Respeito vem de berço

Ando muito indignada com a espécie humana ultimamente. Às vezes fico bege. Outras vezes fico azul-avatar! Mas, em vez de reclamar, quero aproveitar uma coisa absurda que aconteceu para propor uma mudança nos valores da sociedade. Vem comigo?

Chego para gravar um programa na TV e vejo que a produtora está incomodada com alguma coisa. Ela anda de um lado pra outro, senta e levanta, até que desabafa:

“Gente, eu PRECISO contar uma coisa pra vocês… Estou chocada até agora!”

Com isso, ela conseguiu a atenção de todos na produção e começou a contar o seguinte absurdo…

“Estava na sala de espera de um médico super conceituado hoje de manhã, com quem me consulto desde criança. É um esforço pagar a consulta, mas o médico é realmente muito bom e vale a pena. Ao meu lado havia pessoas muito bem vestidas, madames, gente que realmente aparentava ter dinheiro. A sala estava silenciosa e agradável, até que uma “madame” pega o celular e faz uma ligação para sua empregada:

‘Alô! Fulana? Olha, eu tive que sair cedo para vir ao médico, mas você pode tomar café aí, viu? Toma um café com leite e come esse queijo branco que está na geladeira, tá? Pode comer todo o queijo, viu? Escuta, meu filho acordou? Deixa eu falar com ele. Alô, filho! Olha, mamãe tá no médico. Toma café aí com a Fulana, mas não coma o queijo branco porque está estragado, coma o amarelinho, tá meu filho? O queijo prato. Entendeu? Não come o branco que está estragado, tá meu amor? Beijo, tchau!’

Gente, o que está acontecendo? Uma mulher ter “coragem” de oferecer comida estragada para uma funcionária que cuida da sua casa e está, no momento, cuidando do seu próprio filho? E mais: ter “coragem” de dizer isso numa sala de espera cheia de gente?

Realmente, é lamentável… Educação, respeito e amor ao próximo vêm de berço. E não propriamente de berço de ouro. Dinheiro não tem nada a ver com educação, então, amigas, vamos valorizar aquilo que realmente tem valor. Vamos nos aplicar em fazer nosso melhor, trabalhar com eficiência e construir nosso patrimônio, mas, jamais vamos perder o respeito ao próximo e a educação.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Chloé diz:

    Que absurdo!!!! Não podemos esquecer que tudo que se planta, se colhe.
    Ah, se a minha mãe tivesse escutado a conversa…. Ela não deixaria de dar uma palavrinha para essa senhora!
    Elegância é muito mais do que uma simples roupa bonita…

  • lia diz:

    Isto é uma tentativa de assassinato.

  • Nayana diz:

    Que Deus proteja essa funcionária! Que foi isso gente? Aí depois a funcionária morre (como se isso já não fosse o mais grave) e a criança fica desprotegida em casa – além de ser ruim é uma estúpida! Que nojo!

  • Camille Lago diz:

    Meu Deus que triste. O ser humano é vergonhoso.

  • Luiz diz:

    Que absurdo Pati…. a que ponto chega o ser humano!!!
    É muita falta de respeito e amor ao próximo!
    é bem como vc disse mesmo: vamos valorizar aquilo que realmente tem valor e fazer o nosso melhor,
    e fazer com muita dignidade e amor ao nosso próximo!

  • Raquel diz:

    Indignada é pouco!!!

  • Lily diz:

    Passaderriiimaaaa com essa atitude.
    Ridiculo
    bjs Paty

  • Rosemarie diz:

    Que coisa triste! Dá até mal estar ler isso! Aí, eu que sou defensora dos animais, e sofro quando vejo algum cachorro amarrado, ainda penso que o ser humano tem jeito! Meu filho está certo quando diz_ mãe, as pessoas não cuidem bem nem dos próprios filhos, como vc quer que cuidem dos animais?? Se essa funcionária fizesse isso com o filho dessa “madame”, ela iria gostar??

    • Patrícia Lages diz:

      Acho que seu filho tem razão. Nossa sociedade tem que evoluir muito pra chegar ao ponto de cuidar dos animais…

  • Delândia diz:

    Triste !!!
    Nosso Senhor Jesus diria : Perdoai Pai, porque não sabe o que faz !!!
    Não tem sido fácil viver e conviver dia a dia com próximo, maravilhoso é o nosso foco, o caminho que nos leva a Cristo.
    Bjs Patty…

  • Rafaela Faustin diz:

    Isso é um absurdo, e se fosse ela ali, hã? Meu Deus!

    “Sem palavras, apenas indignada com essa situação”.

  • Gislene diz:

    Não me impreciono mais com essas coisas não, já fui vítima de algo parecido…mas me liguei antes…”meu patrão me pediu pra sacar uma quantidade de dinheiro enorme, o pior não foi isso, tive que trazer o dinheiro andando pela rua, imagina…isso porque ele tinha medo de ser assaltado, fez isso várias vezes, até que então um dia me neguei, não gostou nada disso, mas, antes ser despedida do que perder a vida por pessoas que não pensam no próximo.
    É muito triste…

    • Patrícia Lages diz:

      Vc fez bem em se recusar. Sua vida vale o mesmo que a de qqr outra pessoa.

  • Camilla diz:

    Realmente, é um grande absurdo. Não dá nem para entender o que faz um ser humano agir assim. E as vezes tenho a impressão de que isso está ficando cada vez mais normal. Não podemos aceitar esse tipo de comportamento de ninguém!!

  • Michele diz:

    Nossa, fiquei indignada ao ler isso!!! Que absurdo!!! Acho que eu não conseguiria ficar quieta diante de tal situação!!!

  • Carolina diz:

    O que eu mais prezo é a educação, o respeito. Mas infelizmente é o que menos vejo. Eu já cansei. Me preocupo apenas em ser educada, mas já desisti de ver isso nas pessoas.

    • Patrícia Lages diz:

      Fazendo a nossa parte já estamos dando nossa contribuição!

  • Priscila Couto diz:

    Eu realmente pasmei!!!! Que absurdo!!! Não sei nem o que falar… É muita falta de amor ao próximo.
    Só espero que a mulher tenha percebido o queijo não prestava mais e não tenha comido, e que o garoto tenha alguém que lhe ensine sobre respeito e amor ao próximo pq se depender dessa mãe ele não vai ser boa coisa 🙁

    • Patrícia Lages diz:

      Priscila, vc tocou na questão principal: que mensagem essa criança está recebendo? Que tipo de homem será esse menino amanhã?

      • Patrícia Bacellar diz:

        Ele será o tipo de homem que vemos hoje. Irresponsável, e que não vê nenhum valor no próximo. Que taca fogo no mendigo e no cachorro. Que espanca o homossexual e a própria esposa e, como se não fosse o cúmulo do absurdo, espanca a própria mãe, que expôs a empregada a ter no mínimo uma diarreia até chegar a ficar entrevada numa cama por causa de uma bactéria ou até morrer. E depois, chega uma notícia de que o filho espancou a mãe porque ela não queria fazer o que ele queria e todos acham: “Coitada desta mãe”. Mal as pessoas sabem quem fez o monstro.

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Muito triste, mesmo. 🙁

  • kelly corecha diz:

    Não acreditei no que li, pessoas que não amam seu próximo estão aos montes po ai.

  • Raquelly diz:

    O mundo está cada dia mais difícil de se viver.
    Aproveitando a oportunidade, estou lendo seu livro, e colocando em pratica, algumas coisas confesso ser bem difícil , mas a leitura dele está me ajudando muito mesmo. Obrigada. Espero os próximos….

    • Patrícia Lages diz:

      Em breve, querida! 😀

  • Luciana Anjos diz:

    É lamentável como o ser humano faz uma inversão de valores tão absurda… Mas Paty, qual foi a reação da sua produtora?? Ela ficou quieta diante de tamanha crueldade?? PS: Adoro seu trabalho, livro fantástico, site motivador. Abraços!!

    • Patrícia Lages diz:

      As pessoas ficaram sem ação… Ninguém disse nada… É muito ruim quando as pessoas se calam diante disso, mas foi o que houve. Bjs e obrigada pelos elogios!!

  • Gisele Neres diz:

    Estou de boca aberta! Que absurdo! Como eu não sabia do que se tratava, no inicio do texto, eu até estava pensando “nossa, que bacana, olha que educação,” mais me assustei com o final da história. Lamentável, saber que existe seres humanos deste tipo. Eu imagino como você deve ter ficado por dentro.

  • Eilma Bezerra diz:

    Nossa terrível,mas conheci uma pessoa assim também,o mundo está ao avesso,triste isso.

  • Daiana Schemes (Rio Grande do Sul) diz:

    Bom Pati;

    Depois dessa, fiquei sem palavras O.o

    Abraço querida!!

    Dai.

  • Regina diz:

    O respeito na nossa cultura esta totalmente associado a posição social, status e interesses.

  • Lucynge Brufato diz:

    É verdade educação vem de berço concordo plenamente . E a atitude que essa” madame” teve não tem nada a ver com a forma como ela estava vestida, pois, ser chique é pensar no próximo , é ser educada , é valorizar as pessoas , e isso essa “madame” demosntrou que não tem !!!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: