Críticas: como lidar com elas?

Todos sabemos que ela está em todos os lugares, aguardando para dar o “bote” nos momentos em que menos esperamos. Quem? A crítica! Como lidar com essa onda que parece cada vez maior e mais violenta? Confira o post de hoje!

CRÍTICAS

Com o advento das redes sociais, as críticas se potencializaram de uma forma jamais vista. Eu que o diga!

  • “Com essa roupa ficou parecendo que você tem 4 braços!”
  • “A jaqueta que você escolheu hoje não te favorece em nada.”
  • “E esses brincos de roqueira? Nossa, menos!”
  • “Por que citar a Bíblia em um blog de finanças? Você é crente? Conseguiu estragar… Aff!”
  • “Baixinha de sapatilha? Ficou totalmente sem perna. Salto alto da próxima vez, querida… Errou feio!”
  • “Nunca mais deixe ninguém enrolar o seu cabelo, ficou terrível, dez anos mais velha. Credo!”

Essas são algumas “pérolas” com as quais tenho que lidar todos os dias no meu canal do YouTube, nas minhas redes sociais (Facebook e Instagram) e nas publicações sobre minha participação no programa Mulheres, da TV Gazeta (onde apresento um quadro de finanças todas as quintas-feiras). Sei que algumas pessoas não comentam por mal, mas a forma como as frases são colocadas, dependendo do dia, podem ser bem indigestas! Sem contar que as pessoas que escrevem esse tipo de crítica não diriam isso da mesma forma se estivessem cara a cara comigo. Regra para internet: se você não falaria pessoalmente, não publique!

Estando há 4 anos à frente deste blog, há quase 2 anos na TV e desde o ano passado com o canal do YouTube, posso dizer que, se juntasse todas as críticas que recebi nesse tempo todo, daria um baita livro!

A verdade é que, por mais que eu não tenha perguntado a opinião de ninguém, e que as pessoas tenham acesso à maior parte do meu trabalho de forma gratuita, ainda assim, muitas se sentem no direito de opinar sobre tudo, achando que, só porque meu trabalho é público, tenho o dever de aguentar todo tipo de crítica. Para as pessoas que pensam assim, segue uma dica:

O meu trabalho é público, mas eu, como pessoa, não sou propriedade pública. Ou seja, que o meu trabalho seja público, não é motivo para o público ter o direito de me criticar como pessoa, dizendo tudo o que vêm à cabeça, sem o menor tato.

O que aprendi com as críticas se resume basicamente a duas coisas:

  1. Críticas sempre irão existir – por mais que eu busque fazer o melhor, com a melhor das intenções e dentro das condições que tenho, sempre haverá pessoas dispostas a dizer que poderiam fazer o que faço de uma forma muito melhor. Neste caso, vale o ditado: “aceita que dói menos”. Sim, é preciso aceitar que críticas fazem – e sempre farão – parte da vida de quem se propõem a fazer a diferença. Tentar calar os críticos de plantão é uma tarefa simplesmente impossível, então, bola para frente!
  2. A melhor resposta é não responder – a pessoa que critica maldosamente está querendo provocar uma reação. No mínimo, ela quer ser ouvida. Daí para frente, as intenções podem ser as mais variadas possíveis: desde fazer com que você perceba o quanto ela é “superior” e o quanto sabe mais do que você, até querer lhe colocar para baixo, humilhar com suas ofensas para, finalmente, fazer você parar. Esse é o objetivo final: por um fim àquilo que você vem realizando. Elas não fazem, então você também não pode! Por isso, aprendi que a melhor resposta a uma crítica é não dar resposta alguma!

Por isso, o melhor conselho que trago na ponta da língua para as pessoas que são bombardeadas pelas críticas é: “Continue! Ignore os críticos de plantão e siga em frente!” Afinal, ninguém atira pedra em árvore que não dá fruto, assim como ninguém chuta cachorro morto!

FullSizeRender

Para quem quer aproveitar a promoção dos combos de livros, ainda está vigente! Clique neste link e faça o seu pedido! 🙂

E para não perder nada aqui no blog, cadastre-se:

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos (com crítica e tudo)!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

Categoria: Comportamento
  • Adriana diz:

    Oi Patricia.Críticas fazem parte da nossa vida e algumas até nos ajudam a melhorar.Infelizmente, estamos em uma época, em que algumas pessoas confundem liberdade de expressão com falta de respeito.Você é uma pessoa bonita, inteligente e bem sucedida.Pessoas que fazem a diferença, incomodam quem não tem coragem de mudar.E uma coisa é fato: sempre terá alguém que faz o seu serviço muito melhor que você.Os seus vídeos e posts me motivam sempre e tenho aprendido muito com você.E relativo a misturar Deus e finanças, acho maravilhoso. O que seria de nossa vida sem Deus?Sem fé?A fé em Deus é que enche meu coração de esperança todos os dias.Confesso que minha vida financeira está um caos, como de vários brasileiros mas, eu creio que tudo vai mudar.Obrigada.

  • Laura diz:

    Boa Patrícia!

    essa foi bem na veia!

  • Sandra Sousa diz:

    Olá Patrícia,
    não é para ligar mesmo. Às vezes pode não ser má intenção, mas acho que a maior parte é “azedume” de pessoas ressentidas com a vida que têm, que querem companhia na frustração. E inveja. Beijos
    [sobre o seu aspecto é muita maldade mesmo, tem sempre um ar tão … sei lá… elegante! :-)]

  • Marcia diz:

    Pat, vc disse tudo. Conheço pessoas que sāo exatamente assim (2.). Sāo do mal!

  • suelane santana assunçao diz:

    continue no proposito que Deus lhe concedeu, e só dele vem a vitoria.

  • Kathleen Carone diz:

    Pat, muito bom!!

    Eu te admiro demais, sempre leio os seus posts e te vejo como uma mulher extremamente experiente.

    Adoro seus livros, canal e Blog.

    Parabéns pelo seu trabalho e siga sempre em frente!

    Abraços.

  • Gislene diz:

    Bom dia, verdade…críticas sempre irão existir, por mais que vc queira o melhor para as pessoas.Eu aprendi que o que é bom a gente absorve e o que não for deletamos ou até mesmo aproveitamos para para nos tornamos melhor ainda.
    Parabéns pelo seu trabalho e que Deus abençoe mais e mais, bjos.

  • Amanda Daryanne diz:

    Olá Pati!
    Bom dia!

    Você está certa. Admiro seu trabalho, seu blog e os livros tem me acrescentado muito.
    Beijinhos

  • geyse diz:

    Infelizmente tem mais gente para criticar, do que para ajudar ou elogiar.

    Mas saiba que continue assim, pois as suas publicações através do livros blog youtube e tv tem ajuda a mim e a outras pessoas.

  • Juliana Alves diz:

    Incrível, né Paty, você faz um trabalho maravilhoso, não cobra nada em muitas delas e ainda assim existem pessoas que tem a coragem de criticar. A resposta para elas é: Não gostou, faça melhor que eu. Sempre quem critica são pessoas incompetentes, que nunca fazem nada, porque quem faz, sabe como é difícil fazer e não ousa criticar. Sou sua blindete e fã de carteirinha. Amei te conhecer e saber que você é uma luz de Deus nesse mundo 🙂

  • Vilma diz:

    Boa
    👏👏👏👏

    Crítica…faz parte!
    E vamos na fé 🙏

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: