Cuidado com as redes sociais

Há inúmeros casos de pessoas que esquecem que seu perfil nas redes sociais é público e acabam sendo vítimas de suas próprias postagens. Não caia nessa!

aeroportoVocês devem ter acompanhado o caso de Rosa de Brito Meyer, professora de Letras da PUC-RJ, que foi demitida da Coordenação Central de Cooperação Internacional (CCCI), segundo o jornal O Globo. A demissão foi causada por uma postagem no Facebook – “sem intenção de ofender”, segundo a professora – que mostra um homem de bermuda e regata no aeroporto Santos Dummont, no Rio, com a legenda “Aeroporto ou rodoviária?” O homem em questão é o advogado Marcelo Pereira dos Santos, de 33 anos.

A postagem foi parar longe, pois outras páginas começaram a compartilhar o publicação, e logo dividiu opiniões. Alguns entraram no clima de zombar do passageiro, outros, taxaram a postagem de preconceituosa. O fato é que o advogado se sentiu humilhado e cogita processar tanto a professora, quanto as demais pessoas que usaram sua imagem como motivo de chacota.

Mas, havendo ou não processo, a professora já perdeu, pois foi demitida de um de seus empregos, além de ficar com a imagem abalada no país todo. O que ela fez, mesmo sem imaginar que daria nisso, voltou de uma forma muito cara para ela. É o tipo de coisa que, depois de feita, não tem como consertar. Mesmo ela tendo apagado a postagem horas depois, já era tarde…
Por isso, cuidado com o que você posta, com o que compartilha e até mesmo com o que comenta e curte. Você pode dizer que a página é sua e que pode postar o que quiser, mas nunca se esqueça que seu perfil é público e que a coisa pode sair do seu controle. E mais: muitas empresas, antes de contratar qualquer funcionário, pesquisam seu perfil nas redes sociais para ver, de fato, quem essa pessoa é. O que será que vão achar sobre você?
E se você quer bom conteúdo no Facebbok, curta a página do Bolsa Blindada clicando aqui. E se quiser me seguir no Instagram, é só buscar por PatsyLages 🙂
Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • Vânia Maria Gabriel de Souza diz:

    É fato! Isso se chama “cuidar da vida alheia”…. e as consequências não são nada agradáveis!

  • Layane diz:

    Otima Dica!!!
    E sempre bom aprender!

  • Camille Lago diz:

    Quando vi essa postagem ela ainda estava no ar e só entendi mesmo do que se tratava após ler os comentários que na grande maioria eram contra. Fiquei surpresa pela audácia da mulher de tirar a foto na cara dura e postar assim sem nenhuma preocupação o rosto como se não houvesse problema nenhum, quando foi postado não havia nada escondendo o rosto do rapaz. Após isso, era nítido que não havia como voltar atrás e é o tipo de coisa que vai ficar marcado. Não fiquei surpresa pela atitude preconceituosa pois aqui isso é muito comum, fiquei surpresa por ela ter a coragem de postar isso como se não houvesse mal nenhum. As pessoas acham que podem te tratar bem ou mal de acordo com o que você está vestindo. Um tio meu foi comprar um imóvel e o corretor não quis atende-lo pois ele estava de camiseta e chinelo e ainda disse que era bom o contato pessoal, pois assim ele já podia ver quem tinha condições de comprar ou não. Resultado, ele comprou um imóvel na concorrente.

    • Patrícia Lages diz:

      Meu marido veste quase sempre jeans e camiseta branca. Uma vez, ele estava andando no bairro e resolveu cortar o cabelo. Quando entrou no salão (que estava vazio), o cabeleireiro disse que tinha que marcar hora. Quando ele disse que queria marcar, o cabeleireiro disse que o corte era caro… Daí ele colocou a mão no bolso, tirou um bolo de dinheiro, pegou a chave do carro – que estava no fundo – guardou o dinheiro e foi embora. Imagina a cara do cabeleireiro? hahahahahaha…

      • Camille Lago diz:

        Gente, fico boba com essas coisas, como a pessoa tem a cara de pau de fazer isso? Dizer que “o corte é caro”! Bem feito! hahaha Eu mesma já passei por coisa desse tipo, teve uma festinha temática no trabalho e aí eu coloquei uma camiseta do Seu Madruga, e quando fui embora resolvi não trocar. Faltavam alguns dias pro ano novo e fui comprar uma roupa. Entrei numa loja famosa e a menina que me atendeu me olhou dos pés a cabeça literalmente, ela não só moveu os olhos como abaixou a cabeça para olhar os pés e tudo qnd me me viu com aquela blusa…Fiquei indignada olhando pra ela, e sai da loja e fui pra outra do mesmo nível e comprei a roupa lá. A maneira que ela me olhou dizia que as roupas daquela loja não eram pra mim. Só porque eu estava com uma camisa do Seu Madruga??? uahuauauauah

        • Patrícia Lages diz:

          Eu gosto muito do Seu Madruga… hahahahahaha

  • Helena A. diz:

    De certeza que a Sr.ª da proxima vez vai pensar antes de fotografar outra pessoa e opinar sobre o que ela veste. É preciso muito cuidado com estas coisas e, se fosse ao contrario, ela ía gostar? E o pior, é que se virou o feitiço contra o feiticeiro… dá que pensar. Optimo post, como sempre. 🙂

    • Patrícia Lages diz:

      Acho que nunca mais ela vai pensar em fazer algo assim… pena que aprendeu da pior forma!

  • DELÂNDIA SILVA diz:

    Triste…falta sabedoria na maioria das pessoas, falta amor, falta olhar p si mesmo !!!

  • Danieli Ribeiro diz:

    Verdade, as pessoas acabam abusando das redes sociais, muitos são “anjos”, mas quando vemos o seu facebook por exemplo, nem parece ser o mesmo “anjo”..

  • Daiana Schemes (Rio Grande do Sul) diz:

    Bota cuidado que devemos ter, somos vigiados 24hs por dia o.O, fazer o que né, junto com a tecnologia e suas vantagens, vem os problemas para quem não sabe usar corretamente o que tem em mãos.
    Um abração tri legal pra ti guria, e até amanhã 😉 🙂

    Dai.

    • Patrícia Lages diz:

      Tem algum provérbio gauchês para a privacidade??? hahahahaha

  • Alessandra Mess diz:

    Ainda sou daquelas que acredita que a empresa não tem o direito de ficar bisbilhotando o seu perfil.
    Você chega no horário?
    Você cumpre as metas?
    Você é simpática, dedicada, atenciosa, tem autonomia?
    Você é criativa?
    Você é organizada?
    […] isso são coisas que um bom chefe descobre no seu dia a dia, prestando atenção nas suas conquistas, não bisbilhotando o seu twitter ou o seu facebook.
    Vide texto “POR QUE CRIATIVOS TALENTOSOS ESTÃO DEIXANDO A SUA AGÊNCIA DE MERDA.” Vale a leitura: http://migre.me/g3tFM
    Eu costumo brincar dizendo que minhas inimigas é que pagam minhas contas, pois elas que estão sempre bisbilhotando minhas redes, as quais dedico somente ao blog hoje! Ou seja, os chamados ‘haters’ são responsáveis por parte dos meus acessos. Coincidência?

    O caso da professora realmente saiu do controle, uma atitude tão preconceituosa não podia passar despercebida. Pena que ainda teve gente dando moral pra ela, compartilhando e zuando. Se tem algo que mais me deixa nauseada é preconceito.
    Atitudes COMO ESSA, devem sim ser punidas. Mas cuidar das redes do seu funcionário tem limites! Todo mundo tem direito a ter uma vida pessoal. E as redes são muito isso, algo muito nosso.
    Enfim, reflexões.. pra pensar!
    Beijo lindona! Amo seu blog.

    Mess.
    http://workingmachine.nu/

    • Patrícia Lages diz:

      Sim, é verdade. Os haters estão em todo lugar mesmo e concordo que não é “coincidência”. Aliás, nunca vi pessoas tão obstinadas quanto os haters. Bom seria se os “likers” fossem tão engajados com o que gostam, né??
      Beijos, Mess!!

  • Vanessa (Shenzhen,China) diz:

    É verdade! Esse mundo da internet estâ ficando uma loucura, outros tirando até a própria vida por causa de fotos assim indevidamente publicadas.
    Melhor mesmo é zelar pelo que somos e usar a internet para o bem!!
    Te vejo no Instagram :)))

    • Patrícia Lages diz:

      Sim, agora nos vemos em todos os lugares!! 😀

  • Ana Augusta diz:

    Isso é muito sério.
    Quando as pessoas ofendem verbalmente, é péssimo, mas ninguém prova o que ela falou.
    Já nas redes sociais, está registrado, é como se a gente falasse e assinasse em baixo (com a sua foto em cima pra completar).
    Temos que vigiar muito o que publicamos… lembro um texto do blog do Bispo Renato que ele fala que a tecla que ele mais gosta no computador é o DELETE.
    Tem coisas que não vale à pena escrever e publicar, as pessoas podem entender errado.

    • Patrícia Lages diz:

      Verdade, o Delete e o Control+Z são as melhores!!!

  • diz:

    Pois é que é. Sou vendedora e meus melhores clientes são gente simples. São melhores pagadores, preocupados com sua honra, com o nome pois este é o seu bem precioso. Os nobres, considerados “ricos” costumam dar “dor de cabeça” por aqui no interior… Por isso, fama e prestígio muitas vezes não quer dizer nada :s

    • Patrícia Lages diz:

      Pois é, fama e aparência não definem ninguém!

  • Elisangela Tosta diz:

    Meu Deus q horror rssa publicacao dessa senhora.

  • Luiz diz:

    Poxa … que coisa horrível a postagem dessa professora!!
    Gostei muito da atitude do seu marido Paty….já imagino a cara que ficou esse cabeleireiro
    bem feito para ele…. hahahah…. isso já aconteceu comigo em uma loja!
    Concordo com vc; a aparência não define ninguém!
    Uma ótima noite pra vc floor
    beijinhosss

    • Patrícia Lages diz:

      😀

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: