4 passos para sair das dívidas

Conhece aquela dívida que parece não acabar nunca? Você paga um pouco a cada mês, mas quando vai ver, lá está ela, maior ainda! Como esse crescimento ocorre e como sair dessa bola de neve? Confira o post de hoje!

JUROS

Quando uma pessoa tem diversas dívidas geralmente não sabe por onde começar a pagar. Sei perfeitamente como é se sentir sobrecarregada e sem saída diante de tantas contas, tantos juros e tantas necessidades (e sem ninguém que possa ajudar!). Passei por uma época de alto endividamento devido a um negócio que não deu certo e essa experiência tem me ajudado a ajudar muitas pessoas (conto toda a história e como saí dela no meu primeiro livro, Bolsa Blindada).

Para acender uma luz no final desse túnel, seguem 4 passos para sair das dívidas:

PASSO 1 – Junte todas as dívidas

Eu sei que você não quer nem pensar no valor total das suas dívidas e que isso pode fazer sua cabeça ferver só de pensar, mas é preciso enfrentar essa bola de neve (ou de juros) para poder sair dela. Por isso, reúna todos os boletos, cobranças, faturas e tudo o que tem para pagar (vencido e a vencer). Anote tudo em um papel ou planilha, preferencialmente por ordem de data (das mais antigas para as mais recentes).

Veja o exemplo fictício de uma pessoa que não conseguiu pagar 3 parcelas do financiamento do carro, a fatura do cartão do mês passado e usou R$ 500 do limite do cheque especial. O que deve ser feito é: reunir as contas, lançar a data de vencimento e o valor original (ainda sem os juros, multas e correções).

Screen Shot 2016-03-24 at 11.27.52

PASSO 2 – Conheça cada uma das dívidas

O que é preciso saber sobre cada uma, além do valor original é:

  • Qual a taxa de juros que a corrige;
  • Se há multas e outros tipos de correção além dos juros;
  • Qual o valor atualizado. Para preencher essa parte da planilha provavelmente você terá de entrar em contato com cada credor e pedir a atualização da dívida.

Atenção: muitos credores só calculam o valor para pagamento no dia, com isso, o devedor que não vai pagar naquele dia acaba desistindo de pedir o cálculo. Porém, mesmo que você não vá pagar hoje, peça o cálculo para ter uma ideia mais aproximada do valor da dívida e poder se programar melhor. Veja o preenchimento no exemplo fictício abaixo:

Screen Shot 2016-03-24 at 11.25.28

PASSO 3 – Ter um controle de orçamento

  • Primeiro é preciso ter uma planilha com todo o seu orçamento para saber quanto dinheiro será possível investir no pagamento dessas dívidas. Para obter modelos de planilhas, clique aqui e baixe a que melhor se adaptar a você.
  • Com a planilha preenchida em mãos, analise seus gastos e despesas e corte todos os desperdícios. Reduza todas as contas possíveis para poder investir o máximo na quitação das dívidas, assim você sai dessa situação mais depressa e perde menos dinheiro com juros e multas. Vale o sacrifício, acredite!

Veja o exemplo abaixo:

Screen Shot 2016-03-24 at 11.39.50

No nosso exemplo seria conveniente diminuir as contas de água e luz, cortar temporariamente a academia e a TV a cabo, já que não são coisas de primeira necessidade. Suponhamos que a pessoa diminua R$50 das contas de água e luz e some os valores economizados da academia e do cabo. Dessa forma, ela teria R$ 380 por mês para investir no pagamento das dívidas vencidas.

PASSO 4 – Fazer uma programação de pagamento

Deve-se pagar primeiro as dívidas de juros mais altos, pois elas ficarão cada vez mais caras, ao passo que as com juros mais baixos terão uma correção menor. Também é preciso conhecer as penalidades de cada dívida, por exemplo, no nosso caso fictício a pessoa está acumulando 3 parcelas do financiamento de veículo vencidas e, caso não quite uma delas, poderá ter seu carro apreendido. O correto seria quitar a mais antiga à vista, caso a intenção seja manter o bem. Se isso não for possível, o devedor deve buscar o credor e tentar uma renegociação dessa dívida (talvez aumentando o prazo e baixando o valor da parcela).

Para isso, é importante ter a planilha de orçamento, pois só assim a pessoa poderá saber qual valor de parcela daria conta de pagar sem incorrer em atrasos futuros. Em último caso, seria melhor vender o bem para quitar a dívida (às vezes até pode sobrar um dinheirinho para dar entrada em outro) ou  fazer um acordo de devolução do bem (estes são apenas exemplos de possibilidades).

Por isso é importante conhecer cada dívida e todas as maneiras possíveis de se livrar delas o quanto antes. É um trabalho que vale a pena, pois faz você parar de perder o dinheiro que você se sacrifica tanto para ganhar.

IMG_6042

Hoje no programa Mulheres estarei com Cátia Fonseca falando mais sobre o assunto e mostrando de forma bem clara como as dívidas que têm juros sobre juros crescem tão rápido! Não perca, é hoje à partir das 14h na TV Gazeta. Veja aqui qual o canal da Gazeta na sua região.

Screen Shot 2015-08-03 at 21.21.13Se não puder acompanhar ao vivo, não se preocupe! Vou colocar o link do programa na semana que vem e você poderá assistir quando tiver um tempinho.

E se quiser aproveitar o último final de semana com frete grátis para adquirir um dos meus livros, clique aqui!

O frete é grátis para todo o Brasil para compras feitas até 27/03/2016.

Todos os livros adquiridos na nossa loja virtual vão com dedicatória e autógrafo e também são acompanhados de um marca páginas fofo! 😀

 

VOCÊ TEM ALGUMA DÚVIDA SOBRE PAGAMENTO DE DÍVIDAS?

Deixe sua dúvida nos comentários abaixo (não é necessário identificar-se) e nós iremos responder nos posts futuros. Para ser avisada sobre novas postagens e não perder nada aqui do blog, cadastre-se!

Cadastre o seu e-mail agora!
Cadastre o seu e-mail abaixo e receba todas as nossas novidades!

Nos vemos!

Jornalista com atuação no Brasil, Inglaterra, Argentina e Israel. Autora do best seller Bolsa Blindada e palestrante na Universidade de Harvard.

  • renata diz:

    Boa tarde paty,eu preciso ajudá meu namorado a paga o cartão de crédito porém não tenho dinheiro p tal são dois cartões q se somado o valor é maior q o salário dele sem fala nas outras despesas,min orienta por favor

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Renata. Infelizmente não há como pagar uma conta sem ter dinheiro para tal, concorda? Fale para o seu namorado assistir este vídeo para resolver essa questão, OK? https://www.youtube.com/watch?v=EJtgGryZPl0&list=UUQtLBzP4sE-YkJhr8Mtx_Vg&index=19

      • renata diz:

        Obrigada Patricia concordo sim VC kkkkkkkk eu q não soube min expressa,, estou aqui aguardando sua participação no Mulheres
        Bjs

        • Patrícia Lages diz:

          Assistiu? Gostou?? ?????

  • Bruna diz:

    Olá dna Paty, eu tenho uma loja com 4meses, mas ja tive o primeiro título protestado que está no cartório, não entendo muito como funciona o processo de agora em diante e não sei quais são os prazos pois achei bem mal explicado o informativo que chegou até mim. Peço seu auxilio pq fiz um investimento neste mês e me atrapalhei com os compromissos.
    Obgdo!?

    • Patrícia Lages diz:

      Seria bom vc ir ao cartório para saber mais pessoalmente. Vai valer a pena. Beijos!

  • Simone Ferreira diz:

    Fiz isso reconheci minhas dívidas.
    Coloquei cada uma das mais altas as menores, dei prioridade para aquelas onde os júris eram mais altos. Deus deu condições de pagar todas agora estamos apenas com compromissos diários.

  • Maria josé diz:

    Bom Dia, li seu livro bolsa blindada em uma semana o ano passado e amei, é uma leitura leve e agradável daquelas que você não quer parar de ler, mês passado comprei pela saraiva o 2 e virada financeira, estou terminando o 2 e depois vou ler o outro, não conhecia seu site descobri pelo livro e passei a acompanhá-lo, pena que não ganhei os brindes na compra dos livros kkkkkkk Bom vamos aos fatos, suas dicas me ajudaram muito, mas ainda não cheguei onde eu queria, achei que esse ano eu estaria com minha renda em harmonia com minhas contas, mas não foi o caso, tenho uma compulsão por produtos de beleza, perfumes e roupas, e até agosto deste ano estou enrolada novamente, em novembro entrei naquela promoção das lojas compre agora e só pague em janeiro, fevereiro, e me estrepei, amo produtos da natura e vejo os catalagos e quero os produtos e anseio pela chegada, mas quando chegam eu uso e logo perdem a graça, para se ter uma noção ainda tenho em estoque hidratante que comprei o ano passado, isso porque até dei alguns e aproveitei aquelas promoções compre e ganhe o refil, eu olho pra minha caixa onde estão e me sinto mal, bom gostaria de alguma dica para a compulsão, parar de comprar,

    • Patrícia Lages diz:

      Temos um capítulo inteiro sobre isso no Virada Financeira! Bjs

  • Aline diz:

    Eu tenho um valor alto de cartao de crédito e queria eliminar mas ainda nao consegui e so tenho efetuado o pagamento minimo do mesmo. Pensei em fazer um emprestimo pra quita-lo. Mas estou na duvida pois a partir de Maio sobrara o valor de 800 reais no meu pagamento. Fico pensando.. seria melhor esperar ate Maio e ir pagando o minimo e depois quitar o cartao ou fazer um emprestimo e quitar agora o cartao. Suas dicas me ajudam muito e ja estou ha 2 meses com um plano financeiro otimo! Nao vejo a hora de fechar todas as dividas e guardar dinheiro! obrigada!

  • NATÁLIA diz:

    Patrícia, boa tarde. Li o livro bolsa blindada e o virada financeira e estou lendo o bolsa blindada 2 e estou querendo muito pagar minhas dívidas. Porém n sei por onde começar
    Pois são quase 10credores diferentes e n sei como é nem como começar… Quero fazer cursos na minha área mas n sei se seria conveniente fazer mais uma dívida por mas que com isso possa ganhar mais… Me ajuda por favor.

    • Patrícia Lages diz:

      Oi, Natália. Vc assistiu o vídeo? Bjs

      • NATÁLIA diz:

        Li só a matéria.

  • Nayane diz:

    Obrigada pela tabela formulada disponível no blog!
    Muito útil!

    :*

  • Ana Paula Santos diz:

    olá D. Patricia, muito interessante essa dica, devemos nos organizar, saber o quê e o quanto devemos antes de qualquer coisa. bjos.

  • Anônimo diz:

    Boa tarde, financiei um carro e vendi, para um outro investimento, só que devido aa problemas econômicos tem 12 parcelas atrasadas já tentei renegociação e não me deram crédito, qual o procedimento para o meu caso? Pois se eu ir pagando aos poucos vi ser um dinheiro morto, e a dívida não morre.

    • Patrícia Lages diz:

      Olá! Não sei como vc conseguiu vender um carro financiado ainda faltando parcelas a pagar. Se vc não tem o valor à vista, precisaria renegociar, mas eu não conheço os termos do seu contrato. Melhor vc buscar assessoria jurídica. Abs!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*


Carreira Profissional

Cartão de Crédito

Investimentos

Pagamento de Dívidas

Faça uma busca no site:

Acompanhe também a Bolsa
Blindada nas redes sociais:


Receba todas nossas novidades!

Livros Bolsa Blindada:

Desenvolvido por: