Ensinando aos filhos o valor que as coisas têm

Vivemos a era do desperdício, onde quase tudo se tornou descartável. Mas ainda assim, podemos passar bons exemplos para as crianças. Confira o post da Isabela Munhoz desta semana!

IMG_3444

Filha de japoneses, minha avó materna, Dona Nina, era uma pessoa sensacional! E hoje vou falar de uma entre tantas características maravilhosas que ela tinha: a de não desperdiçar!

Como seus pais viveram num país em guerra, foram acostumados a aproveitar ao máximo todos os recursos que tinham, pois não sabiam o que esperar do dia seguinte. E foi nessa cultura anti-desperdício que minha avó nasceu e cresceu.

Anos mais tarde, ao se tornar viúva, minha avó teve que fazer render ao máximo o pouco que possuía para criar sozinha os seis filhos pequenos. Trabalhou duro a vida toda e conseguiu ver sua família crescer e se tornar bem-sucedida.

Mesmo depois de alcançar condições melhores, ela nunca mudou seu jeito de otimizar tudo o que podia. Vou listar algumas coisas que ela fazia:

  • Guardava o que sobrava das refeições – era comum abrirmos a geladeira da casa da minha avó e encontrarmos um monte de coisas pequenininhas embrulhadas em plástico: meio bife, alguma sobra de verduras, um pedaço de fruta;
  • Aproveitava material orgânico desprezado para fazer adubo: casca de ovo, pó de café utilizado, casca de banana etc;
  • Reaproveitava o óleo das frituras e fazia um sabão maravilhoso para lavar louça;
  • Utilizava jornal velho para forrar cestos de lixo, no lugar de saquinhos plásticos;
  • Fazia suas próprias roupas (ela era uma costureira muito talentosa e foi com esse ofício que sustentou a família);

Minha avó fazia muitas outras coisas usando pouco ou reaproveitando o que pudesse. Ela nunca me falou sobre não desperdiçar, mas me ensinou muito através do seu exemplo.

Ensinar nossos filhos ainda pequenos sobre economia, através de pequenas coisas do dia-a-dia, com certeza os ajudará no futuro com suas próprias finanças e em sua consciência de que podem ser agentes para tornar o planeta mais sustentável.

Sou muito grata a minha avó Nina por ter me passado, além dos olhos puxados, o exemplo de quem dá valor para as coisas, num mundo em que tudo se torna cada dia mais descartável.

Até a semana que vem!

Isabela Munhoz

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Crianças
  • Edneia diz:

    Lindo exemplo a ser seguido. Parabéns pelo seu trabalho, conheci seu site a pouco tempo e achei super legal, estou aprendendo muito.

  • Jane Meneses diz:

    Amei este post da Isabela Munhoz, pois tb sou neta de orientais e lendo este, me fez voltar no tempo …minha batiam tb fazia muito destes exemplos sobre o desperdício e costurava tb , inclusive fazia colchas e tapetes com retalhos dos tecidos; com certeza foram exemplos de mulheres fortes e inesquecíveis e que devemos dar continuidade mostrando para nossos filhos como serem futuros cidadãos de um planeta sustentável de forma consciente.

  • Fernanda de Oliveira diz:

    Feliz aquele que tem estas inspirações e valorizam todas estas lições.
    Linda foto… Parabéns pelo post.

  • Estela Pereira diz:

    Olá,

    Amei o post, tenho essa preocupação de passar esses valores e conceitos aos meus filhos, principalmente hoje em dia pela velocidade das mudanças, das informações e de tudo ser tão efêmero. Temos que realmente dar o exemplo!
    Bjos!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: