O que é Natal para mim

Para mim o Natal é bem diferente do que é para a maioria das pessoas. Ao longo da vida minha opinião sobre a data foi mudando muito, até chegar na que tenho hoje. Será que você pensa igual?

gift

Quando criança, eu não entendia bem o que significava aquele dia em que as pessoas vestiam roupas novas e comiam um monte de coisas diferentes (e melhores) do que normalmente havia na mesa nos outros dias do ano.

Minha avó, diabética, fazia aletria (um doce português) e rabanada. Ela não podia comer nenhum dos dois, mas comia porque “era Natal”. Passava mal e nós ficávamos tristes.

Raramente eu e minha irmã tínhamos roupas novas na época e meu pai nunca estava em casa, então ficávamos tristes. Às vezes ganhávamos algum presente e sabíamos que tinha sido comprado pela minha mãe com muito esforço, por isso, valorizávamos muito, ainda que fosse uma lembrancinha. Nisso, ficávamos apenas meio alegres porque tínhamos medo que faltasse dinheiro para outras coisas. Minha mãe se via meio “obrigada” a comprar algo para nós para que não fôssemos as únicas crianças da rua a não ganharem nada…

papai-noel_espiando

Eu não entendia porque as outras crianças diziam que o Papai Noel havia trazido presentes, uma vez que era claro que quem tinha comprado eram os pais ou algum parente. “Por que os adultos têm que enfiar mentira em tudo?”, eu pensava. “Será que eles acham que somos bobas?” Essas questões me deixavam triste…

Mais tarde, quando minha irmã começou a namorar meu cunhado, tive outra visão do que era o Natal. A família dele se reunia, havia comida em abundância e muitos presentes. Havia música, danças e uma alegria contagiante. Mas geralmente essa positividade permanecia até a meia-noite.

Depois dos inúmeros cumprimentos e brindes de Feliz Natal, as pessoas começavam a agir de forma diferente. Já bêbadas, mudavam totalmente de comportamento e, por vários anos, vimos parentes do meu cunhado brigando na rua, vizinhos chamando a polícia, choro, roupas novas sujas de sangue e muito constrangimento… Voltávamos para casa exaustos e bem tristes.

briga

“Por que as pessoas não podem se reunir sem exageros?”, eu me questionava. “Será que a rotina delas é tão ruim a ponto de terem que encher a cara de álcool para ‘aproveitar’ melhor a vida? Isso é mesmo festejar?”. Essas perguntas não tinham resposta, bem como esta outra: “Se queremos festejar o nascimento de Jesus, onde Ele está nessa festa toda?”

Já adulta, decidi me libertar da ideia de que há uma data em que temos que comprar roupas novas, temos que dar presentes caros que desequilibrarão nosso orçamento e temos que fingir amar todo mundo. Nunca li na Bíblia um mandamento – nem mesmo uma sugestão – para que comemoremos o nascimento de Jesus. O que encontrei foi um ensinamento para anunciarmos sua morte (1 Coríntios 11:26). Sobre nascimento não achei nada…

Jesus é mesmo revolucionário, pois a mensagem que deixou foi que não importa o dia ou como se nasce, mas sim, como morremos e o legado que deixamos. Não podemos mudar como nascemos, mas podemos definir como iremos morrer. Fantástico!

Comemorar a morte de Jesus é fazê-lo viver através da nossa vida. É termos atitudes que O agradem todos os dias do ano e, dessa forma, fazermos com que Ele se alegre em nós. Entender isso foi o maior presente que recebi, por isso, compartilho com você, leitora, que me acompanha o ano todo!

Que todas as suas noites sejam felizes. Que todos os dias de 2017 sejam excelentes – ainda que não tão fáceis – e que você viva o melhor ano da sua vida. Estes são meus sinceros desejos para você.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Espiritual
  • ANDREZA APARECIDA ROCHA diz:

    Amei seu post Patricia, compartilho desta mesma idéia do natal, pois é uma festa cheia de mentiras e hipocrisias…um beijo

  • Gabriela diz:

    Olá Pati!!!
    Muito obrigada por tudo que você me ensinou durante todo o ano, foram muitas coisas ótimas e mais, de graça! kkkkkk
    Eu também te desejo o melhor todos os dias de 2017. E que venham mais ensinamentos!!! Um grande beijo e abraço de urso.

  • Francinalda Xavier de Sousa diz:

    Verdade! Essa data nunca representou importancia pra mim. O Mais importante passa longe! Tudo se resume a gastos desnecessarios, ostentaçao e hopocrisia! Me desculpem os que pensam o contrário, mas é o meu ponto de vista! Boa tarde a todos!😊

  • MARCIA SILVA diz:

    CONCORDO COM VC. HÁ MUITO HIPOCRISIA NESSA DATA, POIS DURANTE O ANO TODO AS PESSOAS TEM VÁRIAS ATITUDES E NESSA ÉPOCA, SOMOS TODOS “ÓTIMOS” E “BONS”.

  • silmara Sabino diz:

    concordo em alguns pontos na verdade na maioria deles é fato que o comercio aproveita e manipula o consumo , e vamos lá Brasil torrar tudo e passar 2017 atolados no cartão de credito, mas acho que a mensagem do natal que vai além de Jesus do amor, paz é valida, poderia ser sim feita o ano todo mas ter uma data para frizar acho legal…bjus paty e feliz natal..rsrsrs

    • Patrícia Lages diz:

      É verdade: dá-lhe cartão de crédito! Mas aproveitemos a parte boa!! 😀

  • Karina diz:

    Compartilho do mesmo pensamento Paty, natal para mim é uma data comercial. Em casa nos reunimos sim, comemos várias delícias, mais fazemos isso o ano todo também não só no natal. E Deus é a nossa prioridade, se estamos aqui hoje é pela tua misericórdia e temos que agradecer a ele.
    Creio que Deus não quer que comemos bem somente um dia e também vestimos bem só um dia para todos os dias, sendo prósperos, unidos e temente a Ele.
    Abraços.

  • Marcia diz:

    Obrigada! Bj, amooo.

  • Shoraya diz:

    Assim como muitas pessoas, eu costumo assar o Natal em recolhimento, pensando e orando. Na nossa casa não temos o costume da ceia, fazemos um almoço para reunir a família. Apenas as crianças ganham presente e não é nada grandioso. Agora meu noivo quer que passemos as festas na casa da família dele, regada a muita bebida alcoólica. Eu não sei nem o que fazer! Pelo minha paz vai acabar!

    • Patrícia Lages diz:

      Imagine como será depois de casada… É bom vc considerar essas diferenças desde já, pois não se trata só do Natal. Diferenças de fé atrapalham, e muito, um casamento. Pense bem!

  • Miriam M Seito diz:

    Apesar de te acompanhar há pouco tempo….não perco um post…adoro todas as informações, tenho aprendido muito contigo. Você autografou dois dos seus livros quando esteve em Londrina, na tarde de autógrafos..me senti uma privilegiada rsrs.
    Espero que volte em outras oportunidades!!! Um excelente 2017 para você e para todas que te acompanham!!! um grande beijo…Sucesso sempre!!!

    • Patrícia Lages diz:

      Muito obrigada por ter reservado um tempinho e ter saído correndo do trabalho para ir ao evento! Adorei te conhecer e espero voltar em breve! Beijos

  • Poliana vera cruz serra diz:

    Paty obrigado por me ensinar tanto esse ano; hoje sou totalmente consciente em relação a gastos. Tudo isso começou quando em 2015 no meio do ano proucurava na internet informações que podessem me ajudar a sair das dívidas; eu só vivia endividada; não sobrava dinheiro para nada;era cheia de cartões de crédito; e todos com limites estourados. Creio que você é uma bênção de Deus em nossas vidas. Obrigado!!!

  • Cristina diz:

    O natal em casa sempre foi alegre e feliz. Mas minha mae nunca fez as comidas de natal, apenas no natal, assim como nao nos dava presente nessa epoca que nao daria em outra, caso pudesse e merecessemos. Entao essa epoca festiva para mim é como mais uma reuniao que fazemos em casa em varios outros momentos do ano. A festa de ano novo segue a mesma linha, mas festejamos ainda mais, pois acredito que a energia que emanamos no inicio do ano para nossos projetos nos acompanha para conquista-los. Que sejamos felizes todos os dias!

  • Lidiane diz:

    Pati Lindona ,

    Compartilho do mesmo pensamento, amo seus posts, ricos de ensinamentos .

    Bjos

  • Thamires diz:

    Muito bom esse post!

    A nossa sociedade precisa ser menos iludida! No Natal suposta data de que comemoramos o nascimento de Jesus, todos são “lembrados”, menos Ele.
    Concordo que não há data para usar uma roupa nova, dar presentes, se reunir, podemos e devemos fazer isso sempre que possível e com equilíbrio, principalmente nas compras.

  • Fabiane diz:

    Concordo com você eu mesma não comemoro o natal e me revolto todos os anos em vê as pessoas gastando dinheiro que iria lhe ajudar no ano próximo e em questão de segundos perdem e algumas pessoas ainda entram o ano endividadas.

  • Letícia diz:

    Meu Natal é o que eu faço dele. Não importa se nas outras casas tem glutonaria, endividamento, briga. Na minha tem comunhão, tem alegria por relembrarmos e celebramos que Jesus veio a nós – tal como os reis fizeram quando Jesus nasceu – tem sorriso, tem mesa farta porque Ele nos dá provisão. Agora vê se eu vou deixar de celebrar o nascimento do meu salvador porque os outros não sabem celebrar? JAMAIS. Jesus será entronizado no meu Natal, bem como Ele é todos os dias da minha vida!

  • Leyson brito diz:

    Concordo na questão das dificuldades que algumas pessoas passam nessa data e nos excessos. Porém o nascimento de Jesus foi comemorado pelos pastores de Belém, pelos reis magos e pelos anjos celestiais! O que se pode contestar é a data em si. De fato foi a morte de Jesus que nos trouxe vida, mas para Ele morrer foi preciso nascer.

  • Dag diz:

    Gratidão por sempre compartilhar conosco sabias palavras! Lindas noites felizes!

  • Fernanda Tavares diz:

    Paty,
    Desejo a você e sua família não só na noite de Natal mas todos os dias bençãos sem medidas, foi um prazer ler seus post durante esse ano.
    Sucesso e permanecemos juntas ano que vem.

  • charlene diz:

    Concordo plenamente com sua opinião… Que em 2017 continuemos juntas no blog, no face, nos livros e nos cursos! Amo você mesmo sem te conhecer pessoalmente. Meu 2016 está terminando muito melhor e devo muito disso a você! Muito obrigada…

    • Patrícia Lages diz:

      ❤️❤️❤️❤️

  • Rosângela do Nascimento Candinho diz:

    Falou tudo, Paty! Nada que impeça de festejarmos, mas priorizando o que de fato é importante: dar valor a família todos os dias, respeitar o próximo, seja ele quem for e nos alimentarmos de forma sadia e equilibrada. Bjs

  • tatiane diz:

    idem. Feliz Jesus Natal!

  • Grace Irene Imbiriba Pastana diz:

    Bom dia.
    Apesar de estarmos mais em ritmo de festas de ano novo, li sua mensagem, gostei muito e retribuo seus votos.
    Concordo em gênero e grau com a visão do Natal e eu mesma pratico o desprendimento de coisas materiais e reverencio os valores e sentimentos mais puros e cristalinos bem convergentes com essa data.
    Despeço me de 2016 com a gratidão pelas experiências vividas que sempre resultam na pessoa melhor que me esforço para ser e fé e esperança de muito amor e sucesso em 2017 para eu e para todos nós! Feliz 2017! Abçs.

    • Helena lima diz:

      Vim de uma família muito pobre..na qual o barraco q morávamos não tinha paredes..na verdade era debaixo d uma lona q vivíamos..sofri muito pelo fato d o papai noel nunca ter ido lá deixar meu presente e dos meus irmãos..enquanto ia na casa da vizinha q tinha telhado,paredes,portas e janelas..vcs fazem idéia do quanto eu sofri??até q um dia minha mãe chorando me explicou o q realmente acontecia…decidir q quando tivesse meus filhos jamais iriam crescer ouvindo essa mentira d papai noel..mesmo porq não sabia qual seria minhas condições financeiras

  • Ellen diz:

    Isaías: 9. 6. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz. 7. Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o estabelecer e o fortificar em retidão e em justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos exércitos fará isso. – Bíblia JFA Offline

    No natal é comemorado o nascimento de Jesus, e nos alegramos de ter nascido o nosso Salvador, consequentemente para morrer pelos nosso pecados, comemoramos o nascimento porque fica estranho comemorar a morte Dele (embora tenho sido em nosso lugar). A data esta comercializada, e muito banalizada, sim! Mas não vale generalizar, quem bébe, briga, e finge amar o próximo só pela data não é cristão em nenhum dia do ano.
    No natal nós cristãos fazemos um culto a Cristo e comemoramos com a nossa família o nascimento do nosso Salvador.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: