos do RJ.
    Te desejo sucesso!
    Bjos.
    Sandra Souza
    Rio das Ostras/RJ

  • Sandra Souza diz:

    Querida Patricia,

    Eu sou do tipo que curte o clássico! Ou seja, o clássico nunca sai de moda.
    Eu li seu livro e de vez em quando releio trechos…
    Uma dica de me marcou muito e sempre que estou numa encruzilhada de decisões quanto ao consumo supérfluo, é a sua referencia à Gorete que sua avó disse: -Por isso eu sou rica e você é pobre!
    mo andar bem vestida.
    Eu costuro minhas próprias roupas e nunca encontro ninguém com um look igual ao meu. Tudo meu é exclusivo. Eu amo tecidos nobres e roupas com cortes sob medida e forradas. Sempre compro tecido em ponta de estoque com estampas que não encontraremos penduradas por aí. Invisto em duas ou três peças que posso intercalar no meu dia a dia tanto em reuniões de trabalho como nos compromissos na igreja e eventos sociais. Jamais comprei aquelas roupas que ficam enfileiradas em araras em centenas iguais. A não ser aquela peça unica, que tem só aquele tamanho ( meu por acaso) e não poderia a ver trocas e está a preço de pechincha… Mas eu me descobri blindete porque sempre vou a loja de tecidos( na minha cidade só tem 2 lojas de tecidos!) e tem uma banca que é renovada diariamente. E sempre trago um tecido que não pode comprar a metragem que voce deseja e sim a sobra que tem e as vezes dá 1metro e 90cm outras dá 4 metros, tem tecido que tem umas manchinhas, outras um rasgado, mas quem conhece tecidos nobre, arrasto e não solto, pois é um achado e tanto!
    No mês passado, achei um peça com 4 metros de linho laranja que estava custando 3.99 cada metro e paguei menos de 16 reais na peça toda. Na hora alguem me perguntou o que faria com tanto tecido laranja, uma cor ingrata na moda. Pensei, estamos na primavera/verão, laranja cai bem no sol. Mas não tinha nada em mente. Esse tecido de linho custa na peça R$45.00 o metro. E como acabei de me formar no Godllywood, estou no Grupo Rute e para minha surpresa ( não sabia!) a cor do meu grupo é Laranja!
    Fiquei tão feliz!
    Eu disse para minhas amigas: – Toda Blindete tem seus dias de Diva! Depois que decidi ser Blindete, meus instintos afloraram para bons investimentos não apenas no dia adia, mas na minha imagem como mulher. Tenho adquirido sapatos de marcas, e couro legitimo, em verdadeiras pontas de estoque. E todas as minhas amigas babam pelos meus sapatos e eu ainda digo:-Promoção e fim de linha, pois foi da coleção passada!
    Vejo que elas só compram o que está na vitrine e nos manequins montados. Não sabem garimpar lá no fundinho das promoções. Acho que pode ser vergonha.Detalhe que, eu não uso cartão de credito e não tenho nada a pagar. Compro a vista e ao meu gosto. Até o meu vestido da formatura do Godllywwod foi eu que fiz em renda guipure e musselina. Uma bagatela.
    Apesar desses 50 anos completos, tenho orgulho em dizer que o Bolsa Blindada fica na minha cabeceira e sou blindete. Acompanho o blog por email, pois você posta de madrugada e acho que sou uma das primeira a ler.
    Sigo mesmo.
    Sou Blindete sim.
    Só não vou participar do Workshop no Rio porque já tenho evento nesta data.
    Mas saiba que seria bom recebe-la para uma palestra aqui em Rio das Ostras, Região dos Lagos do RJ.
    Te desejo sucesso!
    Bjos.
    Sandra Souza
    Rio das Ostras/RJ

  • Jarlenys Dias diz:

    Olá, Paty.
    Não acredito! A Paty fez que eu avivasse as minhas memórias.
    Antes, eu era apaixonada pelas tendências da moda e inspirava nelas nos meus desenhos com intuito de desenvolver a minha criatividade. Aprendi muito no tempo do curso de design de moda. Agora, estou enferrujada como se eu nunca tivesse formada. Uma vergonha!
    Cometi um erro gravíssimo: parei de desenhar para olhar os trabalhos dos outros que já se tornaram designers de sucesso.
    Até uma esposa de pastor admirou os meus desenhos e disse que eu serei uma estilista famosa. Me aconselhou em continuar desenvolver as minhas capacidades com direção de Deus e não perder tempo olhando o sucesso dos outros.

    Muito obrigada!
    Que Deus a abençoe em tudo que é e faz.
    Beijinhos blindados

  • Ida diz:

    Muito legal Paty, como sempre tuas dicas arrasam. Beijos mil!

    • Patrícia Lages diz:

      Obrigada! 🙂

  • Regina diz:

    Boa tarde Patrícia. Sou admiradora do seu trabalho. Gostaria de saber quando terá outro workshop sobre gestao financeira e profissional. Grata por compartilhar seus conhecimentos.

    • Patrícia Lages diz:

      Creio que em janeiro já teremos o primeiro de 2015 aqui em SP e online para todo Brasil. Fique ligada aqui no blog que postaremos assim que fecharmos uma nova turma. Bjs!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: