Estou sobrecarregada, chega!

Sabe quando parece que o mundo inteiro conspirou para que tudo desse errado na sua vida? E pior: que tudo de errado acontecesse ao mesmo tempo? Esse post é pra você!

sobrecarregadaPois é, você está a mil, mas para ajudar, parece que ninguém nota que você está sobrecarregada, ninguém ajuda, ninguém se preocupa, ninguém nem liga!

Se você está se sentindo sobrecarrega e tem aquela vontade de gritar CHEGAAAAAA!!! com todas as suas forças, vai em frente e grita que tudo vai se resolver. Opa… não vai não!

Eu estive assim nem sei quantas vezes e minha forma de “resolver” era reclamar. Reclamava desde a hora que levantava até a hora de dormir. O dia passava e, apesar de ter coisas pra resolver, eu tinha todo tempo do mundo para reclamar. Principalmente no ouvido do meu marido (coitado!).

Até que um dia ele disse: “que tanto você tem pra fazer afinal?”. Confesso que fiquei com uma bronca tremenda e saí resmungando… “O que eu tenho pra fazer? Era só o que me faltava… Tenho um monte de coisa pra fazer… Ele ainda pergunta que tanto eu tenho pra fazer? Ora, eu tenho coisas… Um monte… Tipo… Eu tenho várias… Ué… O que eu tenho mesmo pra fazer?”

Quando fui analisar por que estava tão sobrecarregada, notei que nem tinha tanta coisa assim pra me deixar sobrecarregada… Então, o que estava acontecendo? Refleti e percebi que o problema era eu!! Eu estava vendo tudo como um problema!

Tinha que fazer calor logo hoje? Detesto calor!

Só tem desgraça nessa televisão? Não acontece nada de interessante nessa cidade. Por  que esses caras colocam o rádio do carro no último volume com esses “tchu-tchu-tchu, tcha-tcha-tcha? Por que o cachorro do vizinho late tanto? Será que só eu estou ouvindo?… Ora, o que eu queria que fizessem? Que alguém apertasse um botão e a temperatura baixasse 10 graus? Ou que alguém estalasse os dedos e o cachorro começasse a miar?

Na verdade, a maioria dos “problemas” da nossa vida são criados por nós mesmas. Muitas vezes reclamamos de coisas que não fazem nenhum sentido. E essa mania de reclamar é que acaba nos sobrecarregando, afinal, quem aguenta viver assim? Então, antes que esse “vício” da reclamação tome conta de você, da sua família, do seu trabalho e todo mundo queira se afastar de você, afaste-se primeiro! Afaste-se da reclamação. Todas as vezes que ela vier à sua cabeça, acabe com ela antes que chegue à sua boca. Tenho certeza de que essa “carga” que está oprimindo você vai ficar muito mais leve.

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Carolina Nogueira diz:

    Eita. Eu reclamo dessas mesmas coisas. Calor, som alto, cachorro latindo. E realmente, esse post veio confirmar o que eu percebi essa semana. Que eu tenho que parar de reclamar. De me importar com tudo. Vou fazer isso.

    Obs. E o sorteio do aparelho de som? rsrs

    Um abraço!

  • Sula Laiane diz:

    É bem por ai mesmo, na agonia por não conseguir dar conta de tudo acabo reclamando e até chateando as pessoas.

  • Ana Lina diz:

    Bom dia,Infelizmente adquiri esse horrível habito de reclamar que não tinha na adolescência e comecei na fase adulta.Me policio bastante mas me pego a reclamar.Tem horas que até eu não aguento.Li vários livros para mudar esse habito mas ta muito lento.Tenho esperança de consegui mudar pois não quero ser uma idosa rabugenta.Isso nao!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Bianca diz:

    Tenho aprendido com isso e meu marido tem sido meu maior auxiliador. Sempre que eu começo a reclamar ele faz a mesma pergunta que seu marido fez e conversa um pouco comigo, me ajuda a elaborar soluções algumas vezes! A frequência de reclamações tem diminuído (ainda bem) e tenho conseguido fazer as coisas que eu tenho pra fazer ao invés de perder meu tempo reclamando
    Beijos
    http://mundocoloridodebia.com/

  • Luciane diz:

    Paty !
    Esse post se parece comigo, mas realmente me encontro sobrecarregada e sei lá, acho que quero que o mundo pare !
    Estou assim: lições da faculdade (ead) atrasadas, trabalhos sem entregar, minha casa uma bagunça, trabalho acumulado e alguns atrasados no emprego, minha mesa parece uma guerra neste momento de tantos papéis, planejamento do casamento, problemas familiares,financeiros e meu noivo tadinho tá com tantos problemas tb e precisando de ajuda e eu acho que estou sufocando-o mais, ansiedade a mil, querendo colocar tudo em ordem e nadaaaaa…dieta foi pro espaço, academia ? nem ânimo e coragem tenho pra ir mais…o que faço?preciso ir ao oftalmo e nada, preciso de foco mas não consigo e minha meta é colocar a minha vida em ordem até o final deste mês…que Deus me ajude e eu também faça por onde merecer né?

  • Delândia Silva diz:

    Oi minha amiga…quanto tempo não nos falamos né ? Culpa sua que me ensinou tanta coisa boa, e tenho colocado em prática, me dedicado, me esforçado e quaaaaantas mudanças !!!
    Gostei muito do post de hoje, precisamos de “vez enquando” rsrsrs fazer uma auto analise, e foi o que fiz…
    Andava chateada, reclamoma, ate que numa das nossas reuniões de célula meu líder disse assim : ” Não reclame daquilo que você permitiu “…caiu a ficha !!! Comecei avaliar que muito do que vivia e reclamava era culpa minha mesmo…então como você diz Paty, tive meu momento EPAAAAAAAAAAAAAA… e resolvi mudar essa história !!!
    Graças a Deus a cada dia estou melhor, mais calma, confiante e alegre…
    Quero aproveitar e deixar mais uma vez meu agradecimento a sua vida que muito tem me ensinado…minha agenda lindinha, meu calendário organizado, minhas planilhas show de bola…2015…ahhh…esse virá cheio de grandes realizações !!!
    OBRIGADA VIU MINHA AMIGA !!! Bjs mil !!!

  • Priscila diz:

    Verdade, a maioria das vezes ficamos oprimidos por ficar reclamando de algo que so existe na nossa cabeça , e esse post serviu muito para mim.

  • Geovana Russo diz:

    Nossa essa reclamona sou eu a tempos estou tentando mudar está um pouquinho complicado me livrar deste mal costume, mas creio que vou conseguir.

  • Elis Mara diz:

    Olá Patricia Lages, venho acompanhando o seu blog já faz algum tempo, e tem me ajudado muito. Gostaria de saber se ja foi realizado o sorteio do mini sisten!?

    Grata, Elis

  • Patricia diz:

    Tem vezes que eu me pego reclamando com gestos faciais! A reclamação não vem só das palavras, mas uma cara feia acompanhada de um grunhido também são formas de reclamação.
    Outro dia quando lavava a louça aqui em casa, pela enésima vez, meu esposo apareceu na cozinha e falou num tom amigável: Eu pensei: . E, junto com esse pensamento venho uma expressão feia e um leve resmungo. Haha. Ele só respondeu: Na mesma hora eu me toquei e me desculpei. Afinal, que tem de mais eu lavar uma pequena louça? Ele faz tantas outras coisas por nós dois, que não me custa nada fazer a minha parte. ( sem reclamar ou resmungar)

  • Alexandra Kacziava diz:

    Olá Patricia mmais uma vez, venho agradecer pelas mensagens. Verdade falou comigo, reclamar, as vezes pensamos que nossos problemas são os maiores. Agradeço mais uma reflexão para gente se policiar . Bjss

  • Gisele Roberta Mantovani Santana diz:

    Meu Deus está sou eu reclamo demais.
    Mais tenho lutado com todas as forças para mudar.
    Também achava que tinha muito serviço mais estou descobrindo que não e tanta coisa assim.Rsrs

  • sara diz:

    Além de ser péssimo quando agimos assim, pior ainda é conviver com pessoas assim! Já tive experiências horríveis, a pessoa só reclama reclama reclama e nada ta bom! Quando aparece gente assim eu corro km de distância desse tipo de gente pra não me contaminar! E me policio muito também de não cair no mesmo erro, procuro vigiar muito, pq quando agente vive de murmuração, isso só puxa a nossa vida pra trás!

  • Elisangela diz:

    Me identifiquei com o Texto, feel sorry for my Hubby now!!!!

  • Fernanda Lopes diz:

    Sim, obrigada pela orientação.
    Muitas vezes nem me dou conta de que a reclamação mesmo que numa forma sutil de comentário faz trazer um peso que parece que temos tanta coisa e que estamos tão cansadas. Esse post me fez refletir muito e me deu a solução para o que eu estava agora mesmo ( antes de ler esse post) pedindo a Deus. De como fazer para não falar o que eu não devo, a resposta veio: acabar com o pensamento de reclamação antes que ele chegue a boca. Quer dizer que quando eu pensar em “comentar” algo sobre o meu dia, meu trabalho, meus colegas, minha condição, etc é só eu eliminar o pensamento imediatamente e ele não virará comentário algum e eu estarei livre da reclamação.
    Hoje mesmo começo a praticar e se alguém começar a reclamar do meu lado vou ajuda-la a ver o lado positivo de tudo.

  • joselene lima diz:

    Amém! Muito bom!

  • Marcia Germano diz:

    Muito bom o post. Agora vou otimizar meu tempo, me afastando dos meus murmúrios, lamentações e reclamações.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: