Internet para crianças, o que assistir e onde

Como hoje é o Dia das Crianças, vamos adiantar o post da Isabela Munhoz (publicado às sextas) para judar pais e mães a escolherem boas opções para seus filhos na internet. Confira!

internet

Se antes os pais se preocupavam com o que os filhos estavam vendo na TV, hoje em dia esse recurso virou o vilão menos perigoso da história.

A tecnologia chegou para ficar, e está cada dia mais presente na nossa vida. Uma hora as crianças terão acesso a tablets, smartphones, notebooks, e vemos que o interesse deles é despertado cada vez mais cedo.

Em casa, meu filho que vai fazer 5 anos, usa o tablet ou o celular para ver seus vídeos de games, mas sempre na minha presença ou na do pai, pois restringimos o tempo nos aparelhos para que ele possa se divertir com outras atividades.

Quem já assistiu vídeos com uma criança no Youtube sabe que mesmo digitando os nomes dos desenhos, acabam aparecendo vídeos impróprios, inclusive utilizando os próprios desenhos! Por isso, hoje vamos falar de algumas opções para que pais e responsáveis possam ficar um pouco mais tranquilos com o acesso de seus filhos às mídias digitais.

  • Youtube Kids – aplicativo que você configura conforme a idade da criança e ele só permite assistir vídeos dentro da faixa etária. Oferece também o recurso de comando por voz, então até as crianças que ainda não sabem escrever podem escolher o que querem ver. Link aqui.
  • Kiddle – é um site de busca para crianças, uma versão do nosso Google que restringe resultados considerados impróprios. Serve de filtro para vídeos também. Link aqui.
  • Univervídeo – plataforma estilo Netflix com conteúdo cristão que conta com uma área infantil onde há desenhos e filmes. Link aqui.
  • Playkids – plataforma que pode ser utilizada off-line (baixando o conteúdo antes) e conta com desenhos e diversas atividades. Link aqui.

Porém, mesmo com todos esses recursos automatizados, a supervisão dos responsáveis ainda é altamente recomendável, pois sabe-se lá quando vão inserir algum vídeo impróprio para crianças? E ainda que algum conteúdo impróprio seja retirado posteriormente, a criança pode já ter visto e o estrago já terá sido feito. Portanto, nada substitui o critério de um adulto!

E mais: mesmo com todos os cuidados, vai chegar a hora (para muitos pais já chegou) em que os nossos pequenos não serão mais tão pequenos e terão capacidade de “burlar” as restrições e acessarão sozinhos esse universo de coisas (boas e más) que a Internet oferece.

E é por isso que temos que educar nossos filhos para a autonomia, já que quando não estivermos por perto, eles terão de saber tomar decisões por si mesmos. Nesse momento, vão valer muito aqueles dias em que nos sacrificamos tanto para educá-los, ensiná-los e o quanto nos cansamos para supervisionarmos tudo o que os cercava. Sempre vale o esforço de dar o nosso melhor para ensinar valores e, acima de tudo, educá-los por meio de nossos exemplos!

Até a semana que vem!

Isabela Munhoz

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Crianças
  • WAnessa diz:

    Parabéns Isabela adorei o texto👏👏😙

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: