Pague sua dívida já!

Você está endividada e acha que não vai conseguir pagar as contas tão cedo, pois a cada mês elas estão mais altas. Se não tem como fechar a torneira de uma vez, que tal pelo menos diminuir o fluxo?

Que bancos são lugares que lucram horrores todo mundo sabe. Mas, afinal, o que eles fazem? Vendem dinheiro!

Assim como toda atividade de compra e venda, o lucro está em vender por um valor mais caro do que se pagou. Então, saiba que os bancos vendem dinheiro por mais do que ele realmente vale. Complicou? Eu explico!

Quando você usa R$ 100,00 do limite do seu cheque especial, a 10% ao mês, vai dever, ao final de 30 dias, R$ 110,00 mais tarifas bancárias e impostos. Se não pagar, em 60 dias estará devendo mais de R$ 120,00 e por aí vai… O banco lucra, o governo cobra sua parte e você paga a conta toda. Isso quer dizer que colocar dinheiro no banco é uma furada? Não! E pegar empréstimo é uma roubada? Pode até ser em alguns casos, mas não sempre.

MoneyTerminar um mês com mais contas e menos dinheiro ou enfrentar um imprevisto nem sempre são coisas das quais podemos escapar. Nesses casos, o que fazer? Empréstimo, entrar no cheque especial, solicitar capital de giro?

O segredo está em saber como o sistema bancário funciona e tirar o máximo proveito dele.  Afinal, já que você vai comprar algo – neste caso, dinheiro – é melhor fazer a melhor compra.

Pense sempre que o valor do dinheiro varia, pois há empréstimos a 10% de juros ao mês, enquanto há outros a 1,5%, por exemplo. Então, se você está endividada, a primeira coisa a fazer é conhecer o preço da sua dívida, ou seja, qual a taxa de juros que está sendo usada. Depois, veja se há uma linha de crédito mais vantajosa e substitua o dinheiro caro pelo barato.

Na prática é o seguinte: está devendo a 12% de juros ao mês? Veja se dá para contrair um empréstimo a 3%, por exemplo, e use esse empréstimo novo para quitar o antigo. Assim, você paga a dívida cara, se livra de perder mais dinheiro e fica com uma conta mais barata para pagar.

Não perca tempo rolando essa dívida por mais uma semana. Procure hoje mesmo o gerente do seu banco e negocie. Afinal, você não quer comprar 1 real e pagar 2, quer?

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Denise59 diz:

    Bom dia Dona Lages,
    Pagei..ao estado republica..
    Ouuuuf
    Desde o desafio da bolsa blindada eu posso vir grande mudança na minha conta….Por causa das ferias e visitar família, economizei muito para honrar minhas palavras e honra os meus pais mostrando a gloria de Deus na minha vida financeira…
    Fiz também um proposito importante..
    Agora eu posso pós que eu não tem nada pra pagar de mais….
    Eu pedi a Deus Sabedoria y equilibro na minha ofertas e proposito quando eu da todo eu da todo até hoje não posso nunca pagar a minha carta de conduzir nem economizar pra comprar um car, viajar etc…. Cada viaje foi um milagre de Deus, Ele envia trabalho muito bem pagado o uma pessoa y administração que me divida e me paguei.
    Eu não sabia dizer que “Eu dei todo a Deus quando não è.. ”
    Agora eu queria dar com equilibro porque eu viu tanto gente que me dizem assim: ” Ho Denise, vc precisa ter equilibro na minhas ofertas o eu vo nunca ter nada pra glorificar a Deus. ” Olha pra me eu sou bem casada eu tinha meu car .;olha minhas ropas, casa… è assim que eu ganho almas…”
    Eu gostaria seguir as suas conselhas só que minha alegria e economizar no Altar. ( épargner dans le regne de Dieu)
    Que eu posso encontrar a direção na Sua Palavra para saber como fazer.
    Grande Abraço.
    DSJ

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Denise. Sei que você escreve em francês e usa o tradutor, então vamos ver se entendi bem!
      O que você deseja é ter equilíbrio nas suas ofertas e há pessoas que dizem que você dá tudo e sempre está sem nada. Bem, se for realmente isso, tem mesmo algo de errado. Tudo o que plantamos no altar tem retorno. Se você ganhar e dá tudo sempre, realmente vai estar sempre sem nada. Por isso, ter equilíbrio é necessário.
      Você deve orar a Deus e pedir a ele que lhe mostre o que é oferta racional e o que é oferta emocional. Claro que sempre queremos ajudar, pois sabemos das necessidades da Obra de Deus, mas nem sempre podemos. Você precisa encontrar esse equilíbrio para seguir ofertando, mas também construir seu patrimônio, afinal, ele faz parte do seu testemunho. Beijos.

      • Marta diz:

        Boa tarde D. Patrícia.
        Creio que esta questão é muito importante, e eu também a tenho por vezes. Assim, gostaria de pedir-lhe que desenvolvesse e explorasse este tópico num post, para ajudar a tantas com a mesma dúvida.
        Muito obrigada pelo seu trabalho precioso! Já pedi a um conhecido que viaja ao Brasil para me comprar o seu livro, mas entretanto li os primeiros capitulos da versão kindle na amazon e gostei imenso, fico à espera de ter a minha cópia, lê-la e emprestá-la a colegas!
        Que Deus continue usando a Sra.
        Beijos de Portugal!

        • Patrícia Lages diz:

          Obrigada, Marta. Vamos falar mais sobre o assunto sim. Fico feliz que tenha gostado do livro! Bjs

      • Leila Sousa diz:

        Oi, Paty, estou exatamente assim.
        Todas as minhas contas estão acumuladas, inclusive o aluguel e acho que meu nome já nem existe mais…
        Consigo priorizar as coisas, pois moro sozinha há bastante tempo mas, quando se trata de oferta dou o que não posso dá! E ultimamente tenho me entristecido muito com minha atual situação, torpedo diários de cobrança, estou sem dinheiro até para coisas básicas. Não tenho ninguém que possa me ajudar ou sequer pedir uma orientação e afinal de contas não ganho tão mal assim, e no máximo o que eu ouviria é que tenho que ter fé, perseverar e etc…Mas, tem algo de errado com essa minha fé e eu preciso descobri isso logo. Por favor Patricia me ajuda a encontrar esse equilíbrio, pois sempre quis falar com alguém sobre isso mais não sabia como começar.

        Obrigada por tudo, por esse blog, pelo livro, pelos os primeiros posts no blog da d. Cris que já me ajudaram tanto…

        Leila.

        • Patrícia Lages diz:

          Oi, Leila. Pra começar não se dá o que não se tem. Se Deus não está respondendo aos seus propósitos é porque não está se agradando deles,certo? Vc precisa priorizar o pagamento das suas dívidas, pois estar com o nome sujo certamente não agrada ao Nosso Pai. Então, faça as contas, calcule tudo o que vc precisa pagar e seja fiel nos dízimos e separe uma oferta. O restante, livre-se das contas e Deus irá abençoá-la, OK? Bjs

      • Kátia Bernardes diz:

        Oi Pati, seria excelente um post sobre oferta racional e emocional. As pessoas “estão sempre na fé”, mas nunca conquistam nada. Uma direção vinda diretamente de Deus a respeito deste assunto vai esclarecer os fatos e evitar que muitas pessoas saiam da presença de Deus por dizerem que “não estão sendo honradas por Ele”, quando na verdade, elas não estão vigiando naquilo que fazem. Já fui vítima de mim mesma por ter essas atitudes, agindo sempre na emoção, ficando sem nada e ainda olhando com maus olhos para as pessoas que sabiam ter equilíbrio.
        Hoje estou bem melhor do que antes. Já deixei de fazer tratamentos dentários, comprar roupas e sapatos, me suprir de necessidades básicas achando que estava agradando a Deus no que estava fazendo. Sofri as consequências das minhas atitudes erradas e ainda estou aprendendo muito com isso e sempre pedindo direção a Deus. As nossas ofertas têm que ser para benção tanto nossa quanto da igreja, mas quando não temos sabedoria para ofertar, damos lugar ao diabo que tem a chance de nos destruir depois fazendo com que nossos próprios olhos se tornem maus.

        • Patrícia Lages diz:

          Oi, Katia. Realmente estamos no mesmo espírito. Tenho atendido muita gente nessa situação e até conversei com um Bp a respeito. Falaremos sim sobre esse tema em uma série especial de posts (incluindo Fogueira Santa). Beijinhos!

  • JUSSARA MERCALDI DONADON diz:

    MTO BOM O POST, APRENDI MTOOOOOOOOOOOO.PARABENS!! BJUS.

  • Thais diz:

    Querida Pat, tudo bem? Será que você poderia me ajudar com uma dúvida (não necessariamente relacionada ao post de hoje)? Eu estou na IURD há alguns anos e me tornei uma pessoa bem racional com dinheiro, sei o quanto ganho e o quanto posso gastar e costumo não gastar o que não posso, pelo menos, na maior parte do tempo. Desde o início me tornei dizimista. Meu problema é com ofertas e votos. Eu fico racionalizando muito, fazendo contas (como eu faria com algo que fosse comprar). Muitas vezes nem consigo ofertar porque, matematicamente, fico pensando que aquele valor pode fazer falta no futuro (eu sei que é pela fé, mas está aí a minha dificuldade). Quero dizer, dízimo é fácil definir o valor, são 10%, não tem que pensar muito, Mas oferta sou eu que tenho que concluir o valor e isso sempre me deixa confusa (até porque meu salário já está bem comprometido com contas). Você tem alguma dica/orientação em relação a isso? Obrigada! Beijos.

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Thais. As ofertas são vistas por Deus também como uma forma de fidelidade, pois em Malaquias 3, Deus fala “trazei os dízimos e as ofertas”, então realmente devemos cumprir tanto um como o outro. A diferença é que o dízimo é uma porcentagem fixa (10%) e as ofertas devem ser voluntárias, assim como devem ser os presentes que damos às pessoas a quem amamos. Sendo assim, peça a Deus que lhe mostre qual a oferta que Ele quer de você. Não é ruim racionalizar a oferta, uma vez que vc deve dar pela fé e a fé não é emoção. Pior seria se empolgar e dar o que não pode, certo? Mas se você estiver aberta para ouvir o que Deus quer, Ele mesmo vai pedir e aí não haverá mais dúvidas! Beijos

  • Gis diz:

    Me lembro que quando comecei a ler seus post,sempre me vinha a mente sobre essas dúvidas.Me esquecia de perguntar(rs).
    Mas essa maneira de pensar é valiosa!Bjnhos

    • Patrícia Lages diz:

      Sim, tem que partir pra cima e resolver! 😀

  • Delândia Silva diz:

    Boa Tarde Dna Patricia ( posso te chamar de vc, é tão jovem e bela, não será falta de respeito…rs ?)
    Obrigada por cada post e pela sua vida, que Deus a abençoe grandemente.
    Ontem comprei meu livro Bolsa Blindada, estou raaaaaaaaaaaaaaaaaaaadiante de alegria…
    A Paz…Bjs Dê

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Dê! Pode me chamar de você, tu, guria… rs…rs… Espero que goste do livro! Bjs

  • Elaine Santos diz:

    Sabe Patrícia eu também já fiquei como a amiga sobre como ofertar tudo que entra e não adquirir bens para testemunhar a transformação de vida. E foi no capítulo que fala em seu livro sobre ” O segredo do cofre é 10-20-70″ que foi para mim uma referência para eu achar o que é oferta, o que é desafio, e o que é sacrifício dentro da minha receita.Eu não tinha uma referência e Deus na sua infinita misericórdia me livrava do “sufoco” pela falta de conhecimento por mais que eu aumentasse a receita o problema continuava eu não sabia quanto usar em quê( Risos).E resolvi com esta informação um conflito enorme no meu interior ,pois eu tinha medo de pecar contra Deus com sentimento de usura e incredulidade. Percebi que ter fé emotiva no momento da oferta me levou a cometer erros não por deixar de ofertar mas sim dar com tristeza ou dar errado e voltava para casa com dúvidas. Agora eu tenho paz, alegria e certeza do que estou fazendo e mal que se beneficiava com isto na minha vida foi repreendido.

    • Patrícia Lages diz:

      Fico feliz, Elaine, pois tudo o que fazemos conscientemente para Deus tem retorno. E, como a Bíblia diz, “Deus ama a quem dá com alegria”. Bjs

  • Grazielle diz:

    Simplesmente maravilhoso, como sempre…bjos Patricia.

  • Karina - Contagem/MG diz:

    Oi Patrícia,
    Adorei o post, mais uma vez trazendo mais sabedoria para administrar o meu financeiro.
    Outra adorei que está tirando a dúvida sobre oferta, desafio e sacrífico sempre fico dom dúvida em relação as contas que tenho e o que me lançar. As vezes deu pede e me lanço, porém quando é oferta dou o que posso, penso será que estou fazendo certo ou estou negando a Deus, fale mais sobre isso.

    Abraços,

    • Patrícia Lages diz:

      Vamos falar mais sobre o tema no futuro sim! Bjs

  • Layane diz:

    OTIMA IDEIA PATY….. NUNCA TINHA PENSADO DESSA FORMA!!! 🙂

  • eliza yamanaka diz:

    patricia adorei tambem ,tinha essa duvida mas agora vou usar a dica obrigado bjs

  • Adresley Francisco Morato diz:

    Muito Bacana este novo desafio do Bolsa blindada. estou gostando até mesmo porque saberei ter controle da minha vida financeira. e mesmo sendo nova ja vou aprendendo a ter mais responsabilidade financeiramente. Arrebentou Dona Patricia

  • Erica - Buenos Aires diz:

    Hola!
    Muuy bueno este post, me sirve tanto para mí misma como para las personas que vienen con esas dudas. No lo había pensado de esa manera, sobre las ofrendas y las deudas… Y pensé: si alguien me pregunta, no sabria que responderle! Incluso, para mi tambien sirve, porque honestamente no sabia que hacer con este asunto, que muchas veces me deja preocupada…

    Besos!!

  • Luana diz:

    Oi ..por favor…fale sobre a Fogueira Santa …o “dar o seu TUDO” …tenho muitas duvdas a respeito disso . beijos

    • Patrícia Lages diz:

      Fique ligada no blog da Cristiane Cardoso nesta quinta-feira, OK?

  • SAMARA OLIVEIRA diz:

    OLÁ D. PATRICIA!!!
    PRECISO DE UMA AJUDA ESTOU COM UMA DIVIDA DE 7000,00 REAIS, MAS EU QUERIA PEGAR UM EMPRÉSTIMO NO BANCO PARA PODER PAGAR DE VEZ TUDO… SÓ QUE O BANCO SOLICITA DE COMPROVANTE DE RENDA E EU NÃO TENHO CARTEIRA ASSINADA, MAS EU TRABALHO. ESTOU PERDIDA !!! ME AJUDA …

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Samara. Veja com o banco se eles aceitam outro tipo de comprovação de renda como extratos da conta. Bjs

  • Sula Laiane diz:

    Caiu como uma luva esse post.

  • Amigo diz:

    Gostaria de agradecer suas postagens sempre inteligentes, simples e esclarecedoras. Obrigado!

  • Camila diz:

    Olá Patricia parabéns pelo teu trabalho execelente que ajuda sempre a todos. Você acha que é uma ruim financiar imóvel? Obrigada beijinhos

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Camila. Financiamento imobiliário é uma boa dependendo da taxa de juros e do imóvel. Indico que vc procure um banco público (Caixa Federal ou Bco do Brasil) para se informar. Vá em frente! Bjs

  • Ida diz:

    Bom dia Paty!
    Admiro muito sua sabedoria e paciência.
    Deus continue lhe abençoando grandemente.
    Obrigada!

  • Raquel Nunes -Brasilia diz:

    Bom dia, Patricia fico feliz com este post e muito mais com estes comentários pois decidir tomar esta posição em minha vida. Gostaria de uma orientação em seu e- mail particular. Qual seria? Obrigada por tudo. Bjs.

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Raquel. O e-mail é o do Contato mesmo, vi que vc encontrou e já enviou. Vou fazer um post sobre o tema que vc pergunta, pois há muitas pessoas com a mesma dúvida. Bjs

  • Maíra Bordini diz:

    Bom dia…só agradecendo ao Senhor por sua vida, disponibilidade em se deixar usar como canal de benção. Este post foi d+ e os comentários ainda o enriquecem mais, obrigada, mas obrigada messssmo.
    Sozinha e endividada? Jamais… Deus te usa para trazer luz nas áreas obscuras de nossas vidas, obrigada.
    Deus te abençoe tremendamente!

    • Patrícia Lages diz:

      Amém! 🙂

  • Stefanie diz:

    Olá Patrícia, boa tarde!
    Amei o post de hoje, muito boa as dicas e graças a elas, já adquiridas através de seus livros e do seu blog, que hoje me vejo sem dívidas e muito mais consciente dos meus gastos.
    Eu estava lendo os comentários e notei que alguns são de 2013 e 2014. Tem uma amiga que pede mais esclarecimentos sobre fogueira Santa e você cita um post da Dona Cristiane. Poderia me dizer o link dest post?
    Obrigada!
    Bjos!

    • Patrícia Lages diz:

      O post de hoje foi publicado em 2013, mas como é bemút, resolvi republicar. O que estava no blog da Cris não está mais disponível, mas vamos voltar a abordar o tema aqui. Bjs!

  • Sonia diz:

    Olá Patricia!

    Comprei os dois livros e já conseguir ler um e estou terminando o outro livro ainda,mas estou gostando. Gostaria que me orientasse só para poder me situar melhor é que estou numa correria ,mas preciso organizar a minha vida e com estou um pouco perdida.
    Tenho alguns alugueis e estou perdida nos planejamento e como posso ou o que devo seguir para melhor a minha vida que está um pouco desorganizada? Como vc poderia me ajudar. Ficarei muito grata pela sua orientação .

    • Patrícia Lages diz:

      Vc pode ser um pouco mais específica? No que exatamente vc quer ajuda? Bjs

  • Marta diz:

    Excelente postagem, super esclarecedora.

  • Jessica Costa diz:

    Paty eu consigo fazer um emprestimo mesmo c o nome sujo?
    Tenho uma divida de 3,500

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Jéssica. Creio que não, a não ser que você trabalhe registrada e faça um consignado. Bjs

  • Christiane diz:

    Oi Patricia,gosto muito de seus postos e me identifiquei muito com esse.Por falta de vigiar e ser emotiva como mãe, estrapolei nos gastos e estou enfrentando uma guerra para pagar os cartões e empréstimos. Sou funcionária publica, faço faculdade a noite e por falta de tempo tentei compensar meu filho fazendo suas vontades espero aprender para sempre essa

  • vilma diz:

    Muito bom o post…
    Tenho sido fiel nos meus dízimos e ofertas. Porém sinto uma certa amarração por meu nome estar sujo. Não fui eu q sujei,a dívida é muito alta não cabe no meu bolso e me sinto triste por isso. Como tirar esse peso de mim?

    • Patrícia Lages diz:

      Vilma, a pessoa que fez a dívida no seu nome tem que pagar. Vc deve importunar essa pessoa noite e dia (como a Bíblia diz) até que ela pague. Só assim vc vai se livrar disso.

  • Gleyzer diz:

    Patricia estou desesperada,
    Amei seu livro, ele é perfeito e eu concordo com absolutamente tudo nele, penso exatamente igual e entendo cada vez mas o quanto preciso melhorar.
    Devendo muito, 4 cartões de crédito e a renda familiar não paga os custos mensais.
    Descobri isso recentemente. Não conseguirei pagar o IPVA, seguro, prestação do carro etc…
    Tenho alguns empréstimos e estou pensando fazer outro para pagar essas contas do mês, mas não sei o que fazer com os cartões e o mês que vem.
    Tudo isso por que as vendas no nosso comércio caíram muito, abaixando nosso pró labore, meu esposo investiu tudo em nosso comércio e fizemos uma obra de urgência em nossa casa.
    Estou pensando em me endividar mas um pouco e fazer um kitnet para minha mãe e alugarmos a casa dela (tudo no mesmo quintal)para termos uma renda extra.
    Troquei o nosso carro a 2 meses para um utilitário para meu esposo trabalhar com transporte para termos uma renda extra, mas aumentamos em R$ 300,00 a prestação mensal.
    Sou muito competente, esforçada e empreendedora. Mas tenho dificuldades com meu esposo que não entende sobre organização e planejamento.

    Não sei o que fazer, me ajuda!?

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Gleyzer. Eu creio que vc deve tomar um conjunto de medidas e a primeira é negociar esses 4 cartões para parar de pagar o rotativo. Se vcs estão ganhando menos, não creio que seja hora de se endividar mais, mas sim de analisar os motivos da queda nas vendas do comércio de vocês e reverter essa situação. Muitas pessoas dizem que estão indo mal por causa da crise e, por isso, cruzam os braços. Vc deve fazer exatamente o contrário e trabalhar para que sua principal renda cresça. Se endividar agora para construir uma casa e alugar outra não é algo que se possa contar a curto prazo, então não creio que seja a melhor saída. Se for preciso, releia o livro, pois vc pode ter deixado passar dicas importantes. Beijos!

      • Gleyzer diz:

        Obg Patricia,

        Já estamos resolvendo a questão do nosso comércio junto a consultorias e inovação com o Sebrae e outros (Creio ter sido mesmo uma questão de fase, ramo e a crise) mas por outro lado esta se pagando.

        Quanto a construção da casa seria a curto prazo, pois já existe paredes, banheiro, parte da cozinha, telhado. Seria só um acabamento (o pedreiro me cobrou R$ 2.500,00 de mão de obra e eu devo gastar mais uns 2 ou 3 mil de material, em uns 20 dias de reforma) e receberia R$ 800,00 pelo aluguel da outra. Mas para isso teria que entrar no cheque especial.
        Meu esposo esta aposentado (com 49 anos) gostaria de que ele tivesse outra renda por isso o carro, mas ele não esta tão empenhado a mudar, estou economizando, segurando tudo, cortei alguns custos (telefone, net, TV etc…) mudei as crianças para outra escola tão boa quanto a anterior e mas barata (pois conseguiram descontos no bolsão) e consegui um bom desconto para minha faculdade através do Educa mais Brasil.

        Mas vejo que ainda esta acima do que ganhamos. Sei que posso e consigo

        • Patrícia Lages diz:

          Veja então se consegue outro tipo de financiamento para terminar a casa que não seja o cheque especial. Visto que ela está quase pronta pode ser uma boa terminar. Bjs!

  • Larissa Lemes diz:

    Olá Patricia Lajes eu tentei fazer esta negociação com os bancos principalmente o Santander que me oferecia muitos empréstimos e cartão de crédito e eu fui pagando a dívida, pagando e conversei com o gerente e eu tenho a sensação que ele agia de má fé comigo pois eu pagava a prestação e não conseguia nada de renegociação. Agora meu acordo está na numa empresa chamada Renova e minha conta no Santander está bloqueada, sem limites e sem cartão de crédito. Foram mais juros e mais juros.Eita Banco Ruim

  • Juliana diz:

    Olá Patrícia!! Parabéns pelo seu trabalho, gosto demais deste assunto e está sendo enriquecedor para mim.
    Vejo que você fala sobre dízimos e ofertas, o que sou plenamente favorável. Gostaria de saber sua opinião sobre a teoria da prosperidade tanto pregada nos dias atuais. Você não acha que muitas vezes ela leva o fiel a barganhar com o Senhor? Qual você acredita que seria a opinião de Jesus sobre ela, especialmente quando Ele quando perguntado sobre isso respondeu: Respondeu Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá-os aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me!
    Mateus 19:21
    Qual sua opinião quando o foco da “DAR” está apenas no dinheiro, ao passo que os cristãos possam ofertar outras coisas no reino de Deus, como o serviço na busca por vidas perdidas, o amparo ao pobre e necessitado, evangelismo, etc.
    Patrícia, faço estas perguntas, pois tudo isso tem me provocado muitas dúvidas e questionamentos. Aguardo resposta. Uma abraço!!

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Juliana. Perguntas muito importantes! Primeiramente eu creio que Deus, sendo o dono do ouro e da prata e sendo Nosso Pai, jamais desejaria ver seus filhos passando privações e necessidades. Há inúmeras passagens bíblicas que mostram que Deus prosperou seus filhos, como Abraão, Isaque, Jacó e tantos outros.
      No caso do jovem rico – a quem Jesus instruiu a dar tudo o que tinha – foi porque se tratava de um jovem apegado à sua riqueza. Afirmo isso porque ele saiu triste depois de receber essa instrução de Jesus. Ao contrário de Nicodemus, que se ofereceu a dar metade de seus bens sem nem mesmo Jesus ter pedido.
      Quando a pessoa coloca o coração no dinheiro está desagradando a Deus. Mas quando ela vê a prosperidade como dom de Deus e testemunho de vida, então Deus tem prazer de abençoá-la.
      Barganhar com Deus é impossível, pois o que nós temos para dar a Ele? Quem pensa assim é porque ainda não entendeu o verdadeiro sentido da prosperidade. Beijos!! ?

  • Cristiane dos santos cerqueira diz:

    E quando você esta tão endividada que não sabe o q fazer, devo carta de crédito, devo lojas e devido ao cartão de crédito, nao consigo empréstimo no banco.
    O que eu faço?
    Me de uma luz do que faço?
    Estava assistindo ontem 22/04 o programa da katia e à vi lá.
    E percebi q meu maior gasto e com coisas bobas principalmente pojas de utilidades e coisas para comer na faculdade.

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Cristiane. Aconselho que vc leia o livro Bolsa Blindada, onde conto como paguei uma dívida de 150 mil dólares. Vc vai sair dessa! Peça seu livro aqui http://www.bolsablindada.com.br/shop

  • KATIA diz:

    Olá Patricia, acompanho o seu blog, estou numa situação muito difícil, pois abri um negócio sujei meu nome, sujaram meu nome também, tenho um negócio hoje que é promissor, mas como sempre tenho que cobrir despesas em casa acabo por ficar sem capital para investir. Meu marido está sempre endividado, infelizmente hoje muitas vezes estamos ficando sem o básico, não consigo fazer mais nada com o nome sujo ,a situação está dificil. Tenho uma loja virtual de produtos naturais se chama bemnaturall.lojavirtualnuvem.com.br, meu marido é funcionário público.

  • Renaldo Monteiro diz:

    Qual melhor empresa para fazer um emprestimo para cobrir o limite LIS da conta do banco Itau, para menor taxa de juros. e qual financeira tem melhor taxa? e qual site mais confiavel?

    • Patrícia Lages diz:

      Olá, Renaldo! Na verdade o que deve ser analisada é a menor taxa possível no seu caso. Não existe uma empresa que cobre menos do que todas as outras, pois as taxas de juros dependem do seu cadastro (CPF) e da sua pontuação bancária (score). Cada pessoa tem uma pontuação e uma situação diferentes. Mas eu não aconselho a fazer nenhum tipo de empréstimo via internet. Faça tudo pessoalmente e, de preferência, negociando com a própria instituição credora antes de buscar outra. Abs!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: