Problemas no trabalho: fofoca

Hoje começamos uma série de três posts falando sobre três grandes problemas no ambiente de trabalho: não saber lidar com conflitos, não trabalhar em sua área e como lidar com a fofoca. Confira!

fofoca

Por menor que seja, dificilmente vamos encontrar um ambiente de trabalho onde não haja fofoca. E se você pensa que fofoca é algo inerente às mulheres, se enganou. Os homens estão mais fofoqueiros do que nunca! Então como devemos lidar com algo tão nocivo, mas tão presente no trabalho? Temos algumas dicas:

Lei da oferta e da procura – sabe aquele ditado que diz que produtos roubados só têm mercado porque sempre tem quem os compre? Pois é, fofoca é igual: ela só acontece quando tem quem dê ouvidos. Mesmo que a oferta de fofoca seja enorme, se não tiver procura, ela desaparece. Então, quando alguém vier fazer fofoca para você, não ouça e deixe claro que você não tem interesse. E não pense que vai “ficar chato” para você, pois vai ficar chato mesmo para quem veio trazer a fofoca. Você não tem como evitar fofoca na sua empresa, mas tem como erradicá-la da sua vida. Faça isso e você estará sendo exemplo para os demais.

Quando você é o alvo – pense e responda: para que estão fazendo fofoca a seu respeito? Não seria para lhe causar alguma reação negativa? Pois bem, se a fofoca não atinge seu objetivo, ela perde o sentido e acaba morrendo. Nesse caso, a dica é não ligar. Só isso: não ligar! Sabe aquele apelido que só pega quando a pessoa demonstra que detestou? É isso! Se você age com indiferença a fofoca perde toda a graça, afinal de contas, era para você se incomodar, brigar, tomar satisfações ou dar o troco. Mas quando você ignora a fofoca, os fofoqueiros vão em busca de um alvo que entre no jogo.

Quando você quer largar a prática – a fofoca é como um vício e, como tal, é difícil de abandonar. Muitas vezes o fofoqueiro só faz fofoca para tentar se enturmar, fazer amizade ou evitar de ser alvo. Outras tantas, nem sequer percebe que é usado por outros para agir como “leva e traz”. Parar com a prática requer decisão e mudança radical de comportamento. Não creia na estratégia de “parar aos poucos”, pois, nesse caso, o que funciona mesmo é radicalizar. Reconheça o erro e mude imediatamente. Quando alguém vier em busca de uma nova fofoca, abra o jogo e diga que percebeu que era fofoqueira, mas que a partir de hoje não será mais. Evite qualquer assunto que remeta a fofoca e não se abata pelas críticas ou gozações. Não vão faltar pessoas para tentar ridicularizar a sua decisão com coisas do tipo: “agora vai dar uma de santinha?”, mas você deve manter-se firme. O que fazemos de errado traz consequências e não temos como nos livrar delas, mas fazer o certo lhe dará ânimo para enfrentá-las.

Amanhã falaremos sobre como devemos agir quando estamos desmotivadas por não trabalharmos na área que gostaríamos. Na quarta o assunto será sobre como resolver conflitos no ambiente de trabalho. Para não perder nada aqui do blog, cadastre-se:

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Para encerrar, algumas de vocês já sabem que estamos na reta final para o lançamento do meu mais novo livro (novembro), por isso, estamos mantendo o preço dos livros anteriores para quem quer colocar a leitura em dia. Os livros subiram de preço (de R$ 29,90 para 34,90), mas aqui no blog ainda manteremos o valor antigo + frete. Aproveite!

Você recebe na sua casa autografado e com um brinde exclusivo! Confira a vídeo-resenha dos livros Bolsa Blindada 1 e 2 e peça o seu clicando aqui.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Cidalia-Tunisia diz:

    Boa tarde Patty,
    Se a fofoca precisasse de passaporte certamente haveria menos, mas infelizmente é um virus internacional!
    Como você diz, agora também os homens entraram nela… antigamente era conversa de comadres!!!
    Suas dicas sāo o melhor antibiotico contra esse veneno
    Obrigada e uma Linda semana para todas.
    Cidalia

    • Patrícia Lages diz:

      É verdade!! É internacional! 😀

  • Ida Nisia Lopes da Silva diz:

    Muito bom Paty, gostei muito do post e já estou ansiosa pelos demais assuntos. Beijos, ótima semana!

  • Edna Oliveira diz:

    Excelente post! Muito útil !

  • AMELIA diz:

    Cadastrei meu email, mas, faz tempo q nao recebo os Posts.

    • Patrícia Lages diz:

      Talvez tenha algum erro de digitação. Vc poderia cadastrar-se novamente? Bjs

  • Brunna Lins diz:

    Post super legal, posta também sobre como as pessoas do seu trabalho devem ser respeitadas porque esse tema também eu acho super importante, tem pessoas que não respeitam os companheiros de trabalho no próprio ambiente de trabalho

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: