Quem quer, se vira!

Ontem falamos da história do ex Polegar pedindo dinheiro na internet. Que tal conhecermos duas história completamente diferentes? 

Duas reportagens foram muito bacanas no Domingo Espetacular da Record deste último domingo. Uma sobre a mãe de quíntuplos e outra sobre a ex catadora de latinhas que passou num concurso público. Veja um resumo:

“O Domingo Espetacular foi atrás de uma mulher que precisa se desdobrar para cuidar, sozinha, de cinco meninas gêmeas, de três anos. Como a supermãe encara essa aventura? Descubra na estreia da série Mãe de Quíntuplas.” Assista aqui.

“Marilene sustentava a família com o dinheiro que conseguia como catadora de latinhas. Mas sua vontade de vencer na vida não a abandonou. Aos 30 anos, ela resolveu fazer um concurso para o Tribunal de Justiça. Graças a ajuda de amigos, Marilene conseguiu o dinheiro da inscrição e chegou a estudar 12h por dia, com uma apostila emprestada, para fazer a prova e ser aprovada. Doze anos depois, a ex catadora de latinhas, incentiva os amigos a investirem na educação.” Assista aqui.

Quanta diferença do ex Polegar, não?

quintuplas

A mãe das meninas recebe uma ajuda do governo no valor de R$ 1.750,00 (que é concedida a mães com gestações múltiplas acima de tri-gêmeos). O marido foi embora e ajuda com uma pensão de R$ 300,00. É com essa renda que ela sobrevive e sustenta a casa e as 5 boquinhas. O que acontece é que essa ajuda só vai até que as crianças completem 6 anos. Então, dentro de 3 anos, o governo suspenderá o benefício.

Agora eu pergunto: por que esse benefício será suspenso enquanto tem um monte de sujeitos barbados vagabundeando em casa vivendo de Bolsa-Família que não acaba nunca? Quer dar o Bolsa-Família, OK! Mas por que não pode ser por um período, até que a pessoa se vire e comece a se sustentar? Por que uns podem ter benefício desde que provem apenas que são pobres, enquanto outros terão o benefício suspenso só porque o governo acha que depois que as crianças completarem 6 anos um raio vai cair na casa das quíntuplas e dele vai brotar uma árvore de dinheiro? Sinceramente, esse tipo de coisa me revolta!

E o que dizer da Marilene, a ex catadora? Problema físico, problemas de dicção, sem instrução, sem dinheiro nem para comer, mas deu a volta por cima e hoje é uma pessoa que merece todo o nosso respeito e admiração. Cadê o povo do Facebook pra ajudar a Marilene? Cadê o povo do Facebook pra ajudar a mãe de quíntuplos que, mesmo com toda a maratona diária, está procurando emprego porque já sabe que o benefício será suspenso?

Ah, já sei… O povo do Facebook está preocupado com o “tadinho” do ex Polegar. Pobrezinho… ele não quer devolver o carrão pro banco. Não quer ter que vender a super moto. Não quer sair da casa com piscina. Ele vai ficar mais deprimido ainda se isso acontecer… Onde ele vai pendurar os discos de ouro dele, gente? Ai, que dó…. #sóquenão!

Blindetes, essas são mais duas provas claras e cristalinas de que, quando a gente quer e sacrifica, a gente consegue.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Gislaine diz:

    Patrícia, excelente post, faço das suas as minhas palavras, bjs!

  • Aline diz:

    Cada vez que leio suas mensagens sinto o poder de Deus sobre a minha vida e como ele te usa para falar comigo…. Ontem perdi meu carro para o banco, um oficial de justiça veio buscá-lo na porta do meu trabalho, isso acabou comigo…. Hoje pensando em tudo sobre a minha vida, como eu estou fracassada, pedi pra Deus me dar sabedoria para lidar com esta situação e minimizar o meu estado de vergonha por agora não ter um carro nem para ir trabalhar… E como de costume abri sua página e a primeira coisa que li foi essa mensagem maravilhosa e este exemplo de vida… Já li seu livro e quero ler de novo, eu entendi tudo o que deveria fazer mas o meu orgulho era maior, porém agora quero fazer o certo e conseguir a minha vitória começando do zero mas com honestidade e principalmente com a direção de Deus na minha vida.
    Obrigada Patrícia por ser tão iluminada…..

  • claudia diz:

    é a mais pura verdade

  • Mônica Lima diz:

    O bolsa família deveria ser chamado de “Estaciona Família”. Trabalho numa Ubs em São Paulo, e nessa época do ano chega as cartinhas para atualizar as informações de saúde na ubs de referência. E quando a pessoa chega sem saber nem o peso da criança, e é orientada a passar em consulta para rotinas de saúde da criança, ainda chia, reclama, diz que não tem tempo. Mas trabalhar que é bom, nada… Até fazem um biquinho de faxina, mas registrado, com benefícios, VT, VR, nem pensar!!! Vai perder o benefício. Que Deus Abençoe essa mãe das quíntuplas, dê muita saúde e força, pq muitos que realmente não precisam, continuarão recebendo e tirando de quem realmente precisa.

  • Marcela diz:

    É isso mesmo …..temos que encarar as batalhas e não mendigar favores!…ainda mais com saúde!

  • Cláudia Souza diz:

    Bom Dia Patricia.
    Querida eu fico até parada lendo esses seus postes, parasse até que você sabe o que nós queremos dizer. Eu vou te falar rapidinho o que aconteceu comigo: eu estava a muito tempo desempregada mais de 5 anos, não conseguia trabalho não por algo de errado que eu fazia(acho que não) eu ia em uma entrevista de trabalho julgavam meu talento pela minha aparência muitas vezes e não me deixavam fazer nenhum teste, mostrar o que eu sei fazer. Ai desde meados de Junho/Julho de 2012 fazendo as correntes de Segunda tomei uma decisão, não me humilhar mais para ninguém e usar tudo que eu sei para mim. Deu certinho, estou montando meu próprio catalogo eu mesmo faço tudo sabe, não contrato serviços de nenhuma gráfica para faze-los e ainda, meu irmão me chamou no final do ano passado para trabalhar na loja dele onde eu conheço pessoas e posso divulgar meu trabalho através dos catálogos. Ai como eu disse veio o Bolsa Blindada para me ensinar mais umas coisinhas e dar um “up” nos meus negócios. Olha que chique! E eu estou muito feliz e a cada dia subindo um degrau, e nada de ficar parada e nem pedir nada a ninguém. Existem pessoas que soltam as seguintes frases: “Pedi ajuda para alguém!” “Pedi para seu irmão te emprestar um Dinheiro!” ou ainda: “Fala para seu pai te emprestar, e depois você paga!” Isso me deixa louca, porque tenho que pedir, e pedir e não conseguir com meu próprio esforça, vai ser muito melhor e a Glória a Deus também. E sei que a cada dia estou progredindo.
    Quem quer vai a luta sacrifica e dá tudo certo. Eu creio nisso, sempre.
    Beijos Patricia.

    • Lúcia diz:

      Parabéns, Claudia.

  • Roberta Miranda diz:

    Boa tarde Paty, falou e disse, quando queremos conseguimos mesmo, o problema é que existem muitos acomodados nesse mundo.Não se mexem, não procuram fazer algo e ficar sempre na dependência dos outros.
    Eu agradeço a Deus por ter me dado o talento de me virar na cozinha e fazer meus docinhos saborosos e sair de porta em porta vendendo. Faço e faço com muito prazer. Minhas vendas até tinha caído, então fiz uma pesquisa o que meus clientes gostariam que eu fizesse diferente, e eles foram unânimes em responder salgados, corri para cozinha e pus a mão na massa kkkkk estou arrebentando nas vendas e estou apenas no começo . Beijos.

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    Estou pasma com as matérias!
    Continuo com problemas de saúde, faço tratamento e quase todos os dias tenho consulta e/ou algum tipo de terapia.
    Ainda neste tempo e há dois anos me viro com quitutes, cachecóis, faço cursos de culinária para somar algum dinheiro com o auxílio doença – quando tenho despesas com farmácia o saldo da conta fica em estado de alerta!
    Mas ao saber de histórias com as que você mostra, minha força de vontade triplica e com isso, certamente, minha saúde vai melhorar mais rápido do que o previsto!
    Valeu, querida!
    Beijos

  • SIMONE diz:

    É muito forte!!!Meu Senhor me ajude também,me dá uma idéia de algo que eu possa fazer pra sair dessa situação que eu estou!!!

  • jaQUELINE BAARS diz:

    É verdade paty,tá tudo invertido na sociedade!

  • Gisele Neres diz:

    Se ao invés de bolsa família o governo investisse em educação, em pouco tempo a história de nosso país seria outra. #sqn

  • Gisele Neres diz:

    Gente como faço para colocar minha foto, no lugar do G? Igual a da Marcela.

  • Ricardo Arcanjo diz:

    Obrigado Patrícia, suas palavras me ajudam muito!

  • Nana diz:

    Deus abençoa as pessoas com iniciativa!
    Bj e fk c Deus.
    Nana

  • Francisca diz:

    COM TODA RAZÃO PATRÍCIA, EU TAMBÉM FICO REVOLTADA!!!!!! TRABALHO NA ÁREA DA SAÚDE, E VEJO QUE QUANTO MAIS O GOVERNO DÁ, MAIS O POVO RECLAMA, DÁ LEITE????? O POVO VENDE! DÁ VACINA??? O POVO RECLAMA! OFERECE PRÉ-NATAL, ENXOVAL, CONDUÇÃO, CONSULTA, GRUPOS DE COMO CUIDAR DE UMA CRIANÇA???? O POVO NÃO APROVEITA DO BENEFÍCIO E AINDA RECLAMA! EU VEJO QUE AQUELAS PESSOAS QUE BATALHAM, QUE NÃO GANHAM NADA DE NINGUÉM, SÃO DIFERENTES, EXPERIENTES, VALORIZAM O QUE TEM E NÃO PERDEM TEMPO RECLAMANDO DA VIDA!

    • Patrícia Lages diz:

      É verdade. As pessoas reclamam de tudo, por isso temos tão pouco…

  • Eliane diz:

    Eu vi a reportagem da ex catadora e até comentei no meu trabalho pois lá a nossa meta é passar em um concurso público, esta história me motivou muito. Vi também a história do ex polega , mas bem pior do que a história dele foi aquela de um acusado do mensalão arrecadar quase um milhão pela internet . Os valores estão totalmente invertidos o que é certo se torna errado e o que é errado eles tentam nos fazer acreditar que é certo. Isso é uma vergonha e tem que mudar!
    Beijos e amo seu blog
    Eliane

    • Patrícia Lages diz:

      Verdade, Eliane. Essa do mensaleiro é o fim do mundo… Pra fazer doação pra uma instituição séria ninguém quer por que diz “não ter certeza pra onde vai o dinheiro”. E esses caras? Alguém tem certeza de que eles não são mensaleiros? É triste como o errado vira certo pra algumas pessoas!

  • amiga diz:

    Olá Patrícia, não estou encontrando aqui, o último poste sobre a prosperidade de José do Egito.
    Seria a parte 6 sobre ser proativo se eu não me engano. Desde já aguardo se possível sua resposta. Te admiro muito!

  • Daiana Schemes (Rio Grande do Sul) diz:

    Falou tudo!!!

  • Catieli diz:

    Bom dia Patrícia, acompanho sempre seus posts e tenho aprendido muito com eles. Eu mesma quando tinha 14 anos e trabalhava de empregada doméstica em uma casa de família, sempre tive a certeza que iria conseguir mudar a minha situação. Depois de muita luta, consegui cursar administração por uma Universidade Federal, logo vieram os estágios e pude sair das faxinas. Após isso consegui um emprego melhor. Hoje já formada sou funcionária pública federal concursada. Nunca paguei por nenhum cursinho, nunca frequentei escola particular mas consegui só pela vontade e pela fé subir mais uns degraus na vida. É claro que os sonhos continuam e sei bem onde vou estar daqui a algum tempo…

    Grande abraço!

    • Patrícia Lages diz:

      Que exemplo bacana. Histórias como essa são sempre um prazer de ler. Parabéns!!

  • Joselene Lima diz:

    Não julgueis, para que não sejais julgados. Mateus 7:1
    Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. João 7:24
    Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. Lucas 6:37

  • Josiane diz:

    Sabe o que mais me deixa indignada é pq ela tem que assumir as crianças sozinhas, pq na reportagem vc vê como é desgastante cuidar de 5 crianças, ela não tem tempo pra ela. Cadê o Pai??? Ela não fez sozinha.

  • Dorotéia araújo Paulinelli diz:

    Se o governo ajuda as crianças até 6 anos de idade,depois dessa idade ele deveria arrumar um serviço público para os pais e pagar o valor da ajuda para cada um continuar a sustentar os filhos e nunca ser mandado embora até que as crianças começassem a se sustentarem sozinhas e depois ainda aposentar os pais por tempo de serviço.Ai sim! Isso para mim e acho que para muitos, seria uma ajuda dgna para todos.Se os governantes fizessem isso até com quem tivesse só um filho,naõ teria casos de mães jogando filhos na lixeira(que é uma doideira de desespero) e nem sobraria dinheiro para governantes covardes roubarem do povo,porque nos pagamos pra tudo e tudo é imposto .Cade o dinheiro?

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: